Vocês sabem porquê se usam faixas coloridas no Judô? Elas têm algum significado? Como surgiram as faixas coloridas? É verdade que a inspiração veio de um jogo de Snooker (sinuca inglesa)?

Snooker ou sinuca inglesa/Shutterstock

Antes do Judô, as graduações não existiam nas Artes Marciais. Para ser considerado um mestre nestas artes, você tinha que obter um certificado (menkyo) de todo o conhecimento desenvolvido através de anos de treinamento e estudos das técnicas. O próprio Jigoro Kano recebeu como herança de seus mestres de Ju-jutsu, pergaminhos que continham os segredos de suas escolas.

As faixas coloridas representam a graduação do praticante/Shutterstock

Jigoro Kano que em 1882 criou sua própria escola, Judô Kodokan, diferenciava seus alunos como os mais experientes dos iniciantes, sendo que os mais experientes poderiam ser responsáveis por auxiliá-lo nos treinos até mesmo substituindo-o em alguns momentos.

Já em 1883, ele estabeleceu uma distinção hierárquica para distinguir as duas classes: aquele que não tem graduaçãoaquele que possu (Mudansha e Yudansha, respectivamente) e nominou dois de seus melhores alunos de Shodan (1º Dan ou 1º Grau), mas estes só possuíam o título, e mais nada que os diferenciassem de seus companheiros.

Não há consenso de quando exatamente que usaram a faixa preta pela primeira vez, entretanto alguns registros dizem em torno de 1892. Porém é atribuída a Jigoro Kano a sua criação.

Os Cinco Princípios do Judô (GO-KYO)

O termo Go-Kyo significa cinco princípios, sendo “Go” cinco e “Kyo” princípio de ensinamento,  e consiste em um sistema japonês composto por cinco grupos de oito técnicas cada totalizando um todo de 40 técnicas para ser exato, de graus sucessivo de dificuldade.

A primeira versão publicada do Go-Kyo é de 1895, e uma segunda versão revisada e editada é de 1920. Este formato de padronização de algumas das técnicas são utilizados até hoje em exames de graduação de faixas.

Tradicional Gokyo do Judô Kodokan/Shutterstock

Inicialmente, os três primeiros níveis eram atribuídos à faixa branca, e os dois últimos à faixa marrom. Criava-se assim os níveis KYU, daqueles que não atingiram ainda DAN (o grau de faixa preta).

Então, como surgiram as faixas coloridas?

Mikinosuke Kawaishi treinava na Inglaterra com o mestre Gunji Koizumi da tradicional Escola Budokwai. E foi lá que ele conheceu o Snooker ou sinuca inglesa, um jogo de mesa que utiliza o taco para encaçapar as bolas coloridas. Cada bola tem seu peso ou pontuação, na ordem crescente seria a vermelha, amarela, verde, marrom, azul, rosa e preta.

Bolas de Snooker
Bolas de Snooker/Google Imagens

Ao mudar para Paris em 1935, o Sensei Kawaishi percebeu que os judocas europeus sem motivavam mais se recebessem um reconhecimento mais imediato de seu crescimento, habilidades e conhecimento à medida que progrediam em direção à faixa preta. Diferentemente dos judocas japoneses que não se incomodavam em permanecer muitos anos para progredir da faixa branca para a preta. Porém hoje em dia o cenário já é outro, algumas escolas japonesas também adotam as faixas coloridas.

Como resultado, ao criar a própria metodologia que se adaptava aos ocidentais, o Método Kawaishi, como ficou conhecido, serve de base até hoje para a Federação Francesa de Judô. As cores escolhidas para cada Kyu são bem parecidas com as usadas no jogo do Snooker e até hoje são usadas em todo o mundo e contribuiu para o Judô ser um dos o esportes mais escolhidos de todas as crianças de mundo.

Kawaishi Mikinosuke . © Michel Brousse Collection

No entanto, não é possível afirmar que tenha sido Kawaishi o criador das faixas coloridas. Pois há registros de alunos que usavam faixas coloridas na Inglaterra antes mesmo dele passar por lá.

Mas porquê cada país adota cores diferentes?

Cada país hoje adota cores e níveis diferentes de acordo com a faixa etária do praticante. Dessa maneira, algumas delas têm pontas coloridas como no Brasil, ou cores divididas como na França.

Assim, temos que lembrar que inicialmente o Judô foi concebido para adultos praticarem. Mas  percebendo sua importância na educação de jovens e crianças, estes iniciam no esporte cada vez mais cedo, e dessa forma, mais níveis e mais faixas coloridas vêm sendo adotadas. 

Embora em algumas escolas ainda que criem um simbolismo ao redor de cada cor de faixa, as faixas coloridas têm um sentido bem mais prático como simplesmente classificar cada praticante em níveis de habilidade.

Foto destaque: Reprodução / Shutterstock