Vencedor de Grand Slam, número um do mundo e recordista brasileiro, Marcelo Melo é um dos maiores tenistas da história do esporte!

Atuando em duplas, o atleta mineiro conquistou vários títulos e trilhou uma carreira de sucesso, além de ter disputado três Olimpíadas.

Quer conhecer melhor a trajetória de Melo no tênis? Você veio ao lugar certo! Abaixo, reunimos todos os títulos do esportista e suas principais curiosidades.

Quem é o tenista Marcelo Melo?

quem é marcelo melo
Marcelo Melo é um tenista especializado na categoria duplas

Marcelo Melo é um tenista brasileiro especialista em duplas. Nasceu em Belo Horizonte no dia 23 de setembro de 1983. Ele é dono de dois títulos Grand Slam e, ao todo, de 37 troféus em torneios da ATP.

O tenista mineiro já disputou competições com os parceiros André Sá (Brasil), Bruno Soares (Brasil) e Ivan Dodig (Croácia). Ao fim de 2020, encerrou sua parceria com o polonês Łukasz Kubot, para jogar ao lado do holandês Jean-Julien Roger.

Entre seus principais feitos, Marcelo Melo terminou duas temporadas no primeiro lugar do ranking da ATP de duplas: 2015 e 2017. Ele foi o terceiro tenista brasileiro a realizar este feito, se juntando a Gustavo Kuerten, o Guga, e Maria Esther Bueno.

Marcelo foi o segundo tenista a tirar os irmãos Bob e Mike Bryan do topo do ranking de duplas. Considerados os melhores da história, os norte-americanos reinavam desde 2006. Além disso, já alcançou mais de 600 vitórias na carreira.

Como Marcelo Melo começou no tênis?

como carcelo melo começou no tênis
O craque mineiro começou a atuar profissionalmente em 1998

Marcelo Melo começou a praticar tênis com 7 anos de idade, em Belo Horizonte, no Minas Tênis Clube. O atleta faz parte de uma família apaixonada pelo esporte. Seu irmão mais velho e atual técnico, Daniel Melo, atuou profissionalmente até 2008.

Seus pais, Roxane e Paulo, além do segundo irmão, Ernane, também jogam tênis.

O craque brasileiro é tenista desde 1998, mas foi somente a partir de 2007 que se especializou em duplas. Seu primeiro companheiro foi André Sá.

O primeiro torneio profissional disputado por Melo foi o Challenger de Belo Horizonte, em 1998, na modalidade simples.

História do tenista Marcelo Melo

história de marcelo melo
Marcelo Melo já conquistou dois títulos de Grand Slam

Marcelo Melo disputou o seu primeiro Grand Slam em 2007 com André Sá. E que estreia! A dupla brasileira realizou uma belíssima campanha e alcançou as semifinais de Wimbledon. No mesmo ano, também chegaram às quartas de final do US Open.

A parceria com André Sá durou até 2009. Com seu novo parceiro, Bruno Soares, Melo conquistou quatro títulos da ATP.

O craque mineiro começaria a fazer sucesso, entretanto, a partir de 2012, com a chegada do companheiro Ivan Dodig, da Croácia. Juntos, disputaram três ATP Finals consecutivos e começaram a trilhar um caminho vitorioso.

O primeiro título de Grand Slam veio em 2015, no histórico torneio de Roland-Garros. Melo e Dodig não só levantaram a taça do campeonato contra os irmãos Bryan, como também ultrapassaram as lendas norte-americanas no topo do ranking mundial de duplas.

A parceria encerrou-se em 2016 e Łukasz Kubot, da Polônia – com quem jogou até o fim de 2020 – foi o nome escolhido para dar continuidade à carreira.

Os resultados obtidos nos primeiros campeonatos com o polonês não foram satisfatórios e a dupla quase cogitou o fim da parceria. Melo e Kubot, no entanto, deram a volta por cima e conquistaram outro Grand Slam.

O título foi faturado nas charmosas quadras de Wimbledon, em 2017. Marcelo e Łukasz derrotaram Oliver Marach (Áustria) e Mate Pavić (Croácia) nas finais e, mais uma vez, dominaram o primeiro lugar do ranking mundial da ATP.

No encerramento da temporada 2020, Marcelo Melo e Lukasz Kubot finalizaram a parceria. O brasileiro decidiu jogar ao lado do holandês Jean-Julien Roger a partir de 2021.

A despedida da dupla Melo e Kubot, no ATP Finals, foi emocionante.

Confira mais textos:

Quantas vezes Marcelo Melo já foi campeão?

Nas duplas, Marcelo Melo já foi campeão duas vezes de torneios Grand Slam: Roland-Garros, em 2015, com o croata Ivan Dodig, e Wimbledon, em 2017, com o polonês Łukasz Kubot.

O tenista brasileiro possui 74 títulos em duplas ao todo, sendo 37 títulos de torneios da ATP, 11 da categoria Challenger, 24 Futures e 2 Juvenil. Nos Jogos Olímpicos, o mineiro ainda não conseguiu medalhas. Além disso, possui 3 títulos de simples, 2 Futures e 1 juvenil.

Títulos de Marcelo Melo

Os troféus de Marcelo Melo na carreira são divididos assim:

Grand Slam em duplas: 2 títulos

  • Roland-Garros (2015)
  • Wimbledon (2017)

Masters 1000 em duplas: 9 títulos

  • Xangai (2013, 2015 e 2018)
  • Paris (2015 e 2017)
  • Canadá (2016)
  • Cincinnati (2016)
  • Miami (2017)
  • Madri (2017)

ATP 500 em duplas: 11 títulos

  • Acapulco (2015 e 2020)
  • Halle (2018, 2019 e 2023)
  • Pequim: (2018)
  • Tóquio: (2015 e 2022)
  • Viena: (2015, 2016 e 2020)

ATP 250 em duplas: 15 títulos

  • Estoril (2007)
  • Adelaide (2008)
  • Costa do Sauipe (2008 e 2011)
  • New Haven (2008)
  • Portschach (2008)
  •  Kitzbuhel (2009)
  • Nice (2010)
  • Santiago (2011)
  • Estocolmo (2012)
  • Brisbane (2013)
  • Auckland (2014)
  • ‘s-Hertogenbosch (2017)
  • Sydney (2018)
  • Winston-Salem (2019)

Challenger em duplas: 11 títulos

  • Belo Horizonte (2002 e 2006)
  • Bogotá 2 (2005)
  • Campos do Jordão (2006)
  • Quito (2006)
  • Medellín (2006)
  • Bogotá 3 (2006)
  • Cidade México 1 (2007)
  • San Luís Potosí (2007)
  • Bermuda (2007)
  • Buenos Aires (2007)

Future em duplas: 24 títulos

  • Brasil F2 (2002, 2004)
  • Brasil F4 (2002)
  • Colômbia F1B (2003)
  • México F16 (2003)
  • Brasil F3A (2003)
  • Brasil F14 (2004)
  • Brasil F9 (2004, 2005, 2006)
  • Brasil F8 (2004, 2005)
  • Brasil F3 (2004)
  • México F6A (2004)
  • México F5 (2004)
  • México F4 (2004)
  • Brasil F1 (2004)
  • Venezuela F4 Futures (2005)
  • Brasil F10 (2005)
  • Brazil F3 (2005)
  • Colombia F2 (2005)
  • Italy F14 Futures (2006)
  • Italy F7 (2006)
  • Italy F6 (2006)

Future em simples: 2 títulos

  • Mexico F17 (2003)
  • Mexico F3 (2005)

Juvenil de duplas: 2 títulos

  • 16th Bahia Junior Cup (2000)
  • Nicolas Macchiavello Almeida Cup (2001)

Juvenil de simples: 1 título

  • 16th Bahia Junior Cup (2000)

Marcelo Melo no ranking mundial

Ano Títulos Posição
2003 0 430º
2004 0 186º
2005 0 147º
2006 0 116º
2007 1 34º
2008 4 19º
2009 1 36º
2010 1 39º
2011 2 27º
2012 1 20º
2013 2
2014 1
2015 6
2016 3
2017 6
2018 4
2019 1
2020 2 10º
2021 0 29º
2022 1 39º
2023* 1 43º

OBS: Levamos em consideração apenas torneios em duplas. A posição apresentada é a colocação final alcançada em cada temporada.

Premiações de Marcelo Melo

  • ATP Awards: melhor dupla do ano (2017)
  • Prêmio Brasil Olímpico: melhor atleta (2017)
  • Prêmio Brasil Olímpico: melhor tenista (2017)

Marcelo Melo nos Jogos Olímpicos

marcelo melo nos jogos olímpicos
Melo disputou três Olimpíadas: Pequim, Londres e Rio

Marcelo Melo disputou quatro edições dos Jogos Olímpicos em duplas.

Em Pequim 2008, o mineiro atuou ao lado de André Sá e alcançou as oitavas de final. Eles foram eliminados pelos indianos Mahesh Bhupathi e Leander Paes.

Em Londres 2012, Melo fez parceria com Bruno Soares. Os belo-horizontinos chegaram às quartas de finais da chave inferior. A eliminação veio nas mãos dos franceses Michaël Llodra e Wilfried Tsonga.

Em 2016, mais uma eliminação nas quartas de final. Jogando em casa, no Rio de Janeiro, Marcelo e Bruno Soares sucumbiram perante os romenos Florin Mergea e Horia Tecău.

Por fim, em Tóquio 2020, formou parceria com Marcelo Demoliner e foram eliminados na 1º rodada da disputa. Os dois perderam para a dupla Nikola Mektic e Mate Pavic, da Croácia. A saber, os rivais eram a 1º dupla cabeça de chave, além disso foram medalha de ouro na Olímpiada de Tóquio.

Parceiros de Marcelo Melo

  • André Sá: 2007 a 2009
  • Bruno Soares: 2010 e 2011
  • Ivan Dodig: 2012 a 2016
  • Łukasz Kubot: 2017 a 2020
  • Jean-Julien Roger: a partir de 2021

Recordes de Marcelo Melo

  • Melhor ranking: 1º (2015 e 2017)
  • Histórico em duplas: 605 vitórias e 390 derrotas
  • Títulos em finais: 37/72

Curiosidades de Marcelo Melo

curiosidades marcelo melo
Marcelo é conhecido como ”Girafa” por sua altura

Marcelo Melo tem o apelido de ”Girafa” devido a sua estatura: 2,03m. Por muito tempo cuidou de um blog pessoal chamado ”Blog da Girafa”. Lá, o tenista contava histórias da sua carreira e escrevia sobre o cotidiano.

Tem como grande ídolo o craque Ronaldo Fenômeno, maior artilheiro da seleção brasileira de futebol em Copas do Mundo. No tênis, Melo também pode ser orgulhar de uma estatística. É o brasileiro que ficou mais tempo no topo do ranking mundial: 56 semanas.

Com Bruno Soares, protagonizou um dos momentos mais marcantes da história do tênis brasileiro. Eles venceram os norte-americanos Bob e Mike Bryan, considerados por muitos a melhor dupla da história, em confronto épico de cinco sets na Copa Davis 2013.

O tenista já alcançou, pelo menos, as semifinais de todos os quatro Grand Slams da ATP: Australian Open (semifinais), US Open (final), Roland-Garros (título) e Wimbledon (título). Currículo de dar inveja a qualquer um!

Foi membro do ATP Player Council entre 2016 e 2018. Em 2019, ao perder o Australian Open por uma lesão nas costas, encerrou um recorde de 47 participações seguidas em torneios Grand Slam.

Agora que você sabe tudo sobre Marcelo Melo, que tal conhecer outros tenistas? Confira também:

* Última atualização em 25 de junho de 2023