Se você gosta de jogar tênis, pode não ter o mesmo talento de Roger Federer ou Serena Williams, mas certamente não abre mão de uma boa raquete.

A escolha da melhor raquete, entretanto, não é uma missão fácil. Com diferentes tipos de raquete de tênis disponíveis, é necessário contar com muitas informações para fazer a opção ideal para seu estilo de jogo.

Para ajudar nessa escolha, vamos explicar quais são os tipos de raquete e o modelo mais indicado para cada jogador.

Comece conferindo a lista das melhores raquetes de tênis! 

Qual a melhor raquete de tênis?

Apontar qual é a melhor raquete de tênis não é uma missão simples, principalmente porque há uma infinidade de modelos com características que tendem a ser mais indicadas para determinados estilos de jogo. 

Também deve ser avaliada a maturidade do tenista. É claro que a raquete de tênis para iniciantes não será a mesma para os profissionais. 

Por isso, relacionamos as melhores raquetes de tênis disponíveis no mercado, de diferentes marcas e preços. Confira!

Raquete Head Challenge Lite

Raquete Head Challenge

Uma das principais fabricantes de raquetes do mundo, a Head fornece a Challenge Lite, uma ótima alternativa para tenistas iniciantes.

Feito de grafite, esse modelo é mais leve e proporciona um estilo mais lento, o que ajuda o tenista iniciante a aprender com mais tranquilidade sobre a forma correta de realizar os movimentos.

Justamente por ser desenvolvida para iniciantes, a raquete Challenge Lite tem preço mais acessível do que outros modelos da Head.

Raquete Head Graphene Speed Pro

Raquete de tênis Head Graphene

A Graphene Speed Pro é um modelo de raquete Head indicado para tenistas de nível avançado e profissionais que buscam controle. 

Com a tecnologia Graphene 360, ela proporciona maior estabilidade e transferência otimizada de energia, gerando maior potência. Seu material é mais resistente e mais leve, o que gera uma redistribuição de peso que facilita uma batida mais sólida e rápida na bola em cada jogada.

Esse é o modelo utilizado por grandes nomes do circuito mundial, como Novak Djokovic e Alexander Zverev!

Raquete Wilson Blade 98 L Reverse

Raquete de tênis Wilson

Entre as fabricantes de raquetes, a Wilson é uma das marcas mais conceituadas em todo o  mundo. O seu modelo Wilson Blade 98 L Reverse foi desenvolvido para aprimorar o contato com a bola. 

Essa é uma ótimo opção para o jogador que bate esquerda com duas mãos. Ela tem maior capacidade de resposta e aumento do ponto doce (área ideal para bater na bola). 

Esse modelo da Wilson pode ser uma boa opção para tenista intermediários ou avançados.

Babolat Pure Drive +

Raquete de tênis Babolat

Se o tenista busca potência, uma das primeira raquetes a serem consideradas é a Babolat Pure Drive. 

Ao longo dos últimos anos, novas tecnologias têm sido desenvolvidas pela Babolat. A Pure Drive + é ideal para tenistas que buscam uma raquete com precisão e poder para aumentar seu nível de jogo e garantir os melhores resultados.

Por ser uma raquete que oferece muita potência, seu manuseio não é tão simples e, por isso, ela é indicada para tenistas de nível avançado.

Raquete Prince TeXtreme Warrior

Raquete de tênis Prince

A raquete Prince Warrior oferece potência preservando um pouco de controle e muito conforto. Ela foi desenvolvida com a tecnologia TeXtreme, que reduz a torção do aro em até 25% resultando em estabilidade.

Esse é o modelo utilizado pelo tenista norte-americano John Isner.

Raquete Yonex Vcore 95-L3

Raquete de tênis Yonex

A Raquete Yonex Vcore 95 é o modelo ideal para tenistas de nível de jogo intermediário até avançado com swing longo. 

A raquete equilibra um ótimo controle, bom conforto e muito spin em função de suas tecnologias. 

Com três títulos de Grand Slams no currículo, o suíço Stan Wawrinka usa um modelo Yonex Vcore 95D.

Você ama outros esportes além do Tênis? Aqui na Esportelândia também falamos sobre:

Quais são as raquetes usadas pelos tenistas profissionais?

  • Raquete do Alexander ZverevHead Graphene 360 Speed MP
  • Raquete do Andy MurrayHead Graphene Touch Radical Pro
  • Raquete do Bruno Soares – Wilson Pro Staff 97
  • Raquete do Daniil MedvedevTecnifibre ATP Tfight 305 XTC
  • Raquete do Dominic ThiemBabolat Pure Strike 16×19 (Project One7)
  • Raquete do Juan Martín Del Potro – Wilson Burn FST 95
  • Raquete do Kei NishikoriWilson Ultra 95 Countervail
  • Raquete do Marcelo Melo – Babolat AeroPro Drive GT
  • Raquete do Milos Raonic – Wilson Blade 98(18×20) Countervail
  • Raquete do Nick Kyrgios – Yonex EZONE 98
  • Raquete do Novak DjokovicHead Graphene 360 Speed Pro
  • Raquete do Rafael Nadal – Babolat Pure Aero 2019
  • Raquete do Roger FedererWilson ProStaff RF 97 Autograph (Black & White)
  • Raquete do Yonex VCORE Pro 330g
  • Raquete do Stefanos TsitsipasWilson Blade 18×20 CounterVail

Como comprar raquete de tênis?

Como comprar raquete de tênis

Com diferentes marcas, tamanhos e modelos disponíveis, não é tão simples definir qual raquete comprar.

Mas não se preocupe. Nós vamos te ajudar a identificar quais critérios devem ser analisados ao definir qual é a melhor raquete de tênis para você.

Confira, a seguir, o que deve ser avaliado e evite gastar dinheiro com um modelo que não se adequa ao seu estilo de jogo.

Peso

O peso da raquete é um dos critérios mais importantes a serem considerados no momento da compra. Afinal, ele tem grande influência para o desempenho do jogador.

Para saber o peso da raquete, basta buscar essa informação na parte interna do “coração” da raquete, com a medida em gramas ou em onças. O termo “strung” indicará que o peso considera a raquete encordoada. Já “unstrung” indica sem cordas.

Raquetes mais pesadas tendem a diminuir a vibração das cordas e a dar mais estabilidade aos movimentos. Já as raquetes mais leves podem transferir a vibração da corda para o braço do tenista, gerando instabilidade. 

Contudo, a definição da raquete ideal deve considerar o nível do tenista. Caso o atleta não esteja preparado para jogar com um modelo mais pesado, estará mais sujeito a sofrer lesões.

Para jovens, entre 11 e 14 anos, é recomendável escolher um modelo até 285 gramas sem cordas, com perfil de peso equilibrado. Ou seja, que haja um equilíbrio entre o peso na cabeça da raquete e o peso no cabo. É recomendado ainda que a cabeça seja maior, acima de 100 polegadas, para evitar desconfortos nos braços.

Para adultos ainda iniciantes, é indicado comprar raquetes de no máximo 315 gramas (peso sem cordas). Assim, será escolhido um modelo mais estável. Outra recomendação é escolher uma raquete equilibrada, sem que haja uma tendência de peso maior no cabo ou na cabeça.   

Já para tenistas de nível avançado, é recomendável comprar raquetes com peso acima de 310 gramas. Com a técnica já bem desenvolvida e o preparo físico adequado, esses atletas conseguirão ter mais estabilidade e mais controle de bola.

Equilíbrio

Além do peso, é importante que seja analisado o equilíbrio das raquetes. Os modelos com os equilibrado entre cabo e cabeça são os mais vendidos, pois terão peso intermediária e boa relação entre controle e potência.

As raquetes com peso voltado para o cabo oferecem maior controle, menor conforto e, geralmente, são mais pesadas.

Já as raquetes com peso maior na cabeça entregam maior conforto e potência, além de serem mais leves.

Vá além do mundo do Tênis! Confira também nossos outros conteúdos:

Tamanho

Para tenistas iniciantes, é recomendável comprar raquetes com a cabeça maior, já que haverá uma área maior para acertar a bola.

Já tenistas com nível mais avançado tendem a preferir raquetes com cabeças menores, porque elas proporcionam maior controle e precisão.

Usualmente, as raquetes de tênis possuem um tamanho padrão de 27 polegadas ou 68 cm. As menores são indicadas para crianças e adolescentes. 

Grip ou empunhadura

O tamanho do grip deve ser analisado para que não haja perda de controle sobre a raquete. Portanto, ao comprar uma raquete, tenha atenção à espessura do cabo.

Para identificar o tamanho ideal do grip, avalie, em sua empunhadura, se há espaço de cerca de um dedo entre a ponta dos dedos e o seu dedão. 

Caso o cabo da raquete seja muito fino para sua empunhadura, haverá a exigência de mais esforço muscular, já que o cabo terá a tendência de girar na mão do tenista.

Em contrapartida, cabos muito grossos limitarão movimentos, como a rotação do punho e a troca de empunhadura. Além disso, podem levar o cabo a escapar da mão do tenista.

Material

As raquetes de tênis podem ser fabricadas em diferentes materiais, como:

  • Alumínio;
  • Grafite;
  • Titânio;
  • Kevlar;
  • Basalto;
  • Fibra de vidro.

Geralmente, tenistas profissionais utilizam raquetes compostas por grafite, tiânio, kevlar, basalto ou fibra de vidro. 

Já crianças devem utilizar raquetes feitas de alumínio, por serem mais leves.

A composição que mescla alumínio e grafite é indicada para adolescentes.  E modelos feitos de grafite são recomendados para adultos iniciantes, uma vez que são leves e absorvem o contato da bola.

Disposição das cordas

Outro importante fator a ser levado em consideração no momento de comprar uma raquete de tênis é a tensão das cordas.

Cordas com maior tensão proporcionam maior precisão, mas absorvem menos impacto e geram menos velocidade.

Já as cordas com tensão menos são indicadas para tenistas que buscam controlar mais a velocidade da bola. 

Entre os diferentes tipos de materiais usados na fabricação das cordas, multifilamento e copolímero são muito indicados por proporcionarem boa durabilidade e absorção de impacto.

Portanto, ao comprar uma raquete de tênis, observe todos os critérios acima para tomar a melhor decisão. Entre as diferentes marcas disponíveis, analise aquela que oferece o melhor modelo para seu estilo de jogo, sem esquecer qual preço de raquete que cabe no seu bolso.

Agora que você sabe tudo sobre os tipos de raquete e quais são as melhores para cada jogador, aproveite para alimentar sua paixão pelo tênis com outros conteúdos:

*Última atualização em 7 de outubro de 2019