Como muitos devem imaginar, as armas de fogo não foram criadas com o intuito de promover as disputas esportivas. Pelo contrário, elas ganharam papel principal em todas as guerras que foram acontecendo ao redor do mundo.

Contudo, apesar de ter sido produzida para o objetivo de atacar os seus iguais, logo o ser humano foi adaptando a ferramenta para a prática do esporte. Em poucos anos começaram as competições de tiro ao alvo. Assim, como quase tudo na vida, a modalidade passou a se atualizar de acordo com o tempo.

Mais recentemente, as armas passaram a funcionar com a ação de gás, ar comprimido, mola ou tecnologia a laser. Até chegar no que conhecemos hoje como o Tiro Esportivo.

A primeira medalha do Brasil no Rio 2016 foi no Tiro Esportivo

Origem e história do Tiro Esportivo

A princípio, as armas de fogo surgiram ainda no século XIV. Foi em meados de 1346 que surgiu o primeiro registro deste equipamento em combates. Época em que ingleses e franceses estavam se confrontando.

Desde a sua criação, o armamento foi evoluindo com o passar dos anos. Com o objetivo claro de ferir e colocar medo em seu adversário, os homens criaram as armas para participar de embates onde o que estava em jogo era a própria vida.

Mas não demorou para que o ser humano começasse a encontrar outra finalidade para as armas. Assim, logo foram criadas as disputas de tiro ao alvo.

Como esporte, o tiro passou a relacionar diretamente com a prática militar. Dessa forma, é possível dizer que foi a origem da modalidade. As linhas de tiro utilizadas em determinados combates acabaram servindo como uma espécie de modelo para as primeiras competições.

No começo, as disputadas aconteciam de formas inusitadas, pois além de se manterem em pé, os competidores também ficavam em posições deitadas e de joelhos.

Em 1867, na França, surgiu o Campo de Instrução de Chalôns, onde era realizada uma prova de tiro ao alvo utilizando fuzis.

Mas se engana quem pensa que apenas os militares contribuíram para o crescimento do tiro esportivo ao longo da história. Outro grupo que colaborou fortemente para este fim foi o de clubes de caça.

Esses clubes afetaram diretamente a criação do tiro esportivo. Afinal, a atividade dos caçadores chegou a inspirar algumas provas que existem até hoje na modalidade, como skeet e fosso.

Você ama outros esportes além de golfe? Aqui no Esportelândia também falamos sobre:

Tiro Esportivo nos Jogos Olímpicos

A primeira edição dos Jogos Olímpicos aconteceu em Atenas, no ano de 1896, ainda no século XIX. Com forte relevância no cenário das competições, o tiro esportivo marca presença no evento já desde essa edição.

O ponto negativo fica por conta de que até o ano de 1964, na edição disputada em Tóquio, no Japão, apenas os homens podiam competir no tiro esportivo. Essa regra foi alterada somente para 1968, na Cidade do México, em disputas mistas.

Philipe Chateaubrian
Philipe Chateaubrian, do tiro esportivo, foi o primeiro brasileiro a garantir vaga nos Jogos de Paris 2024 – Divulgação/Redes Sociais

Apenas em 1984, em Los Angeles, nos Estados Unidos, é que foram criados os embates exclusivamente femininos. Na época, as categorias permitidas para as mulheres eram pistola de ar e carabina de ar.

Ao todo, hoje existem 15 categorias, sendo nove masculinas e seis femininas.

Armas

Nos Jogos Olímpicos, o tiro esportivo é praticado com a utilização de duas armas: a pistola e a carabina.

Pistola: é uma arma curta, que só pode ser disparada com uma das mãos.

Carabina: é uma arma longa, que exige o uso das duas mãos para realizar o disparo.

Provas olímpicas

Em suma, os atletas que competem no tiro esportivo podem participar de um total de 15 provas diferentes. Algumas com características bem diferentes das outras.

Tiro com carabina

  • Carabina de ar masculino – distância do alvo: 10m
  • Carabina de ar feminino – distância do alvo: 10m
  • Carabina deitado masculino – distância do alvo: 50m
  • Carabina 3 posições masculino – distância do alvo: 50m
  • Carabina 3 posições feminino – distância do alvo: 50m

Tiro com pistola

  • Pistola de ar masculino – distância do alvo: 10m
  • Pistola de ar feminino – distância do alvo: 10m
  • Pistola 25m feminino – distância do alvo: 25m
  • Pistola de tiro rápido masculino – distância do alvo: 25m
  • Pistola 50m masculino – distância do alvo: 50m

Tiro ao prato

  • Fossa olímpica masculino e feminino: os competidores têm de disparar em cinco posições, dando dois tiros, com o objetivo de acertar o prato.
  • Fossa double masculino: neste o atirador dispara de cinco posições diferentes e tem que acertar dois pratos com dois tiros.
  • Skeet masculino e feminino: aqui o atirador dispara em oito posições diferentes. Os pratos são lançados de casas altas e baixas e vence o competidor que conseguir acertar o maior número de pratos, podendo ser lançados em conjunto ou separadamente ao longo da prova.

Prato do tiro esportivo

Nas provas em que os competidores têm de atirar em pratos, sempre surgem as dúvidas sobre qual o tamanho do equipamento, seu peso e velocidade. Sendo assim, o Esportelândia responde agora às perguntas.

  • Diâmetro: feito de barro, os pratos não podem medir mais do que 105,9 mm.
  • Altura: da mesma forma, sua altura não deve ser maior que 28,58 mm.
  • Cor: os pratos podem ser brancos, pretos, laranjas, ou verdes/amarelos.
  • Peso: o peso tem de ser entre 95 e 105 gramas.
  • Velocidade: os pratos podem chegar a, no máximo, 88,5 km/h.

Curiosidades sobre o tiro esportivo

  • Os atletas que competem no tiro esportivo costumam utilizar jaquetas ou casacos especiais, que servem para ajudá-los durante a execução dos tiros, justamente por oferecer maior estabilidade. Acontece que a superfície dessas vestes é antiderrapante, assim garante uma melhor aderência, principalmente para quem usa rifle.
  • Antes de conseguirem disputar os Jogos Olímpicos em uma categoria toda feminina, as mulheres competiam contra os homens. Dessa forma, em 1976, na edição de Montreal, no Canadá, a norte-americana Margaret Murdock se tornou a primeira mulher a subir no pódio olímpico no tiro esportivo, com uma medalha de prata.

Aproveite para se aprofundar ainda mais no esporte com nossos outros conteúdos:

Última atualização em: 08/08/2023