Pampa é o apelido de Paulo Rogério Sequelin Silva, um renomado ex-jogador de vôlei brasileiro. Nascido em 16 de novembro de 1966, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul,

Pampa se destacou como um dos grandes jogadores de sua geração, especialmente durante a década de 1990.

Carreira e Conquistas de Pampa

Clubes

Pampa iniciou sua carreira em clubes de vôlei no Brasil, jogando por equipes como Banespa, Atlético Mineiro e Suzano. Ele também teve uma passagem pelo voleibol europeu, jogando na Itália, um dos campeonatos mais competitivos do mundo.

Seleção Brasileira

Pampa: história, Seleção Brasileira e Olimpíadas
Reprodução: Terra

Pampa foi um jogador importante para a Seleção Brasileira de Vôlei durante um período em que o time brasileiro estava se firmando como uma potência mundial no esporte.

Jogos Olímpicos de Barcelona 1992: Pampa fez parte da histórica seleção brasileira que conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Barcelona.

Esta vitória marcou a primeira vez que o Brasil ganhou o ouro olímpico no vôlei masculino, e foi um marco significativo para o esporte no país.

Você ama outros esportes além de vôlei? Aqui no Esportelândia também falamos sobre:

Outras Conquistas

Além da medalha olímpica, Pampa também conquistou títulos em outras competições internacionais e sul-americanas, ajudando a consolidar a reputação do Brasil no vôlei.

Após se aposentar das quadras, Pampa se envolveu com o vôlei em outras capacidades, incluindo funções de treinador e comentarista esportivo. Ele também tem participado de eventos de vôlei e atividades que promovem o esporte no Brasil.

Vida política

Após encerrar sua carreira, ele atuou no Ministério do Esporte de 2000 a 2002. Posteriormente, foi Secretário de Esportes em Suzano-SP de 2007 a 2010. De 2013 a junho de 2015, ocupou o cargo de Secretário de Esportes em Campos-RJ.

Em julho de 2015, tornou-se Superintendente Estadual de Esportes do Estado de Pernambuco, responsável por Novos Projetos, em Recife-PE. Além disso, entre 2017 e 2019, trabalhou no Parque Olímpico.

Falecimento

Após um tratamento contra um câncer (Linforma de Hodgkin), Pampa faleceu aos 59 anos, em São Paulo. Em nota, a CBV confirmou o falecimento do ex-jogador, veja a seguir:

Legado

Pampa é lembrado não apenas por suas habilidades técnicas e físicas, mas também por seu espírito de equipe e liderança. Sua contribuição para o vôlei brasileiro, especialmente na histórica campanha olímpica de 1992, fez dele um ícone do esporte no país.

Seu apelido “Pampa” é uma homenagem à região do Pampa, no sul do Brasil, de onde ele é originário. Sua trajetória inspiradora continua a influenciar novos atletas e fãs de vôlei em todo o Brasil.

Aproveite para se aprofundar ainda mais no esporte com nossos outros conteúdos: