Antes de mais nada, mesmo sendo uma manobra pouco saudável, a desidratação no fisiculturismo é comum e faz parte da preparação.

Os motivos para fazer tal estratégia são vários, podendo ser apenas para bater o peso ou até para chegar mais seco. Claro, ambas as ocasiões são pouco saudáveis para o corpo humano.

Assim, o desejável é que apenas atletas de bodybuilding realizem a desidratação. Entretanto, é comum encontrar “marombas” que utilizam diuréticos apenas para estarem mais definidos. Adiante, vale dizer que isto pode levar até mesmo à morte.

Diante disso, preparamos um guia contando sobre tudo que você precisa saber a respeito da desidratação no fisiculturismo.

Por que os fisiculturistas fazem a desidratação?

Assim como já dito, a desidratação no fisiculturismo acontece, na maioria das vezes, para o atleta bater peso. É comum ver competidores da Classic Physique passando por processos para tirar a água do corpo apenas para se encaixar na categoria.

Dentro dessa estratégia, os competidores podem perder até 5 kg de água pura, facilitando entrar dentro do peso estabelecido na categoria.

Como consequência disso, os fisiculturistas acabam chegando ainda mais secos no palco, já que a água que fica no interstício saí e a pele fica bem mais fina. Por causa disso os Bodybuilder e os 212 também realizam a desidratação.

Já nas categorias femininas isso acontece de uma maneira mais simples. Pelo fato de que na Wellness e na Bikini não precisarem chegar tão secas, as mulheres dessas classes não optam por tirar a água do corpo.

Entretanto, as outras categorias acabam utilizando desta técnica para chegarem ainda mais secas e densas no palco.

Quando a desidratação no fisiculturismo acontece?

A desidratação no fisiculturismo acontece pouco tempo antes de entrar no palco. Em categorias de bater o peso, os atletas costumam começar o processo na semana final de cutting.

Já nas classes onde este processo entra para destacar ainda mais os músculos, a desidratação começa faltando três dias para o palco.

Ainda, vale lembrar que tudo pode variar de acordo com o atleta e com sua categoria. Assim, não existe receita de bolo para tirar a água do corpo.

Como fazer a desidratação no fisiculturismo?

Existem algumas estratégias para realizar uma desidratação. A mais comum é a manipulação de água, que consiste em aumentar o consumo hídrico durante três dias e cortá-lo repentinamente. Assim o corpo continua expelindo água, porém, como o aporte diminuiu, a água do corpo também é reduzida.

Outra forma de tirar o excesso de água é utilizando diuréticos. Porém, essa manobra é a mais arriscada já que esses medicamentos costumam ser bem agressivos. Diante disso, este uso pode levar até a morte.

Por fim, vale destacar outras maneiras de realizar a desidratação, como o banho de imersão e o uso de chás com ervas que ajudam na diurese.

Por que é perigoso desidratar?

Finalmente, é importante ressaltar que a desidratação não é saudável. Pelo contrário, este processo, quando realizado sem a ajuda de um profissional, pode levar à morte.

Isto acontece pois quando há a saída de água em excesso, além de sobrecarregar os rins, alguns minerais essenciais podem sair no processo.

Assim, nosso corpo acaba se vendo em uma situação onde não tem água e não tem os minerais importantes para o dia a dia. Levando a uma morte causada, provavelmente, por uma parada cardíaca.

Imagem destacada: Reprodução/ Pexels;Sabel Blanco.