Na última quinta-feira (2), aconteceu o 2° dia do primeiro evento do CT da WSL em Pipeline – Havaí. Comandado apenas por mulheres no mar, o evento iniciou a com o Round de Abertura, seguido com a Repescagem e finalizando com as Oitavas de final.

ROUND DE ABERTURA

6 baterias deram inicio à categoria feminina do CT.

Na primeira bateria da categoria feminina, O Brasil foi representado por Tatiana Weston-Webb, que apesar de não ter feito a maior somatória, avançou para a próxima fase juntamente com a norte-americana Caroline Marks, líder da bateria, e mandaram a portuguesa Teresa Bonvalot direto para a repescagem.

Em seguida, a havaiana Carissa Moore pegou um tubasso e garantiu sua vaga nas oitavas, junto com a também havaiana Bettylou Sakura Johnson. A norte-americana Alyssa Spencer(que substitiu Sophie McCulloch por lesão), fez baixas somatórias e caiu para a repescagem.

Na terceira bateria, a havaiana e atual campeã da etapa de Pipeline, Moana Jones Wong e a australiana Macy Callaghan pontuaram melhor e colocaram a australiana e atual campeã mundial Stephanie Gilmore, na repescagem.

A australiana Sally Fitzgibbons pegou a maior onda da bateria de número 4, e junto com a costa-riquenha  Brisa Hennessy, avançou para as oitavas de final, e mandaram a também australiana, Isabella Nichols, para a repescagem.

Na penúltima bateria do 1° round, a havaiana Gabriela Bryan liderou, e juntamente com  a bateria e a norte-americana Lakey Peterson, avançaram para a fase seguinte, colocando a novata e também norte-americana Caitlin Simmers no round de eliminação.

Já na última bateria do round de abertura, a australiana Molly Picklum, fez a nota mais alta do evento na categoria feminina e junto com sua conterrânea Tyler Wright, garantiu sua vaga nas oitavas de final, deixando a norte-americana, Courtney Conlogue, pra surfar a repescagem.

 

Presenças ilustres também marcaram a primeira fase, olha só as imagens capturadas pela transmissão:

Confira os resultados do 1° round:

1 – Caroline Marks (EUA) 6.36 x Tatiana Weston-Webb (BRA) 4.84 x Teresa Bonvalot (POR) 2.04

2 – Carissa Moore (HAW) 10.43 x Bettylou Sakura Johnson (HAW) 9.23 x Alyssa Spencer (EUA) 4.44

3 – Moana Jones Wong (HAW) 9.00 x Macy Callaghan (AUS) 5.13 x Stephanie Gilmore (AUS) 2.80

4 –Sally Fitzgibbons (AUS) 7.67 x Brisa Hennessy (CRC) 3.87 x Isabella Nichols (AUS) 1.87

5 – Gabriela Bryan (HAW) 10.66 x Lakey Peterson (EUA) 7.67 x Caitlin Simmers (EUA) 3.44

6- Molly Picklum (AUS) 11.67 x Tyler Wright (AUS) 7.63 x Courtney Conlogue (EUA) 5.40

 

 

REPESCAGEM

O round de eliminação  aconteceu com duas baterias triplas.

Surpresas dominaram o round, as norte-americanas Caitlin Simmers e Alyssa Spencer fizeram os dois maiores somatórios da bateria e eliminaram a atual e multicampeã Stephanie Gilmore da Austrália. Na segunda bateria da rodada as ondas não foram tão impressionantes, mas, a portuguesa Teresa Bonvalot e a australiana Isabella Nichols somaram melhor e eliminaram a norte-americana Courtney Conlogue.

Confira os resultados:

1 – Caitlin Simmers (EUA) 12.67 x Alyssa Spencer (EUA) 6.63 x Stephanie Gilmore (AUS) 6.43

2- Teresa Bonvalot (POR) 6.34 x Isabella Nichols (AUS) 4.73 x Courtney Conlogue 4.60 (EUA)

 

OITAVAS DE FINAL

Na última fase do 2° dia de evento, aconteceram os duelos em 8 baterias, e a cada metade de bateria, a dupla seguinte entrava na água, o que é conhecido como Overlap Heats.

Abrindo o round, a costa-riquenha Brisa Hennesy garantiu sua vaga nas quartas de final e eliminou do a norte-americana, Caitlin Simmers.

Na 2° bateria, a norte-americana, Lakey Peterson, pontuou melhor e eliminou a última campeã de Pipeline, Moana Jones Wong, do Havaí

A 3° bateria foi emocionante para os fãs brasileiros, Tatiana Weston-Webb se saiu melhor na bateria e garantiu sua vaga nas quartas de fanl, eliminando a portuguesa Teresa Bonvalot.

Fechando o 1° lado da chave, a 4° bateria contou com o primeiro duelo de australianas no evento. Tyler Wright fez uma pontuação melhor, garantiu sua vaga na próxima fase e eliminou Sally Fitzgibbons.

Do outro lado da chave, na 5° bateria, foi a vez da havaiana Carissa Moore dominar a bateria contra a novata norte-americana, Alyssa Spencer. A havaiana garantiu sua vaga no próximo round e eliminou a norte-americana.

A 6° bateria foi o segundo duelo de australianas no evento. Molly Picklum começou com o pé direito e fez uma nota quase excelente, garantindo sua vaga no próximo round. Por outro lado, Isabella Nichols não encontrou boas ondas e foi mais uma eliminada no evento.

A 7° bateria da fase contou com a presença da havaiana Gabriela Bryan e da australiana Macy Callaghan. A local se deu melhor e mostrou que conhece as ondas de Pipe, garantindo sua vaga na próxima fase e eliminando a australiana, que apesar de uma boa bateria, não a conseguiu superar.

Pra encerrar as oitavas de final e o dia 2 de evento, a 8°bateria contou com a presença da havaiana Bettylou Sakura Johnson que virou a bateria nos últimos 10 minutos e garantiu sua vaga nas quartas de final, superando a norte-americana, Caroline Marks.

Confira os resultados:

1 – Brisa Hennessy (CRC) 7.40 x Caitlin Simmers (EUA) 4.93

2 – Lakey Peterson (EUA) 12.34 x Moana Jones Wong (HAW) 7.16

3 – Tatiana Weston-Webb (BRA) 9.10 x Teresa Bonvalot (POR) 5.00

4 – Tyler Wright (AUS) 10.24 x Sally Fitzgibbons (AUS) 7.27

5 – Carissa Moore (HAW) 7.93 x Alyssa Spencer (EUA) 4.47

6 – Molly Picklum (AUS) 12.17 x Isabella Nichols (AUS) 3.26

7 – Gabriela Bryan (HAW) 11.17 x Macy Callaghan (AUS) 7.96

8 – Bettylou Sakura Johnson (HAW) 9.03 x Caroline Marks (EUA) 8.30

A Próxima chamada do Billabong Pro Pipeline acontece na sexta-feira (3), as 14:30h no horário de Brasília, com a categoria masculina.

Foto Destaque: Reprodução/Tony Heff/WSL