Reinaldo, Ronaldinho Gaúcho, Cerezo e mais 7! Confira os 10 melhores jogadores do Atlético Mineiro de todos os tempos

O Clube Atlético Mineiro é um dos maiores clubes de Minas Gerais e também do Brasil. 

Campeão do primeiro Campeonato Brasileiro oficialmente disputado com esse nome, em 1971, o Atlético Mineiro possui uma história riquíssima, principalmente quando falamos de grandes jogadores.

Naturalmente, assim como em qualquer outra equipe, determinar os melhores jogadores da história do clube é uma tarefa um pouco ingrata.

São muitos nomes, grandes times, períodos dominantes no estado e conquistas importantes na história do Atlético, o que dificulta essa escolha.

Aqui, tentamos estabelecer o top 10 dos maiores jogadores da história do Atlético Mineiro levando em conta critérios como: a qualidade técnica, as conquistas, a importância do jogador para os títulos, longevidade e a idolatria.

Bom, sem mais delongas, venha conferir o top 10 dos melhores jogadores do Atlético Mineiro de todos os tempos! 

Maiores jogadores da história do Atlético Mineiro

  1. Reinaldo
  2. Ronaldinho Gaúcho
  3. Toninho Cerezo
  4. Éder Aleixo
  5. Victor
  6. Dadá Maravilha
  7. João Leite
  8. Luizinho
  9. Marques
  10. Leonardo Silva

Leonardo Silva (10° lugar)
Leonardo Silva, ídolo do Atlético Mineiro

Para começar nosso top 10, temos um jogador histórico para o Atlético Mineiro. Leonardo Fabiano da Silva e Silva, ou apenas Leonardo Silva, pode não ter sido um zagueiro de qualidade indiscutível, mas certamente foi um nome representativo do momento mais vencedor da história do clube. 

Leonardo Silva chegou ao Galo em 2011, já com 31 anos. Apesar da idade, ainda atuou em alto nível durante bastante tempo, permanecendo em Minas Gerais até 2019, quando se aposentou vestindo a camisa do Atlético.

Durante esse período, foi zagueiro titular de grandes conquistas, principalmente a Libertadores da América de 2013, maior título da história do clube, fazendo, inclusive, o gol decisivo na final da competição.

Além disso, conquistou 4 vezes o Campeonato Mineiro (2012, 2013, 2015 e 2017), a Recopa Sul-Americana (2014) e uma Copa do Brasil (2014).

No total, entrou em campo em 390 oportunidades vestindo a camisa alvinegra do clube mineiro e marcou 36 gols, número que o torna o “maior zagueiro artilheiro” da história do Atlético Mineiro. 

Marques (9° lugar)

Marques, ídolo do Atlético Mineiro

Apesar de não ser muito vencedor, Marques certamente tem seu nome marcado na história do Atlético Mineiro. Revelado pelo Corinthians, o atacante chegou ao Galo em 1997 e foi, até 2002, o principal nome do clube nesse período. 

Depois, retornou em outras duas oportunidades, em 2005-2006 e 2008-2010, encerrando sua carreira nesse último ano. 

Notado por uma grande qualidade técnica e inteligência dentro de campo, Marques participou de quase 400 partidas vestindo a camisa do clube e marcou mais de 100 gols. 

Durante o período que esteve em Belo Horizonte, Marques conquistou o Campeonato Mineiro (1999, 2000 e 2010) e a Copa Conmebol (1997).

Luizinho (8° lugar)

Luizinho, ídolo do Atlético Mineiro

Na 8ª colocação, temos mais um zagueiro em nossa lista, mas dessa vez com características distintas do nosso 10° lugar. Luiz Carlos Ferreira, também conhecido como Luizinho, é um dos zagueiros, tecnicamente, mais notáveis do futebol brasileiro em todos os tempos e,  principalmente, da história do Atlético Mineiro. 

Sempre lembrado pela sua capacidade técnica, mesmo atuando como zagueiro, Luizinho chegou ao clube em 1978 e, por lá, permaneceu até 1989.

No total, atuou em 537 partidas vestindo a camisa do Galo, sendo o 3° jogador com mais atuações na história do clube.

Durante esse período, conquistou incríveis 9 Campeonatos Mineiros (1979, 1980, 1981, 1982, 1983,1985, 1986, 1988 e 1989). Além disso, ajudou a levar o clube ao vice do Campeonato Brasileiro de 1980. 

Suas atuações e sua grande capacidade técnica fizeram com que Luizinho fosse convocado para a Copa do Mundo de 1982, sendo o zagueiro titular de um dos maiores times da Seleção Brasileira e da história do futebol. 

João Leite (7° lugar)

João Leite, ídolo do Atlético Mineiro

Primeiro goleiro da nossa lista, João Leite é, certamente, um dos maiores jogadores da história do Atlético Mineiro.

João Leite fez parte do esquadrão imortal do Atlético Mineiro do final da década de 70 e da década de 80. Foi titular durante 14 anos em que vestiu a camisa do clube, de 1976-1988 e 1991-1992. 

Durante esse período, conquistou 11 títulos estaduais e foi vice do Campeonato Brasileiro em duas oportunidades, 1977 e 1980. 

No total, participou de 684 jogos vestindo a camisa alvinegra do Atlético Mineiro, sendo o jogador com mais atuações na história do clube

Dadá Maravilha (6° lugar)

Dada Maravilha, ídolo do Atlético Mineiro

Dario José dos Santos, mais conhecido como Dadá Maravilha, é o segundo maior artilheiro da história do Atlético Mineiro, com 211 gols marcados.

Sempre muito lembrado pela frase “não existe gol feio, feio é não fazer gol”, Dadá Maravilha levou muito a sério esse lema durante a sua carreira. 

O atacante, que fez parte da conquista do tricampeonato da Copa do Mundo com a Seleção Brasileira em 1970, também participou ativamente de importantes conquistas do clube mineiro.

Em 1971, por exemplo, era o principal atacante do clube na conquista do único título do Campeonato Brasileiro da história do Galo, fazendo, inclusive, o gol decisivo na partida decisiva da competição. Além disso, conquistou também o Campeonato Mineiro em duas oportunidades, em 1970 e 1978. 

Saia um pouco do futebol! Venha conferir conteúdos importantes sobre outros esportes!

Victor (5° lugar)

Victor, ídolo do Atlético Mineiro

Iniciando nosso top 5, temos mais um goleiro em nossa lista. Victor Leandro Bagy, ou apenas Victor, é um dos goleiros mais vitoriosos da história do clube e, certamente, um dos melhores jogadores do Atlético Mineiro em todos os tempos. 

O goleiro, que era ídolo do Grêmio, chegou ao clube em 2012, e segue em Minas Gerais até os dias de hoje. 

Com a camisa do Atlético Mineiro, Victor foi o goleiro titular e um dos principais destaques da campanha que culminou no título da Libertadores da América em 2013, pegando, inclusive, pênaltis e bolas decisivas para a conquista. 

Além da Libertadores, que é o maior título da história do clube, Victor também teve participação importante na conquista da Copa do Brasil (2014), Recopa Sul-Americana (2014) e Campeonato Mineiro (2012, 2015, 2017 e 2020). 

No total, Victor atuou em 418 jogos no alvinegro mineiro, sendo o 10° jogador com mais atuações na história do clube. 

Éder Aleixo (4° lugar)

Eder Aleixo, ídolo do Atlético Mineiro

É muito difícil falar de Atlético Mineiro e não lembrar de Éder Aleixo. Notável pelos seus grandes chutes e golaços marcados ao longo de sua carreira, apelidado inclusive de “Canhão”, Éder fatalmente é um dos grandes nomes do clube em todos os tempos.

Muitas vezes meio-campista, outras vezes ponta, Éder Aleixo tinha capacidade suficiente para se destacar em ambas as posições, e foi, inclusive, um dos grandes nomes do Brasil na Copa do Mundo de 1982. 

Para alcançar o posto de titular da Seleção nesta competição, Éder Aleixo fez, primeiramente, muito sucesso no Galo. O jogador teve 3 passagens pelo clube e, certamente, a mais marcante foi a primeira, em que permaneceu no Atlético durante 5 anos, de 1980 até 1985.

Nessa primeira passagem, conquistou 5 Campeonatos Mineiros (1980, 1981, 1982, 1983 e 1985) e foi vice do Campeão Brasileiro (1980). Nas outras passagens, conquistou mais 2 títulos estaduais (1989 e 1985). No total, entrou em campo em 368 jogos vestindo a camisa do clube e marcou 122 gols. 

Toninho Cerezo (3° lugar)

Toninho Cerezo, ídolo do Atlético Mineiro

Antônio Carlos Cerezo, também conhecido como Toninho Cerezo, é um dos jogadores com mais identificação com o clube mineiro. O jogador começou e encerrou a carreira vestindo as cores preta e branca da camisa do Galo e foi, inegavelmente, um dos principais nomes do clube durante as décadas de 70 e 80.

Volante de excelente capacidade técnica, raça e visão de jogo, Toninho Cerezo é outro nome que foi titular da lendária Seleção Brasileira de 1982. Esse mérito só foi alcançado graças ao seu tempo no Atlético Mineiro, que foi bastante notável.

Na passagem mais vitoriosa, de 1972 até 1983, Toninho Cerezo participou ativamente das conquistas do Campeonato Mineiro (1976, 1978, 1979, 1980, 1981, 1982 e 1983) e dos vices Campeonatos Brasileiros (1977 e 1980). 

No total, foram 400 partidas disputadas com a camisa do Atlético Mineiro, sendo o 11° jogador com mais atuações pelo clube em todos os tempos. 

Ronaldinho Gaúcho (2° lugar)

Ronaldinho Gaúcho, ídolo do Atlético Mineiro

A escolha do nosso 2° lugar se dá por vários fatores. Indiscutivelmente, Ronaldinho Gaúcho é um dos jogadores mais memoráveis da história do futebol. Apesar disso, o craque chegou ao Atlético Mineiro já mais pro fim da carreira, o que, na época, levantou uma série de dúvidas a respeito da sua contratação.

Depois de uma passagem frustrante pelo Flamengo, em 2011 e 2012, o “bruxo” chegou ao clube em 2012 e, por lá, permaneceu até 2014.

Apesar das dúvidas que pairavam sobre as condições de jogo do craque gaúcho, Ronaldinho demonstrou ativamente o que era capaz. 

Logo em seu segundo ano vestindo a camisa do Galo, Ronaldinho conduziu o time a conquista do Campeonato Mineiro (2013) e, posteriormente, foi um dos nomes mais emblemáticos da conquista da tão sonhada Copa Libertadores da América, no mesmo ano.

Apesar de ter ficado pouco tempo, Ronaldinho Gaúcho é sempre lembrado por transformar o Atlético novamente em um clube de destaque, sendo, inclusive, o nome mais marcante da maior conquista da história do alvinegro mineiro. 

Reinaldo (1° lugar)

Reinaldo, ídolo do Atlético Mineiro

No nosso primeiro lugar, temos, indiscutivelmente, o maior jogador da história do Atlético Mineiro. Possuidor de um inegável talento, José Reinaldo de Lima, ou apenas Reinaldo, marcou época vestindo a camisa do clube na década de 70 e 80, sendo o principal nome do time que dominou o estado mineiro nesse período.  

Reinaldo chegou ao clube em 1973 e permaneceu em Belo Horizonte até 1985. Nesse período, conquistou o Campeonato Mineiro em 7 oportunidades (1976, 1978, 1979, 1980, 1981, 1982 e 1983). Além disso, foi 2° colocado do Campeonato Brasileiro com o clube em 1977 e 1980.

Os títulos marcaram a carreira de Reinaldo no Galo, mas, além disso, o faro de artilheiro foi determinante para que ele se destacasse. O atacante é, até hoje, o maior artilheiro do Atlético Mineiro, com 255 gols marcados. Também está no top 10 dos jogadores com mais atuações: 7° lugar desse ranking com 475 jogos disputados.

Formado nas categorias de base do clube mineiro, Reinaldo tem um recorde que até hoje nunca foi batido: melhor média de gols em Campeonatos Brasileiros, com 1,55 gol por partida.

Todas essas conquistas e números dão um pouco da dimensão de Reinaldo para o clube. Porém, além disso, a idolatria que os torcedores têm com esse histórico jogador é maior do que qualquer outro nome que tenha atuado no Atlético Mineiro e, portanto, o 1° lugar para ele é indiscutível. 

E aí, sentiu falta de alguém na nossa lista de 10 maiores jogadores da história do Atlético Mineiro? Comente!

E aproveite para conferir outras listas de grandes clubes brasileiros!

Salvar