Antes de mais nada, Gerhard Berger é um ex-piloto de automóveis austríaco que atuou na Fórmula 1 sendo uma das estrelas da equipe da Ferrari. Acima de tudo, sua estreia aconteceu no ano de 1984, no GP da Áustria, pela ATS-BMW. Na ocasião, ele terminou na 12ª colocação.

A CARREIRA NA FÓRMULA 1

Gerhard Berger nasceu em Worgl, Áustria. Começou a sua carreira na Fórmula 1 em 1984 quando competiu no GP da Áustria. Além disso, correu por quatro equipes: Arrows, Benetton, Ferrari e McLaren.

A sua primeira vitória na categoria e também da equipe no ano de estreia da Benetton aconteceu em 1986 no Grande Prêmio do México e também foi responsável pela última vitória do time (e também a sua) na Fórmula 1 no Grande Prêmio da Alemanha em 1997.

Como resultado, ele venceu dez Grandes Prêmios, conseguiu 48 pódios, 12 poles e 21 voltas mais rápidas. Com 210 largadas ele é um dos pilotos que mais participaram do esporte em todos os tempos.

De 1990 até 1992, foi companheiro de equipe de Ayrton Senna na McLaren. A partir desta época, tornaram-se amigos próximos.

ACIDENTES GRAVES DO PILOTO

Acidente em Ímola, 1989

Um dos pontos crítico na carreira de Berger foi o acidente na curva Tamburello. Com a perda da asa, o carro do austríaco, número 28, foi reto e bateu de frente no muro de concreto a 260 km/h.

A Ferrari se arrastou pelo muro até explodir em chamas. Os fiscais de pista italianos agiram com muita rapidez e extinguiram o fogo. Gerhard ficou 15 segundos no fogo, protegido pela roupa antichamas. Se a equipe de resgate demorasse mais seis segundos, ele teria morrido.

Acidente no Autódromo de Estoril, 1992

Na briga pela 3ª posição no final da 43ª volta, no contorno da curva Parabolica, Riccardo Patrese entrou bem próximo do carro de Berger.

No início da reta dos boxes, Patrese já estava em condições de ultrapassá-lo, mas o piloto austríaco da McLaren, número #2, decidiu fazer um pit stop e reduziu a velocidade de forma repentina.

Patrese não conseguiu desviá-lo e aconteceu a catapulta, (um carro, cuja roda dianteira se choca à roda traseira de outro, acaba por ser projetado, voando em loop). Por sorte, não houve consequências graves.

Acidente em Interlagos, 1993

Na primeira curva, após a largada, BergerMichael Andretti se tocaram, saíram da pista e bateram forte na proteção de pneus. Contudo, ambos saíram sem lesões graves.

CURIOSIDADES SOBRE GERHARD BERGER

  • Após a aposentadoria das pistas, Gerhard foi um dos proprietários da STR da Fórmula 1, antiga Minardi, tendo como principal parceira a marca austríaca de bebidas energéticas Red Bull, ambos com 50% da equipe. No entanto, em novembro de 2008, ele vendeu sua parte para a Red Bull, prevendo dificuldades futuras para a equipe;
  • Por fim, nos dias de hoje, o ex-piloto está casado com a portuguesa Ana Corvo e costuma passar as suas férias em Portugal.

Foto destaque: Reprodução/ Planet F1