Em partida válida pela primeira rodada da Liga das Nações (VNL), Polônia e Canadá se enfrentaram na noite dessa quarta-feira (1). Em jogo bastante equilibrado, as polonesas venceram de virada, com placar de 3 x 1.

1º set: Longos rallys

Apesar da partida ter começado com dos grandes rallys, Canadá abre com dos ataques para fora da Polônia. Com boas construções de ‘contra ataque’, as canadenses abriram 3 pontos de vantagem. Porém, logo as polonesas se recuperaram e alcançaram no placar.

Vale ressaltar os bloqueios efetivos da equipe norte americana. De fato, os longos rallys permaneceram. Além do equilíbrio que se manteve durante primeira parcial, o nível se mostrou altíssimo. Somente ao longo deste primeiro set, houveram pontos de bloqueio, saques e ataques fortes. Um destaque do time norte americano é a ponteira Howe.

A saber, Cross fechou o set com uma largada de cima para baixo. Assim, Canadá terminou em 25 x 20.

2º set: Reação Polonesa

Diferentemente do primeiro set, este segundo começou com vantagem da Polônia. No geral, o jogo se destacou pela alta quantidade dos chamados “paredões”. Estando 11 a 9, apenas no início do set, já são 4 pontos para o Canadá e a 3 para o Polônia nesse fundamento.

A saber, Kakolewska tem se apresentado como destaque polonês. A central de 1,97 pontuou em todos os fundamentos nos dois primeiros sets. Além disso, foi em uma passagem no saque dessa jogadora que Polônia abriu 3 de vantagem. No entanto, as canadenses conseguiram rodar a rede e sair da situação complicada.

Vale destacar também a atuação de Brie King. A levantadora foi confirmada hoje como nova jogadora do Sesc Flamengo para a temporada 22/23 da Superliga A. Assim, muitos internautas acompanharam a performance de King, que mostrou de alto nível ao longo de toda a partida.

Com placar igual no final do set, Polônia fez 3 pontos seguidos e fechou a segunda parcial em 25 x 22.

3º set: Muitos erros de saque

Igualmente ao segundo set, este começou com as polonesas à frente. Foram 3 seguidos da ponteira Lukasik. A parcial seguiu com vantagem da Polônia, que abrir 15 x 11. Destaca-se a enorme quantidade de erros de saque de ambos os times. Foram 22 erros de saque no jogo até a metade deste terceiro set.

Com boa consistência nos side outsCanadá iguala o placar em 20 x 20. Porém, a entrada de Weronika Szlagowska foi o diferencial nesse final de set. Entrou pontuando e, inclusive, finalizou o set em 25 x 23.

4º set: Polônia consegue abrir distância no placar

Com um ritmo acelerado e uma queda de rendimento norte americano, Polônia abriu em 8 x 3 esse quarto set. Shannon Winzer, técnica do Canadá, fez o pedido de tempo. Houve uma recuperação canadense, em especial com a ponteira Gray. Apesar disso, a defesa e ataque da Polônia cresceram consideravelmente. Dessa forma, a vantagem continua grande em 19 x 14.

A técnica norte americana ainda tentou realizar algumas trocas, mas as polonesas confirmaram a distância no placar e fecharam este quarto set em 25 x 20.

Canadá e Polônia – E agora?

De fato, não terão um descanso muito grande. Polônia já enfrentará o Brasil na próxima quinta-feira (2), às 16h. Por outro lado, Canadá enfrentará a República Dominicana, às 22h, também na quinta-feira (2). Ambos no horário de Brasília.

Foto destaque: Divulgação/Esportelândia