A Liga da Nações é o principal torneio de vôlei entre seleções após as Olímpiadas. O torneio é disputado nas categorias feminina e masculina e está na sua 5ª edição. A fase final da Liga das Nações 2023 feminina está a todo vapor.

Nesta quinta-feira (13), após a eliminação do Brasil no torneio, Tainara Santos, ponteira da seleção, avaliou o desempenho da equipe na partida e vislumbrou o futuro da seleção.

A Liga das Nações Feminina 2023 do Brasil

A seleção brasileira participou de todas as edições do torneio, que é considerado a elite do Vôlei Mundial. No histórico geral, da VNL, o Brasil sempre se classificou para a fase final. Sendo assim, ficou entre os quatros primeiros colocados: foi 4º colocado em 2018, em 2019, 2021 e 2022, foi vice-campeão

Na edição deste ano, o Brasil oscilou em alguns momentos da competição. Dessa maneira, na primeira fase da Liga das Nações, a seleção disputou 12 partidas, ganhou oito e fez 24 pontos, classificando na quarta colocação geral. Já na fase final, a equipe comandada por José Roberto Guimarães foi eliminada pela China nas quartas de final do torneio. Ou seja, foi a primeira vez que a seleção feminina do Brasil caiu antes da semifinal da Liga das Nações.

Brasil faz um jogo errático contra a China

O reencontro de Brasil e China pela Liga das Nações 2023 não foi do jeito que o torcedor brasileiro imaginava. A seleção errou muito e foi superada por 3 x 1, com parciais de 25/21, 25/20, 20/25 e  25/23. 

Ao longo da partida, o Brasil fez 60 pontos de ataque, seis de bloqueios, oito aces e 15 pontos com erros das rivais. Já a China fechou o jogo com os seguintes números: 49 pontos de ataque, 15 de bloqueios, um ace e 30 pontos com erros da seleção brasileira. 

Tainara Santos e a gratidão na Liga das Nações

A ponteira e oposta da equipe brasileira foi um dos destaques do Brasil no jogo. Tainara contribuiu muito com a reação no terceiro set. Após o término do confronto, jogadora do Praia Clube opinou sobre onde o Brasil falhou e um pouco do sentimento pessoal:

O sentimento é de gratidão por estar aqui, cheguei no momento mais importante. Infelizmente a gente foi desclassificada, mas alguém tinha que perder e hoje fomos nós. A gente não começou agressivo desde o começo e isso fez muita falta na reta final do jogo. Estou muito chateada porque errei as duas últimas bolas, os dois últimos pontos para eles.”

Além disso, Tainara mostrou uma força mental e visão sobre a evolução pessoal após o resultado na Liga das Nações 2023:

Como o José falou ‘se você errou a última bola é porque ela caiu para você', fui com intuito de fazer o ponto, infelizmente não foi o que aconteceu. Então, tudo que passei aqui hoje foi para o meu crescimento, para o meu futuro. São altos e baixos, uma hora você está lá em cima, outras não e temos que aceitar todo o processo porque temos um propósito muito maior para tudo isso.”

Pré Olímpico de Vôlei

Com a eliminação da seleção brasileira na Liga das Nações, o próximo compromisso do Brasil é a competição classificatória para as Olímpiadas de Paris 2024. O torneio concede seis vagas para o principal evento esportivo do mundo.

Quando questionada sobre a preparação para o torneio, Tainara Santos pontuou o trabalho duro e dedicação para chegar ao objetivo:

Todo mundo viu que hoje não tem time bobo mais, todo mundo está para ganhar, principalmente do Brasil. Então, é  continuar trabalhando duro, com muita agressividade e foco no objetivo. Porque Paris está logo ali.”

A saber, o Brasil compõe o grupo B do Pré-olímpico de Vôlei feminino, com sede em Kyoto, no Japão. A formula de disputa é simples: as oito equipes do grupo jogam entre si uma vez, as duas seleções que mais pontuarem garantem a vaga na Olímpiada de Paris 2024.

A seleção estreará no dia 16 de setembro, contra a Argentina. Logo depois, enfrenta o Peru, no dia 17, Bulgária, no dia 19, Porto Rico, no dia 20, Turquia, no dia 22, Bélgica, no dia 23, e Japão, no dia 24.