Confira tudo sobre Israel Adesanya: sua biografia, suas principais lutas, seus maiores rivais e sua história no MMA e no UFC

Da Nigéria à Nova Zelândia, da dança ao anime, a bagagem cultural de Israel Adesanya só não é mais vasta que seu repertório do MMA, que vai de um calculado boxe a um enérgico taekwondo.

Chamado de “The Last Stylebender” (algo como “O Último Domador de Estilos”) pelos fãs do UFC, Adesanya é um lutador que sabe muito bem o que fazer dentro e fora do octógono. Dentro, tende a dominar os adversários e entreter o público. Fora, sabe se posicionar para promover tanto seus combates quanto debates sociais importantes.

O nigeriano, assim, não só combina bem as diferentes artes marciais como as características que fazem um lutador ter sucesso no UFC e em todo MMA. Sua história e seus títulos comprovam isso. Ambos (e muito mais) podem ser conferidos no texto a seguir.

Quem é Israel Adesanya

Israel Adesanya é um lutador profissional de artes marciais mistas e natural de Lagos, na Nigéria. Nascido no dia 22 de julho de 1989, virou lutador profissional aos 18 anos e aos 28 passou a integrar o card do UFC, em 2017.

Dono de um dos melhores repertórios de golpes do Ultimate Fighting Championship, Adesanya tem uma formação de kickboxing, que combina principalmente com o boxe e o taekwondo.

Essa combinação o fez conquistar em 2019 o Cinturão dos Peso Médio do UFC e em 2020 assumir o terceiro lugar no ranking Peso por Peso da organização, atrás apenas de Khabib Nurmagomedov e de Jon Jones.

Foto de Adesanya durante luta contra Anderson Silva no UFC
Em 2020, Adesanya defendeu o cinturão pela segunda vez contra Borrachinha (Reprodução)

Como Israel Adesanya começou no MMA

Dá para dizer que Israel Adesanya começou no MMA por acaso. Nem por luta ele tinha muito interesse, pelo menos não antes de mudar-se com a família para Auckland, na Nova Zelândia.

Lá, sofreu bullying por suas origens, por sua personalidade expressiva e pelo gosto por anime, a animação japonesa. “Incentivado” por filmes de luta como o tailandês “Ong Bak”, o jovem Israel decidiu treinar para se impor na escola, nem que fosse fisicamente.

Motivado e naturalmente apto à luta — alto, esguio, braços e pernas compridos —, Adesanya rapidamente tomou gosto e pegou jeito da coisa. Com 18 anos, já estava no circuito amador de kickboxing.

Depois de fazer um cartel de 32-0, foi para a China para começar uma carreira profissional de fato. Em seis meses na Ásia, conseguiu um contrato com a promotora Glory e depois voltou à Nova Zelândia para o King of The Ring, já entre o kickboxing e o MMA.

Com 26 anos já totalmente convertido à artes marciais mistas. Aos 28, estreou no Australian Fighting Championship, o AFC. Levou o cinturão dos meio pesados em julho de 2017. Em dezembro, já estava no UFC.

Israel Adesanya durante treino
Adesanya teve um cartel de 11-0 no MMA antes de entrar para o UFC(Getty)

A história de como Israel Adesanya chegou ao UFC

A primeira luta de Israel Adesanya no UFC foi em fevereiro de 2018, contra Rob Wilkinson, no UFC 221. À vontade contra um lutador australiano, o nigeriano, que estava oficialmente lutando por Auckland, venceu por TKO no segundo round.

Seu desempenho foi tido como a performance da noite e o colocou em destaque na organização.

O prêmio seria novidade por pouco tempo: teve o mesmo reconhecimento nas terceira e quarta lutas, contra Brad Tavares e Derek Brunson, respectivamente. Contra o primeiro, vitória por decisão unânime; contra o segundo, TKO no primeiro round.

Adesanya x Anderson Silva e enfim o cinturão

O começo meteórico e o desempenho de alto nível (e de alto entretenimento) o colocaram em posição para enfrentar Anderson Silva, que voltava ao octógono após um período de suspensão por conta de doping.

A luta, duríssima, teve o brasileiro em melhor momento mas terminou com a vitória do nigeriano por unanimidade. Descrito pelo próprio Anderson como “de cinema”, o combate levou o bônus de “Luta da Noite” do UFC 234.

Vencer o “Michael Jordan dos ringues”, como o próprio Adesanya descreveu, deu ao lutador a possibilidade de lutar pelo cinturão interino dos peso médio do UFC. Contra o estadunidense Kevin Gastelum, ele não hesitou por um segundo.

Por decisão unânime, Israel Adesanya conquistou, no UFC 236, o Cinturão temporário da categoria. Foi além e teve a luta reconhecida como a melhor da noite e depois como a melhor do ano.

O cinturão definitivo veio na luta seguinte. Bateu Robert Whittaker por nocaute no segundo round e enfim unificou o título dos meio pesados. Teve, até 2020, duas defesas: contra o cubano Yoel Romero e contra o brasileiro Paulo Borrachinha, ambas bem-sucedidas.

Adesanya com o cinturão do UFC
Adesanya costuma a dar um show no octógono após suas vitórias (Jeff Bottari/Zuffa LLC)

Vá além das Artes Marciais! Confira também:

Principais lutas de Israel Adesanya

Israel Adesanya cresceu rapidamente no UFC não só por sua técnica e dominância dentro do octógono mas também por ser capaz de produzir grandes lutas. A sua estreia é com certeza uma delas, em que venceu com uma sequência de calculados joelhadas e socos.

A final do Ultimate Fighter 27 também foi uma das boas lutas do nigeriano. Contra Brad Tavares, dominou os cinco rounds e recebeu a decisão da vitória rapidamente. Já no embate contra Derek Brunson, chamou a atenção a rapidez com que abateu o adversário.

Na luta pelo cinturão interino, a mesma que ganhou os prêmios de “Luta da Noite” e “Luta do ano”, Adesanya simplesmente bateu o recorde de knockdowns em um combate valendo o título da categoria. Foram quatro vezes em que derrubou, na base do golpe, o estadunidense Kevin Gastelum.

Enfim, contra o brasileiro Paulo Borrachinha, teve mais uma de suas performances dominantes, batendo o adversário no segundo round por TKO após uma feroz sequência de socos.

Adesanya após nocautear Robert Whittaker
As lutas de Adesanya geralmente são entretenimento puro para o fã de MMA (Reprodução)

Maiores rivais de Israel Adesanya

Adesanya x Anderson Silva

Anderson Silva é, na verdade, o maior adversário de Israel Adesanya no UFC. Não há uma rivalidade entre os dois, muito pelo contrário: o nigeriano é muito fã do brasileiro e fez uma luta de grande respeito.

O Spider foi melhor durante a maior parte da única luta entre eles, no UFC 234. Ainda assim, foi justa a vitória do Stylebender por decisão unânime.

Adesanya x Paulo Borrachinha

A rivalidade entre Israel Adesanya e Paulo Borrachinha foi repentina, mas explosiva. Foram muitas provocações nas promoções para o UFC 253 e até após o evento. A luta entre os dois foi marcada, além do domínio do nigeriano sobre o brasileiro, pela “sarrada” que o vencedor deu no perdedor assim que este foi à lona.

Adesanya x Jon Jones

Por fim , há a rivalidade, digamos, platônica, com Jon Jones. Adesanya nunca enfrentou o o americano. Ainda assim, os dois trocam farpas e provocações sempre que possível. Talvez ambos se reconheçam como grandes ameaças aos seus cartéis praticamente impecáveis.

Se (ou quando) a luta entre os dois acontecer, será um grande embate de estilos agressivos, propositivos e dominantes. Uma superluta, sem exagero algum.

Adesanya e Anderson Silva após sua luta no UFC 234
Provocador, Adesanya foi só reconhecimento ao Spider (AP/Andy Brownbill)

Títulos de Israel Adesanya

  • Cinturão Peso Médio UFC (2019/ Duas defesas de cinturão)
  • Cinturão Peso Médio AFC (2017)
  • Cinturão Peso Médio Hex Fighting Series

Recordes de Israel Adesanya

  • Maior número de knockdowns (4) em uma luta por cinturão do UFC (2019)
  • Cinco prêmios de performance da noite do UFC
  • Dois prêmios de luta da noite no UFC

Biografia e curiosidades sobre Israel Adesanya

  • Nome completo: Israel Mobolaji Temitayo Odunayo Oluwafemi Owolabi Adesanya
  • Data de nascimento: 22/07/1989
  • Local de nascimento: Lagos, Nigéria
  • Altura: 1,93 m
  • Peso: 80 kg
  • Envergadura: 203 cm
  • Estilos: Boxe, Kickboxing, Taekwondo
  • Luta por: Auckland, Nova Zelândia

Quanto ganhou Israel Adesanya?

A fortuna estimada de Israel Adesanya está na casa dos US$ 2 milhões. Só contra Paulo Borrachinha, o nigeriano faturou US$ 1 milhão, somando o prêmio garantido e os bônus de performance (US$ 73 mil) e de promoção (US$ 61 mil).

Enquanto aguardamos a próxima luta de Adesanya, aproveite para conhecer mais detalhes da carreira de grandes nomes das artes marciais:

*Última atualização em 17 de outubro de 2020

Comentários

Salvar
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin