No último domingo (5), aconteceu o GP de São Paulo, que foi um sucesso e entrou para história após bater recorde de público presente no autódromo de Interlagos.

Além disso, proporcionou um espetáculo com direito a uma manobra inacreditável na última curva por Fernando Alonso, da Aston Martin, que terminou na terceira posição e Lando Noris, da MC Lauren, garantiu o segundo lugar no pódio.

GP São Paulo
Foto: Roberto Berton

Já em relação ao vencedor não tivemos surpresas, o óbvio aconteceu, Max Verstappen, da Red Bull levantou a taça.

Confusão no GP de São Paulo

Anualmente, como sempre acontece no Gran Prix realizado em São Paulo, a torcida dá um show a parte e deixa a festa ainda mais bonita.

Dessa vez, mesmo sem um representante brasileiro no circuito, não foi diferente. Os torcedores vibraram, apoiaram e deram um toque todo especial. Não faltou também a tradicional invasão da pista que acontece no final da corrida.

GP de São Paulo
Torcedores que invadiram a pista de Interlagos
Foto: Reprodução/Web

E foi justamente essa invasão no S do Senna que gerou uma confusão nos bastidores, tudo porque ela aconteceu antes do término, criando assim riscos aos pilotos e aos próprios ‘invasores', ou gerando consequências piores.

Lembrando que não é a primeira vez que isso acontece aqui no Brasil, já teve outros episódios semelhantes. O que é considerado pela Federação Internacional de Automobilismo inaceitável.

Agressão ao segurança na invasão

Inacreditavelmente, foi divulgado pelo site Metrópole uma tentativa de invasão de torcedores do Heineken Village utilizando uma escada. Ao serem flagrados, um segurança se aproximou para retirar o objeto. O segurança acabou sendo por um torcedor com chutes nas costas. 

Investigação da FIA

Tal precocidade no ritual do final da corrida do GP de São Paulo, irritou fortemente a FIA que aponta que faltou segurança e controle dos apaixonados pela F1. No vídeo postado acima é possível notar que são poucos agentes e que eles recuam diante da avalanche de torcedores.

Diante desse fato, a investigação foi aberta a fim de encontrar os responsáveis e resolver a punição que será aplicada nos organizadores do circuito brasileiro.

Fernando Alonso
Foto: Icon Sport

A equipe que comandou o GP de São Paulo colocada contra a parede, reconheceu que houve falhas nos  protocolo de segurança.e assumiu que vai elaborar um plano de remediação com tópicos de solução para as questões apresentadas. O mesmo deve ser entregue a FIA até o prazo do dia 30 de janeiro.

O problema também será relatado ao Conselho Mundial do Esporte a Motor com intuito de analisar futuras punições e/ou multa para que não se repita mais falhas do tipo.