Bruninho, Lucão, William e mais: confira quais são os 10 melhores jogadores da Superliga Masculina de Vôlei atualmente

O vôlei masculino brasileiro é uma verdadeira potência mundial. Mais do que na história e das conquistas da Seleção, isso é visível na relação dos melhores jogadores da Superliga masculina.

A principal competição do país pode até ser um tanto instável em relação à situação dos seus times, cenário que foi agravado pela pandemia do novo coronavírus. Ainda assim, é sempre grande a reunião de talentos nas quadras brasileiras.

No texto abaixo, mostramos exatamente qual é o nível desse encontro de craques. Listamos nada menos que os melhores jogadores da Superliga masculina atualmente, dos rápidos líberos aos mais eficientes centrais. Então venha com a gente e mate um pouco dessa saudade das quadras!

Melhores jogadores da Superliga Masculina

  • Alan
  • Bruninho
  • Darlan
  • Facundo Conte
  • Gustavão
  • Leandro Vissotto
  • Lucão
  • Maique
  • Thales
  • William

Alan

Imagem de Alan no Cruzeiro
(Reprodução)

Alan não é só um dos melhores mas também um dos grandes destaques da Superliga Masculina. Explosivo e no seu auge físico, o oposto — que disputa posição com Wallace na Seleção Brasileira — voltou ao Cruzeiro, clube que o formou, para ser a principal força ofensiva.

A ideia é manter não só o ritmo de conquistas com a equipe mineira, com que já venceu vinte títulos, como o grande desempenho recente. Em 2019, Alan simplesmente foi campeão e MVP da Copa do Mundo e do Campeonato Sul-Americano, seguindo uma temporada em que já havia sido eleito o melhor oposto da Superliga.

Bruninho

Imagem de Bruninho no Taubaté
(Reprodução/Caio Fernandes)

O grande levantador do vôlei brasileiro voltou ao país para valorizar a Superliga e, quem sabe, adicionar mais um à sua série de seis troféus da competição. Agora no Taubaté, Bruninho Rezende aumenta e muito o nível de competição por aqui.

Depois de vencer a Liga dos Campeões de vôlei — e ser considerado um dos cinco melhores estrangeiros a atuar nela — e o Mundial de Clubes, Bruninho busca um novo momento da carreira. O campeonato em que foi quatro vezes eleito o melhor levantador parece o lugar certo para o medalhista de Ouro em 2016.

Darlan

Imagem de Darlan em ação pelo SESI
(Wander Roberto/Inovafoto/CBV).

Para a lenda do vôlei, Marcelo Negrão, Darlan é “um monstro”. Para a FIVB, uma das grandes revelações do Brasil. Para nós, o oposto já é um dos grandes jogadores da Superliga. Para nós e para os números, no caso.

Em pouco tempo como titular do SESI, o irmão mais novo de Alan, do Cruzeiro, está nas cabeças das estatísticas do campeonato, especialmente as de pontuação. Com bom saque e um sólido bloqueio, o MVP do Sul-Americano Sub-19 de 2018 tem um enorme potencial. O protagonismo de agora pode se tornar um domínio no futuro.

Facundo Conte

Imagem de Facundo no Cruzeiro
(Agencia i7 / Sada Cruzeiro)

Facundo Conte é o melhor estrangeiro em atuação na Superliga. Filho da lenda do vôlei Hugo Conte, o argentino está entre os mais eficientes atacantes e os mais precisos passadores do campeonato, além de viver o melhor momento da carreira.

Como ponteiro do Cruzeiro, Facundo foi campeão da Superliga de 2018-2019, do Campeonato Mineiro de 2019 e da Copa do Brasil e Campeonato Sul-Americano em 2020. Levou o prêmio de melhor ponteiro deste último, assim como do Mundial de Clubes, do qual foi vice-campeão.

Gustavão

Imagem de Gustavão na sua apresentação do Minas
(Divulgação/Minas)

Gustavo Bonatto, o Gustavão, voltou ao Brasil faminto por títulos, e também para infernizar a vida dos atacantes. Eles terão pela frente, ora, o quatro vezes eleito o melhor bloqueio da Superliga.

O central de 2,15m do Minas nunca foi campeão da maior competição do vôlei brasileiro, mas já conquistou títulos estaduais em São Paulo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, tem um sólida carreira no exterior, sendo até eleito o melhor central da Liga Argentina. Venceu também a Copa Pan-Americana com a Seleção Brasileira.

Vá além do Vôlei! Confira os conteúdos Esportelândia:

Leandro Vissotto

Imagem de Leandro Vissotto no Campinas
(Divulgação)

Figura carimbada na Seleção Brasileira, com quem já venceu um Campeonato e uma Liga Mundial, Leandro Vissotto é não só o mais velho como o mais técnico oposto da Superliga. Aos 37 anos, é a grande referência do jovem time do Campinas, com quem conquistou o Campeonato Paulista em 2020.

Com 2,12m, Vissotto vive um dos melhores momentos da carreira. Experimentando depois de dez anos no exterior, segue com a mão afiada. Foi um dos mais eficientes atacantes da Superliga 2019-2020 e continua como um dos melhores sacadores na temporada 2020-2021.

Lucão

Imagem de Lucão em ação pelo Taubaté
(Gaspar Nobrega/Inovafoto/CBV)

Lucas Saatkamp, o Lucão, é certamente um dos principais jogadores da Superliga Masculina. O central de 2,09 domina as redes brasileiras há muito tempo. Tirando a temporada de 2015-2016, ele passou a carreira inteira no Brasil, vencendo quatro edições do campeonato.

A longevidade nacional não o impediu de ter sucesso internacional. Ganhou absolutamente tudo o que há para ganhar com a Seleção Brasileira, da Liga Mundial ao Ouro Olímpico, sempre com um bom saque e uma grande eficiência nos ataques — desempenho que tem mantido no Taubaté.

Maique

Imagem de Maique na Seleção Brasileira
(Reprodução)

Enérgico e absurdamente competitivo, Maique faz parte da geração de líberos com a infeliz tarefa de substituir Serginho, talvez o melhor de todos os tempos na posição, tanto na Seleção como em todo o cenário brasileiro.

Jogando pelo Minas, foi campeão estadual em 2020 e o segundo melhor líbero da Superliga nos últimos anos. Pela Seleção, foi campeão da Copa do Mundo e do Sul-Americano, ambos em 2019. O seus grandes destaques individuais foram na base, quando foi eleito o melhor líbero do Mundial Juvenil.

Jovem, tem um enorme espaço para evoluir, se combinar sua energia com maior precisão.

Thales

Imagem de Thales na Seleção Brasileira
(FIVB/Divulgação)

Thales é outro líbero no “grupo de apoio pós-Serginho”. Mais experiente, naturalmente sai na frente de Maique na disputa dentro do Brasil, onde já foi campeão da Superliga e de quatro campeonatos estaduais diferentes.

Foi também eleito o melhor defensor das últimas quatro edições do campeonato nacional e é quem tem a melhor recepção na temporada de 2020. Na Seleção, no entanto, divide as mesmas conquistas com o rival/colega, o Sul-Americano e o Mundial, ambos em 2019. Só que, neste último, foi ele o eleito o melhor receptor da competição

William

william volei

Difícil é falar de William sem diminuir a enormidade dos seus feitos na carreira. O levantador do Minas é disparado um dos melhores jogadores do vôlei masculino no Brasil.

Seu currículo é simplesmente invejável. Hexacampeão da Superliga, tricampeão do Mundial de Clubes, tetracampeão da Liga Argentina e campeão Olímpico com a Seleção Brasileira.

Quer mais? Tudo bem. “El Mago“, como é conhecido no mundo vôlei, foi eleito nada menos que nove vezes consecutivas o melhor levantador do Brasil. No Mundial e na Argentina, teve esse mesmo reconhecimento, três vezes cada. Foi ainda uma vez o MVP da Superliga e outra da Liga Argentina. Precisamos falar mais?

Depois de conhecer os melhores jogadores da Superliga Masculina, aproveite para conferir mais conteúdos sobre Vôlei:

*Última atualização em 21 de novembro de 2020

Comentários

Salvar
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin