Logo depois de conquistar a terceira colocação na sua estreia, Vinicius Lima deu sua opinião sobre a torcida no fisiculturismo.

Em entrevista exclusiva ao Esportelândia, o competidor admitiu que a torcida pode  influenciar, e muito, na performance.

Diante disso, o atleta contou com um grande apoio de fãs, amigos e familiares. Fazendo com que o Novice Open 2022 se tornasse um verdadeiro campo de futebol.

A torcida no fisiculturismo realmente pode ajudar um atleta?

 

Reprodução/ Bendet

Com sua estreia, Vinicius Lima se sentiu confortável em cima dos palcos, já que contava com um grande público a seu favor.

Assim, a diferença dos seus torcedores para os outros competidores do palco era notória. Havia mais de 20 pessoas gritando e torcendo por ele.

Desta maneira, a cada pose realizada, o público reagia de uma maneira diferente, sempre motivando-o.

De acordo com ele, isso o ajudou a garantir um top 3 diante de uma categoria complicada dentro do Novice Open 2022.

“Foi minha estreia, minha primeira preparação. Ver a galera aí ajudou muito, sem dúvida. Me deixou mais forte.”

Ainda neste quesito relacionado a torcida no fisiculturismo, ele concluiu que tudo o deixou mais forte.

“A torcida não tem nem o que falar, a gritaria que foi. Deu até mais força para continuar, foi legal demais.”

Por fim, o competidor admitiu ainda ter pontos a serem melhorados visando suas próximas competições no fisiculturismo.

Eu ainda tenho pontos a melhorar. Sem dúvidas. Principalmente em questões das poses e tal. Mas estou feliz demais. Essa foi minha estreia e estou bem animado.

No aspecto da torcida, o Novice Open costuma premiar o melhor atleta com o prêmio de Campeão do Povo.

Entretanto, a edição deste ano acabou indo parar na mão do Adriano Love, atual bicampeão desta premiação.

Love também contou com um grande apoio nos palcos e na rede social da SPFF.

Vale lembrar que o campeonato inteiro do Novice Open 2022 está disponível gratuitamente no site My 2 Gloves Fight.