Antes de mais nada, a sexta etapa da temporada da WSL, a Quicksiver Pro G-Land, esteve parada por cerca de quatro dias. Entretanto, a organização da etapa anunciou nesta quinta-feira (2), que o torneio masculino irá retornar sua ação. Além disso, na madrugada desta mesma quinta-feira (2), o torneio feminino (ROXY Pro G-Land) voltou com as baterias da repescagem. Em suma, a próxima chamada para a repescagem masculina está marcada para às 7h15 da sexta-feira na Indonésia, 21h15 desta quinta-feira no Brasil.

Repescagem feminina

Sobre a etapa feminina, as baterias da repescagem da WSL nesta madrugada foram disputadas nas ondas pequenas de 2-3 pés da quinta-feira em Grajagan Bay. Portanto, definiram as últimas classificadas para as quartas de final do ROXY Pro G-Land. Vale lembrar que a 1ª bateria não aconteceu. Já que a bicampeã mundial Tyler Wright testou positivo para Covid-19 na segunda-feira. Assim, foi retirada da competição. Então, sua adversária, Bronte Macaulay, avançou.

Na 1ª bateria de fato, a francesa Johanne Defay derrotou a norte-americana Courtney Conlogue, com nota 7,30 e 13,97 pontos. Depois, Sally Fitzgibbons venceu o duelo australiano com a campeã do Margaret River Pro, Isabella Nichols. Por fim, a americana Lakey Peterson beteu a vice-campeã desta última etapa da Austrália, Gabriela Bryan, do Havaí. Vale lembrar que Peterson será a adversária da brasileira Tatiana Weston-Webb nas quartas de final.

Repescagem masculina da WSL

A saber, o dia em G-Land começará com a repescagem do Quicksilver Pro G-Land. Ou seja, a repescagem do torneio masculino da WSL. Em suma, cinco brasileiros que não conseguiram vencer suas baterias na 1ª fase, vão tentar aproveitar a 2ª chance de classificação. E já no 1º confronto, um duelo 100% brasileiro da WSL. A saber, Filipe Toledo enfrentará Yago Dora, com apenas um podendo avançar.

Vale lembrar que Yago está retornando ao circuito após uma cirurgia no pé. Além disso, ambos os brasileiros, além de todos os surfistas envolvidos nas baterias de repescagem, estão na expectativa de diversas chamadas adiadas a quatro dias.

Na quinta-feira não foi diferente. A saber, a 1ª aconteceu às 7h da manhã na Indonésia, 21h  da quarta-feira no Brasil, depois ás 8h30 (22h30 no Brasil) e a terceira ao meio-dia (2h da manhã no Brasil). Quando foi anunciado o 5º adiamento da repescagem masculina e a realização da segunda fase do ROXY Pro G-Land (repescagem feminina da WSL).

Logo após o duelo do atual vice-campeão mundial, Filipe Toledo contra Yago Dora, tem outro brasileiro na segunda bateria. Assim, Caio Ibelli enfrentará o sul-africano Matthew McGillivray. Já na 5ª bateria, o potiguar Jadson André ficará frente a frente com o havaiano Barron Mamiya. Na 6ª bateria, uma pedreira: o novato da WSL, o brasileiro Samuel Pupo enfrentará o 11 vezes campeão mundial, Kelly Slater.

Outros confrontos de destaque são: Kanoa Igarashi (Japão) x Jackson Baker (Austrália) na 3ª bateria, e Jordy Smith (África do Sul) x Connor O´Leary (Austrália) na 4ª bateria.

Foto Destaque: Divulgação/Matt Dunbar /WSL