Confira o nosso guia das comissões técnicas de futebol: como são formadas e as funções de cada um dos seus membros

Quem assiste aquele joguinho pela TV já deve ter assistido a seguinte cena: após uma falta dura, o replay reprisa lentamente a jogada e a câmera corta para a reação do banco de reservas. Nele, há quase uma multidão de pessoas uniformizadas protestando, mas nenhuma usa chuteiras. São os membros da comissão técnica do time.

No atual panorama do futebol, os clubes buscam uma estrutura cada vez melhor. Mas os investimentos não se restringem apenas às instalações: eles também miram o corpo de funcionários.

Nesse sentido, as comissões técnicas e seus respectivos membros têm ganhado uma importância cada vez maior.

Veja só, o Flamengo, campeão de quase tudo em 2019, escolheu como substituto de Jorge Jesus um profissional cujo principal atributo no currículo é o período como auxiliar de Pep Guardiola.

Nada contra, que fique claro. A contratação de Domènec Torrent só mostra como o mundo da bola está cada vez mais atento àqueles que orbitam o dia a dia dos clubes. No Brasil, por exemplo, têm aumentado a troca de profissionais nos departamentos de futebol.

Estes, por sua vez, estão cada vez mais numerosos, tanto que o trabalho do técnico de futebol vem se inclinando cada vez mais à gestão, seja do grupo de jogadores, seja dos funcionários do banco de reservas.

Pensando nisso, montamos um pequeno guia sobre as comissões técnicas de futebol. Explicando como e por quem elas são formadas e, principalmente, as funções exercidas por cada um dos seus membros.

A estrutura das comissões técnicas no futebol brasileiro

As comissões técnicas são montadas de forma a cobrir todas as necessidades de preparação da equipe e dos jogadores para partidas e campeonatos.

O futebol, assim como todos os esportes, é uma junção da parte atlética e da parte lúdica. O mesmo acontece nos departamentos de futebol, tendo um grupo responsável pela saúde dos atletas e outro pela sua capacidade técnica e tática.

Ao segundo grupo que se costuma a chamar de comissão técnica. Ela é geralmente formada pelo técnico, que é oficialmente o Diretor Técnico, por auxiliares técnicos e por treinadores de goleiros.

A adição mais recente às comissões são os analistas de desempenho, que ganharam maior importância dentro do contexto de abordagens mais científicas do futebol.

Tite e sua comissão técnica na Seleção Brasileira. (Reprodução/Lucas Figueiredo/CBF)

Profissionais da saúde nas comissões técnicas

O grupo de saúde é montado majoritariamente pelos clubes e, pelo menos nos grandes, são bastante numerosos, até para atender as necessidades de um grupo de entre vinte e quarenta atletas.

Assim, não só há profissionais para as diversas áreas da saúde dos jogadores como cada uma delas conta com pelo menos dois representantes. E dá-lhe fisiologistas, fisioterapeutas, nutricionistas e todos os seus devidos assistentes.

Nos grandes times, inclusive, esses grupos são formados por tanta gente que aqueles que têm sido capazes de coordená-los da melhor maneira são os que notoriamente obtém os melhores resultados.

A ideia não é só tirar o máximo de eficiência do corpo profissional como também integrar suas ações com o pessoal da parte técnica.

Se um jogador não estiver rendendo, por exemplo, o técnico pode ter tanto a visão técnica de seus auxiliares como a fisiológica do núcleo de saúde e, aí sim, tomar a melhor decisão ao seu alcance.

Treinador de laterais

A estrutura acima é uma mescla do que a maioria dos grandes clubes brasileiros fazem em seus departamentos de futebol. Cada um, no entanto, conta com um esquema próprio, com hierarquias diferentes e até profissionais diferentes.

Felipão, por exemplo, ficou muito tempo conhecido por fazer questão de adicionar psicólogos às delegações, para auxiliar no preparo mental.

Na Europa, Alex Ferguson incluía uma pessoa responsável somente pelo sono dos atletas; o Liverpool de Klopp ganhou as manchetes um tempo atrás por ter um treinador de arremessos laterais; enfim, cada time e cada técnico tem seus organogramas, mas quase sempre partindo dessa organização básica.

Vá além do Futebol:

Nomes e funções da comissão técnica no futebol

  • Técnico
  • Auxiliar Técnico
  • Treinador de Goleiros
  • Scout
  • Analista de Desempenho
  • Preparador Físico
  • Fisiologista
  • Fisioterapeuta

Técnico

tite selecao brasileira

A profissão de técnico de futebol, ao exemplo de um diretor de cinema, é bastante, digamos, autoral. Cada “professor” trabalha de uma maneira, isto é, com um modelo de jogo, com uma metodologia de treino e com um estilo de gestão diferentes.

O que há de comum, ainda mais com a atual estrutura das comissões técnicas, é a tomada decisão: a formação, a escalação, as substituições, enfim, tudo o que concerne o futebol dentro de campo e os responsáveis por fazê-lo acontecer.

Auxiliar Técnico

Torrent foi para o Flamengo qualificado como auxiliar de Pep Guardiola (Ulmerullsteinvia/Getty)

Dentro da questão “autoral” dos técnicos está a relação com seus auxiliares.

Guardiola, por exemplo, gostava de debater suas ideias com Torrent; Klopp “deixava” a parte tática com seu antigo auxiliar, Buvac; Felipão dividia no Palmeiras seus dois auxiliares entre ataque e defesa, como no futebol americano.

Tradicionalmente os auxiliares acumulam as funções de comandar os treinamentos e fazer a observação dos jogos. Muitos vão além, sendo verdadeiros “escudeiros” dos treinadores, fazendo o meio-campo entre eles e os jogadores.

Treinador de Goleiros

Taffarel chegou a ser treinador de goleiros da Seleção e do Galatasaray simultaneamente

O treinador de goleiros é o profissional mais independente da comissão técnica. É ele quem monta os treinos além de acompanhar e orientar os arqueiros, tamanha é a especificidade da posição.

Em alguns times, eles contam até com auxiliares para o seu trabalho, de modo a deixar a preparação mais individualizada para cada goleiro do elenco.

Na Seleção Brasileira, o lendário Taffarel acumula a função com a de observador. Se Tite vai aos jogos para monitorar os melhores na linha, o goleiro do Tetra é quem avalia seus colegas de posição.

Scout e Analista de Desempenho

Os analistas tem um trabalho importante de registro dos jogos e treinos (Reprodução/Miguel Locatelli/Athletico)

O analista de desempenho é o “caçula” das comissões técnicas. É o profissional responsável pela observação dos envolvidos no jogo, seja o próprio time, o adversário ou jogadores específicos, enfim, quem o técnico pedir que seja analisado, podendo ser requisitados até nos treinos.

Se os auxiliares fazem essa observação para propor alterações durante o jogo, os analistas atuam mais ao produzirem relatórios e montagens de vídeo, para que possíveis problemas sejam corrigidos ou fraquezas dos adversários sejam aproveitadas.

O scout é um pouco mais antigo, associado mais à observação de mercado. É um analista sem a tecnologia, digamos.

Preparador Físico

Fabio Mahseredjian é uma das referências na preparação física no Brasil (Reprodução/Lucas FIgueiredo/CBF)

O preparador físico foi o membro da comissão técnica que mais teve seu trabalho alterado.

É quem, como diz o nome, prepara o físico dos jogadores para as partidas, montando exercícios para desenvolver as diferentes necessidades atléticas de um jogo, como resistência, velocidade, flexibilidade, enfim.

A questão é que a metodologia de preparo de futebol se alterou muito. Hoje os treinos físicos e técnicos estão todos integrados. O desafio desses profissionais de saúde, então, tem sido se adequar a essa nova exigência.

Fisiologista e Fisioterapeuta

Os “fisio” são essenciais para a manutenção de desempenho, prevenção e recuperação de lesões. (Reprodução/Rafael Ribeiro/CBF)

O fisiologista é aquele que fica de olho, por meio de diversos exames e testes, no funcionamento do corpo dos jogadores. É ele quem analisa a regeneração muscular e o riscos de lesão.

Quem já se lesionou alguma vez na vida sabe bem o que faz o fisioterapeuta. É quem trabalha para a recuperação física dos jogadores, seja de lesões de fato ou do que eles chamam de “estresses” na musculatura.

Agora que você a função de cada profissional de uma comissão técnica de futebol, que tal conferir outros conteúdos sobre futebol? Veja também:

*Última atualização em 16 de agosto de 2020

Salvar