Nascido em Santo André, interior de São Paulo, em 1986, Diego Hypólito é filho de um motorista de ônibus e uma costureira e irmão mais novo de Daniele Hypólito.

Ele foi o primeiro ginasta masculino do Brasil e da América do Sul a conquistar medalhas em Campeonato Mundiais de ginástica artística.

Seu primeiro contato com a ginástica foi no Flamengo, clube em que sua irmã mais velha treinava.

Diego Hypólito - História, conquistas e prêmios
Divulgação/Instagram Diego Hypólito

Diego Hypólito – Apresentações

Em 2007, Diego conquistou sua segunda medalha de ouro no Solo em Campeonato Mundial de Ginástica, confira abaixo como foi uma de suas apresentações nesse ano:

A redenção de Diego Hypólito, assim podemos traduzir a prata olímpica conquistada no Rio de Janeiro, confira abaixo as quedas nas Olimpíadas de 2008 e 2012 e a bela apresentação em 2016:

Medalhas de Diego Hypólito

Diego Hypólito conquistou muitas medalhas representando a ginástica brasileira, confira abaixo todas elas:

Você ama outros esportes além de ginástica? Aqui no Esportelândia também falamos sobre:

Medalhas de ouro em Mundiais, decepções olímpicas e redenção

O primeiro Mundial disputado por Diego Hypólito aconteceu ainda em 2002, aos 16 anos de idade, quando participou da competição em Londres.

Foi seu primeiro ano disputando competições entre os os sêniores e mesmo podendo competir entre os juniores, conquistou duas medalhas no Campeonato Nacional Brasileiro.

Em 2003 participou do Pan de Santo Domingo, sendo essa a sua estreia nesse torneio e conquistou a medalha de prata no Salto, ficando em quarto lugar no Solo, sua especialidade.

Em 2004, participou da etapa da Copa do Mundo de Stuttgart e ficou apenas na sétima posição no Salto e a partir desse torneio entrou em ótima fase, conquistando muitas medalhas.

Na etapa do Rio de Janeiro, foi medalhista de ouro tanto no salto como no solo, depois em nova etapa da Copa do Mundo foi ouro no solo e bronze no salto.

Depois em Glasgow, foi ouro mais uma vez no solo e ficou em quarto no salto, na etapa de Gante, a quinta do ano, Diego foi medalhista de ouro no solo e bronze no salto.

Participou da Final da Copa do Mundo de Birmingham, na qual venceu mais uma vez a medalha de ouro nos exercícios de solo.

Em 2005, conquistou a medalha de ouro, mesmo estando lesionado, no Mundial de Melbourne, mais uma vez na sua especialidade, o Solo.

Em 2007, no Mundial de Stuttgart conquistou mais um ouro na sua especialidade, o Solo e se colocou como o grande nome do aparelho no mundo da ginástica.

No Pan de 2007, no Rio de Janeiro, conquistou a medalha de prata na competição por equipes e foi ouro no Solo e no Salto.

Nas Olimpíadas de Pequim em 2008, chegou como favorito no Solo, mas teve uma queda na final e acabou terminando sem medalhas, essa foi a primeira grande decepção da carreira.

Ao longo da carreira, ganhou muitas medalhas e esteve durante muitos anos no auge, sempre disputando torneios importantes.

Em 2011, no Pan de Guadalajara conquistou novamente as medalhas de ouro no Salto e no Solo e dessa vez, venceu também na competição por equipes.

Em 2012, nas Olimpíadas de Londres, não chegou com o mesmo favoritismo da anterior, mas sofreu mais uma vez uma queda que tirou suas chances de medalha.

Em 2016, competiu na Olimpíadas do Rio de Janeiro e conseguiu sua redenção, conquistando a medalha de prata na disputa do Solo, coroando sua brilhante carreira.

Diego Hypólito - História, conquistas e prêmios
Divulgação/Instagram Diego Hypólito

Polêmicas sobre sua sexualidade

Durante muitos momentos de sua carreira, Diego viu sua sexualidade ser contestada e ao longo do tempo não falava sobre o assunto e seguia sua vida.

Até que em 2019 resolveu falar sobre o tema e assumiu ser gay desde os 19 anos. Confira o depoimento do atleta no vídeo abaixo:

Aproveite para se aprofundar ainda mais no esporte com nossos outros conteúdos: