Gabriel Medina entrou na sua bateria em Teahupo’o pressionado, principalmente por conta da vitória de Yago Dora mais cedo sobre Kelly Slater. O tricampeão mundial não tinha margem para erro no seu confronto diante do havaiano Seth Moniz.

Um vacilo de Medina nesse momento decisivo poderia ser fatal, já que o paulista segue na disputa por uma vaga na WSL Finals e também nas Olimpíadas.

Gabriel Medina arrasa Seth Moniz

“Ele é um rockstar”, surfistas elegem Gabriel Medina como o mais festeiro do tour
WSL/Pat Nolan

De fato, parece que Gabriel Medina não sentiu o peso do mundo em suas costas nessa bateria decisiva de oitavas de final em Teahupo’o.

Precisando vencer, Gabriel começou no seu melhor estilo, pegando diversas ondas consecutivas para criar um somatório diante do adversário. Em poucos minutos, Medina conseguiu a melhor nota do confronto, um tubaço que valeu 8.17 pontos.

Enquanto Seth Moniz parecia perdido, Gabriel entrou em mais um bom tubo e arrancou uma nota 6.00 dos juízes, deixando o havaiano em combinação por boa parte do confronto.

Perto do final do duelo, Seth Moniz desencantou e conseguiu sua melhor nota na bateria, um 6.67 que tirou o havaiano da combinação, porém, isso não foi suficiente para superar o brasileiro, que avançou para as quartas de final em Teahupo'o.

Gabriel Medina segue vivo na briga pela WSL Finals

Gabriel Medina bate Filipe Toledo e atinge feito inédito na carreira
WSL/Thiago Diz.

A vitória de Gabriel Medina diante de Seth Moniz foi extremamente importante para as pretensões do tricampeonato mundial.

Gabriel ainda depende apenas de si para conquistar sua vaga na WSL Finals. Mesmo com Yago Dora também avançando, Medina pode vencer a etapa e garantir seu lugar em Trestles.

Vá além do mundo do surf! Confira também nossos outros conteúdos: