Os paraísos das pranchas: conheça os 10 melhores picos de surf do mundo, suas praias paradisíacas e suas ondas especiais

Quais são os melhores picos de surf do mundo? Aqueles que reúnem condições especiais, sessões inesquecíveis e ondas inigualáveis?

Espalhados pelo globo terrestre, esses locais possuem características únicas e diferentes entre si, de paraísos tropicais a perigosos recifes, de simpáticas praias a extensas costas surfáveis.

Por mais difícil que seja graduar uma formação natural de milhões de anos, reunimos abaixo os 10 melhores picos de surf do mundo, uma tour dos sonhos, e que temos certeza que você ficará louco para conhecer.

Melhores praias para surfar no mundo

  • Banzai Pipeline
  • Cacimbinha do Padre
  • Gold Coast
  • Hossegor
  • Jeffreys Bay
  • Mavericks
  • Nazaré
  • Puerto Escondido
  • Teahupo’o
  • Tavarua

Banzai Pipeline

Imagem do recife de surf de Banzai Pipeline
(Reprodução)
  • Local: Oahu, Havaí
  • Temporada: Outubro-Março
  • Nível: Intermediário-Avançado

Banzai Pipeline é tanto um dos melhores picos de surf do mundo como um dos mais famosos. Boa parte da fama fica na conta da Billabong Pipe Masters, uma das principais etapas do Campeonato Mundial de Surf.

Localizado em Pupukea, na costa norte da ilha havaiana de O’ahu, trata-se de um recife de mesa plano com regulares ondulações de outubro a março. E ainda pega a rabeira do canal de Ehukai, um desfiladeiro que aumenta e alonga as formações.

Em seu auge, o pico produz ondas compridas de tubos limpos que quebram pertinho da praia. Bom para surfar, assistir e registrar, portanto.

Unindo essas excelentes condições com a representatividade de situar-se no arquipélago que é berço do esporte, temos um local quase perfeito para qualquer um que goste das pranchas.

Cacimbinha do Padre

Cacimbinha do Padre, em Noronha, é um dos melhores picos de surf do mundo
(Aleko Stergiou/ Reprodução)
  • Local: Fernando de Noronha, Pernambuco, Brasil
  • Temporada: Dezembro-Abril
  • Nível: Intermediário-Avançado

Não poderia faltar uma praia brasileira entre os melhores picos de surf do mundo, não é mesmo? Pois bem, temos aqui a de Cacimbinha do Padre, local de ondas na medida em meio ao paraíso ecológico de Fernando de Noronha.

Cacimbinha tem de tudo: clima quente, água cristalina, tubos perfeitos e pelo menos três ondas de quebras diferentes de entre 4 e 5 metros de altura. E o melhor, sob uma das mais famosas vistas da Ilha, de frente para os Dois Irmãos, a formação rochosa mais famosa daquelas bandas.

A combinação faz o pico ser conhecido entre os surfistas como o “Havaí Brasileiro”, com direito até a bancadas de acúmulo de areia que sustentam formações compridas e tubos absolutamente viciantes.

Gold Coast

A Gold Coast é um dos melhores picos de surf do mundo

  • Local: Queensland, Austrália
  • Temporada: Fevereiro-Abril
  • Nível: Intermediário-Avançado

Se você acompanha o mundo das pranchas, já deve ter ouvido falar da Gold Coast, o “paraíso dos surfistas” da Austrália. A Goldie, como é chamada entre os mais acostumados, não é um pico específico, mas toda uma cidade famosa por sua extensa costa “surfável”.

Localizada no extremo sul do estado de Queensland, no nordeste australiano, a cidade emenda seguidas praias de surf, todas com ondas de quebras variadas e de um azul cristalino.

O mais popular desses picos é o Snapper Rocks, o tradicional lar das provas da Quicksilver Pro Gold Coast, uma das principais etapas da WSL.

Parte do distrito de Coolangatta, o local ostenta essa posição por conta de suas ondas direitas (muito) compridas e de tubulações praticamente perfeitas — tanto que, fora da época das provas, é um dos mais lotados picos da Goldie.

A formação do local, com um rochedo separando o local ideal da terra — formado milênios atrás pelo lançamento de lava de um vulcão diretamente ao mar — contribui para um acúmulo natural de areia que, no swell certo, é capaz de produzir ondas que percorrem metros a fio.

Hossegor

Hossegor é um dos melhores picos de surf do mundo

  • Local: Nouvelle-Aquitaine, França
  • Temporada: Setembro-Março
  • Nível: Iniciantes

A praia de Soorts-Hossegor é um dos melhores picos de surf do mundo. E um dos mais instigantes também. Atraindo surfistas de todos os níveis para o sul da França, o local tem esquerdas e direitas com certa consistência e de menor exigência física.

Para melhorar, as ondas quebram bem próximas à praia, tornando toda a experiência — considerando aqui todo o pacote cultural e gastronômico do país — muito prazerosa para atletas, para despretensiosos e, claro, espectadores.

O único problema (e que nem é tão sério assim) é a variabilidade da formação das ondas, que dependem bastante da maré e dos ventos. Não que o pico tenha longas secas, mas elas tornam-se imprevisíveis. Bom para competições, ruim para quem faz uma viagem de férias.

Jeffreys Bay

Jeffrey Bay é certamente um dos melhores picos de surf do mundo

  • Local: Kouga, Eastern Cape, África do Sul
  • Temporada: Maio-Setembro
  • Nível: Intermediário

Se houvesse um “tour dos sonhos”, Jeffreys-Bay teria lugar cativo. Conhecido por sua onda direita perfeita, “J-Bay” — como é conhecida no circuito profissional — é, sem dúvidas, um dos melhores picos de surf do mundo.

Não bastasse a icônica Supertubes, onda de tubos de 11 segundos que viaja por mais de 300 metros, o local tem outras três formações famosíssimas: Kitchen Windows, Magna Tubes e Boneyards.

O pico, claro, não passa despercebido. A WSL, por exemplo, montou base lá e executa uma das etapas do Mundial de maneira regular desde meados dos anos 1990, a Corona Open J-Bay.

Mavericks

Mavericks, na Califórnia, é um dos melhores picos de surf do mundo
(Fred Pompermayer/Reprodução)
  • Local: El Granada, Califórnia, EUA
  • Temporada: Novembro-Março
  • Nível: Avançado (para ondas gigantes)

A onda de Mavericks, na Califórnia, é um dos melhores picos de surf do mundo para ondas gigantes —e um dos mais perigosos também.

Distante de mais de 30 quilômetros da praia de El Granada, o pico produz consistentemente direitas de mais de 10 metros de altura e que viaja mais de duzentos metros. Dificilmente alguém fica nela por mais de 10 ou 12 segundos.

Não bastasse a magnitude da formação, ela tem seu ponto ideal numa área de tubarões e que pega muita neblina. Quebra, para variar, entre duas formações rochosas relativamente rasas. Ao menos a porção mais surfável tem um paredão irresistível. Vai ver por isso que tem tanta gente que se sujeita à aventura.

Vá além do Surf! Confira outros conteúdos Esportelândia:

Nazaré

Para ondas gigantes, Nazaré é um dos melhroes picos de surf do mundo

  • Local: Praia do Norte, Leiria, Portugal
  • Temporada: Outubro-Fevereiro
  • Nível: Avançado (para ondas gigantes)

A Praia do Norte, em Nazaré, é lar de um dos melhores picos de surf do mundo…para ondas gigantes. Localizado na costa de uma pequena vila de pescadores, o pedaço de mar do Atlântico produz algumas das maiores ondas do mundo, entre 20 e 30 metros de altura

Produzidas em atacado por uma reunião única de condições geológicas e meteorológicas, as ondas gigantes de Nazaré se impuseram em pouco tempo no circuito mundial de surf de big waves.

As ondas gigantes são a atração principal, mas a cidade em si conta com duas praias amplas e uma delas com a água bastante calma. Tanto que não faltam cabanas espalhadas pela costa, que alugam pranchas e oferecem aulas.

Você pode conhecer mais sobre Nazaré e suas monstruosas ondas, no conteúdo especial que produzimos sobre o pico:

Recordes, brasileiros e ondas gigantes: o surf em Nazaré

Puerto Escondido

Puerto Escondido, no México, é um dos melhores picos de surf do mundo

  • Local: Oaxaca, México
  • Temporada: Março-Dezembro
  • Nível: Intermediário

O nome intrigante deste que é um dos melhores picos de surf do mundo é muito bem representado. A praia do sul do estado Oaxaca não é exatamente um oásis escondido, mas é um oásis ainda assim.

A costa onde está localizado o Puerto tem seus apelos turísticos, mas é a formação das ondas que fazem o pico ser lembrado regularmente pelos entendidos.

Nos dias bons — que são muitos, aliás, de março a dezembro — as águas da “Mexican Pipeline” produzem ondas compridas, de um grande paredão “surfável” e que quebram na areia e ainda por cima perto da praia.

O porém é quando o swell está forte ou há tornados no alto-mar do Oceano Pacífico, que transformam a viagem prazerosa em um desafio extremamente perigoso.

Teahupo’o

Teahupo'o é certamente um dos melhores picos de surf do mundo

  • Local: Taiti, Polinésia Francesa
  • Temporada: Abril-Outubro
  • Nível: Avançado

Teahupo’o, em taitiano, quer dizer “Paredão de Cabeças”. Abrimos com essa informação para dimensionar o tipo de sessão que é feita nesse que é um dos mais famosos e melhores picos de surf do mundo.

Desconhecido até os anos 1980, o local passou a ficar conhecido na medida que começaram a circular as surreais imagens da onda que produz. São formações que podem chegar a cinco, seis metros de altura, mas com um volume de água gigantesco. É considerada a onda mais pesada do mundo.

O paredão, falam os especialistas, é até que tranquilo de pegar. O problema é a quebra, muito, muito forte e sobre um recife um tanto raso. Os mesmos entendidos também dizem que a experiência é rápida. E incrível.

A foto que colocamos acima não é das mais famosas, mas mostram o nível da recompensa dos domadores dessa enorme massa de água.

Tavarua

Cloudbreak, em Fiji, é um dos melhores picos de surf do mundo

  • Local: Ilhas Fiji
  • Temporada: Maio-Outubro
  • Nível: Intermediário-Avançado

Esta pequena e paradisíaca ilha pode ser considerada tanto um dos melhores picos de surf do mundo como um dos melhores lugares do mundo no geral.

A poucos metros da costa ocidental de Fiji, a ilhota em formato de coração abriga uma onda que é o sonho dos profissionais e outra que é um verdadeiro parque de diversões.

A primeira é chamada de Cloudbreak, um monstruosa onda que dura mais de 20 segundos e e que percorre mais de 500 metros até mais ou menos um quilômetro da areia.

Além da longa viagem, a onda é famosa por seu formato fechado, que não configura exatamente um tubo, mas que é maravilhoso estar no meio de qualquer jeito. Os atributos a tornam apelativa para o Globe Fiji Pro, uma das mais disputadas etapas do WCT.

Para quem busca mais diversão do que aventura, a melhor opção é a The Restaurants, onda à 30 segundos de barco de Tavarua, de mais ou menos cinco metros (metade do tamanho da CB) que forma deliciosos tubos regularmente

O paraíso, porém, nunca é perfeito. Ambas as ondas se quebram sobre um recife de coral raso — um pico pouco aconselhado para iniciantes, portanto.

Agora que você conhece os melhores picos de surf do mundo, que tal aumentar seu conhecimento sobre o esporte? Confira:

*Última atualização em 5 de março de 2021

Salvar