Entenda o Surf Ranch de Kelly Slater: história, como funciona, datas, vencedores, curiosidades e maior campeão da nova etapa da WSL

Surf Ranch é uma etapa do Campeonato Mundial de Surf. E provavelmente o mais revolucionário advento do esporte.

Criado a partir de uma parceria de um especialista em hidráulica com Kelly Slater, o hendecacampeão mundial, o local/invenção é capaz de criar ondas perfeitas para competições e treinos. E tem o potencial para impactar a prática do esporte no futuro.

A seguir, contamos tudo sobre o Surf Ranch: como funciona, sua história, seu custo — além, claro, de sua parte competitiva, passando pelos vencedores, datas e premiações. Um conteúdo completo, enfim, sobre o revolucionário “rancho do surf”.

O que é o Surf Ranch?

Surf Ranch, piscina de ondas artificiais de Kelly Slater

O Surf Ranch é a piscina de ondas artificiais criada por Kelly Slater onde, desde 2018, é disputada uma das etapas do WCT, o Campeonato Mundial de Surf.

Mais impressionante do que a parceria entre a WSL e o seu maior campeão é o funcionamento do “rancho”. Trata-se de um grande tanque de 700 metros de comprimento por 75 de largura que produz ondas basicamente perfeitas.

Com o protótipo aprimorado desde 2015, hoje o Surf Ranch produz formações de até dois metros de altura e de 58 segundos de duração, alternando, entre esquerdas e direitas, paredes para manobras e o melhor: tubos ideais.

Como funciona o Surf Ranch?

A pergunta que fica é: como funciona o Surf Ranch? Bom, ainda que seu desenvolvimento e aperfeiçoamento tenha demorado praticamente uma década, sua operação é relativamente simples. Pelo menos de se entender.

É tudo baseado na tecnologia do hidrofólio, uma, digamos, engenhosa pá gigante. Posicionada mais ou menos na metade da piscina, ela é puxada pela água por um veículo híbrido de trem e caminhão — com 150 pneus andando sobre trilhos. Este movimento é o que gera as ondas na porção “surfável” da piscina.

A grande inovação, na verdade, está nos detalhes. O desenho do hidrofólio, a profundidade, a instalação de recifes artificiais, tudo é especificamente calculado (e devidamente mantido em sigilo, é claro) para formar as ondas que chocaram o mundo do surf.

Há ainda uma área de amortecimento, com calhas que guiam o deságue das ondas que acabam, para deixar a piscina rapidamente calma e pronta para a próxima onda, que demora cerca de 3 minutos para ser produzida novamente.

Outro detalhe importante: tudo é abastecido por energia solar!

Quanto custou a piscina de ondas de Surf Ranch?

Muito do que envolve o Surf Ranch foi mantido em sigilo por conta da concorrência. Mas a CNN apurou que foram gastos US$ 30 milhões no total do projeto.

Se você esse valor alto, melhor nem tentar visitar o lugar. Só para assistir ao evento do WCT, são US$ 100, podendo subir para US$ 1 mil para tirar uma casquinha das ondas de Slater.

Para um fim de semana então, são mais de US$ 9 mil, sem contar estadia, alimentação — e aquela lembrancinha da gift shop.

Onde fica o Surf Ranch?

O Surf Ranch fica localizado na cidade de Lemoore, na Califórnia, Estados Unidos. Trata-se de um município rural bem no centro geográfico do estado, a mais de 200 quilômetros do mar.

A piscina em si fica em meio a um sítio — com direito a gado e plantações nos arredores — no que antes era um lago artificial criado para algum fazendeiro aventureiro praticar seu esqui aquático de fim de semana.

Qual a premiação de Surf Ranch?

A etapa de Surf Ranch paga mais de 1 milhão de dólares em premiações. Elas são divididas igualmente entre homens e mulheres, sendo US$ 100 mil para os vencedores e US$ 55 mil para os vices.

Abaixo, a tabela completa da premiação:

  • 1º: US$ 100 mil
  • 2º: US$ 55 mil
  • 3º: US$ 30 mil (2 premiados)
  • 5º: US$ 19 mil (4 premiados)
  • 9º: US$ 14,7 mil (4 premiados)
  • 13º: US$ 11,5 mil (16 premiados)
  • 25º: US$ 10 mil (12 premiados)

História de Surf Ranch

A busca por uma piscina de ondas artificiais é bastante antiga. Existem registros de competições de surf em locais fechados já nos anos 1930. Houve até uma competição nos EUA, nos anos 1980, famosa pelas anticlimáticas ondas de 30 centímetros de altura.

Apesar do “vexame” dos anos anteriores, o tema seguiu muito relevante no mundo do surf. Kelly Slater, por exemplo, criou a empresa Kelly Slater Wave Co em 2008, de olho justamente nesse mercado.

Mais importante que o novo CNPJ, no entanto, foi o desenvolvimento da tecnologia do hidrofólio pela Wavegarden, a concorrente, em 2011.

A partir dela, Slater pôde juntar cabeças com Adam Fincham, professor da Universidade do Sul da Califórnia e especialista em mecânica de fluídos e começar a desenvolver o que hoje é o Surf Ranch.

Daí em diante foi só sucesso. Em 2015, já existia o protótipo em Lemoore. Em 2016, a empresa de Slater foi comprada pela WSL. Finalmente, em 2018, a sua inclusão no Campeonato Mundial de Surf foi confirmada.

Vá além do Surf! Confira outros conteúdos Esportelândia:

Vencedores de Surf Ranch

Etapa Masculina

  • 2019: Gabriel Medina (BRA)
  • 2018: Gabriel Medina (BRA)

Etapa Feminina

  • 2019: Lakey Peterson (EUA)
  • 2018: Carissa Moore (HAV)

Maior campeão de Surf Ranch

Gabriel Medina, maior campeão de Surf Ranch
(WSL/Cestari)

Mal a Surf Ranch existe e já tem um maior campeão. E é brasileiro! Gabriel Medina, o brasileiro bicampeão mundial de surfe, venceu as duas provas disputadas até aqui na história da WSL.

Em ambas, inclusive, fez uma dobradinha verde e amarela no pódio, batendo Filipe Toledo nas finais de 2018 e de 2019.

Datas de Surf Ranch

A etapa de Surf Ranch é bastante recente — a caçula do WCT, na verdade. Por isso, ainda não tem uma data consagrada. Nas suas duas primeiras edições, em 2018 em 2019, foi disputada na primeira quinzena de setembro.

Já em 2021 acontecerá na metade de agosto, entre os dias 12 e 15*, para ser mais exato. A edição de 2020, assim como toda a temporada, não aconteceram por conta da pandemia do novo coronavírus.

*As datas podem ser alteradas por conta de restrições sanitárias relacionadas à covid-19.

Curiosidades sobre Surf Ranch

  • O Surf Ranch possibilita, além de ondas perfeitas, uma esporte mais inclusivo, facilitando o surf adaptado para cadeirantes.
  • Por maior que tenha sido a obra do Surf Ranch, ela foi facilitada por um fato: no meio da fazenda em Lemoore já existia um lago artificial para a prática de esqui aquático.
  • O Surf Ranch não é a única piscina de ondas artificiais no mundo. Existem modelos na Espanha, no País de Gales — e um pronto para ser construído na Austrália, próximo de onde acontece a etapa de Gold Coast.

Depois de conhecer melhor a etapa de Surf Ranch, que tal aumentar seu conhecimento sobre surf? Confira:

*Última atualização em 19 de fevereiro de 2021

Comentários

Salvar
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin