A final Wimbledon 2023 chegou ao fim de sua 136ª edição com mais um grande sucesso que você acompanhou aqui no Esportelândia.

Final masculina Wimbledon 2023

Primeiramente, a final masculina Wimbledon 2023 aconteceu entre os dois melhores do mundo no momento: Carlos Alcaraz e Novak Djokovic. A incrível partida foi até o 5º set, com o espanhol vencendo por 3 x 2.

Final feminina Wimbledon 2023

A final feminina Wimbledon 2022 aconteceu antes da masculina, no sábado (9), e teve uma campeã inédita. De forma até surpreendente, Markéta Vondroušová venceu Ons Jabeur em dois sets.

Final Wimbledon 2023 duplas masculinas

Já a final Wimbledon 2023 de duplas masculinas aconteceu no mesmo sábado (9) que a final de Wimbledon feminina. A dupla Wesley Koolhof e Neal Skupski derrotou Horacio Zeballos e Marcel Granollers, também por 2 x 0.

Final Wimbledon 2023 duplas femininas

Na final Wimbledon 2023 duplas femininas, o duelo decisivo aconteceu no domingo (10). A disputa foi entre Elise Mertens e Storm Hunter contar Barbora Strýcová e Hsieh Su-wei, que venceram por 2 x 0.

Final Wimbledon 2023 duplas mistas

Nas duplas mistas, a final foi mais acirrada. Mate Pavic e Lyudmyla Kichenok saíram campeões. Mas, para isso, foram até o 3º set contra Xu Yifan e Joran Vliegen.

Onde assistir a final de Wimbledon 2023?

De antemão, são dois dias de finais para acompanhar. Primeiramente, no sábado (9), às 10h (horário de Brasília), acontecem as finais de simples feminino e duplas masculinas. Já no domingo (10), as finais de simples masculino e duplas femininas fecham o torneio de Wimbledon 2023.

A ESPN é quem faz a transmissão de todo o torneio. Para saber mais detalhes de como assistir à final Wimbledon 2023 clique aqui!

Como funciona Wimbledon?

O torneio de tênis mais antigo do mundo e amplamente considerado o mais prestigiado, acontece em Londres desde 1877 e é jogado em quadras de grama ao ar livre, com tetos retráteis sobre as duas quadras principais desde 2019. A premiação de Wimbledon é de £ 2.35 milhões, cerca de 14 milhões de reais, ao campeão.

Wimbledon é um dos quatro torneios de tênis do Grand Slam, sendo os outros o Australian Open, o Roland-Garros e o US Open. Mas Wimbledon é o único grande ainda jogado na grama, que é a superfície tradicional de jogo de tênis. Além disso, é o único Grand Slam que não realiza partidas noturnas, impondo um toque de recolher noturno.

Tradicionalmente o evento acontece ao longo de duas semanas no final de junho e início de julho, começando na última segunda-feira de junho e se encerrando com as finais de simples femininos e masculinos, marcadas para o sábado e domingo no final da segunda semana.

Ademais, por tradição, os atletas seguem um rigoroso código de vestimenta todo branco para os competidores e patrocínio real, com a publicidade sendo mínima e discreta. A saber, vence quem chegar a três sets primeiro.

Quando acontece a final Wimbledon 2023?

As finais acontecem em três dias diferentes. Na quinta-feira (13), há a disputa nas duplas mistas. A final do simples feminino e das duplas masculinas são no sábado (15). Enquanto a final do simples masculino e das duplas femininas acontecem no domingo (16).

Como foram os brasileiros em Wimbledon 2023?

Simples Masculino

  • Em primeiro lugar, Thiago Wild superou Jelle Sels e Pierre-Hugues Herbert nas duas primeiras fases classificatórias. Mas perdeu para Marcelo Tomas Barrios Vera na terceira;
  • Felipe Meligeni também venceu nas duas primeiras fases classificatória, superando Vasek Pospisil e Pablo Cuevas. Só que foi derrotado por Radu Albot, na última.
  • Thiago Monteiro caiu na 1ª rodada de Wimbledon 2023, após ser derrotado pelo americano Christopher Eubanks por 3 x 1, encerrando assim a participação brasileiras no simples masculino.

Simples Feminino

  • Primeiramente, Laura Pigossi perdeu por 2 x 1 para a russa Vera Znovareva na fase classificatória;
  • Bem como sua compatriota Carolina Meligeni Alves caiu para a italiana Lucrezia Stefanini por 2 x 0 na mesma fase;
  • Já Bia Haddad Maia por Yulia Putintseva, na 1ª rodada, por 2 x 1, Jaqueline Cristian, por 2 x 1, na 2ª rodada, Sorana Cirstea, por 2 x 0, na 3ª rodada. Nas oitavas, acabou abandonando a partida, com Elena Rybakina avançando.

Duplas masculinas

  • Marcelo Melo e John Peers venceram na 1ª rodada e na 2ª rodada. Mas caíram nas oitavas de final, ao perder para Bart Stevens e Tallon Griekspoor, por 2 x 0.
  • Já Marcelo Demoliner e sua dupla, Matwe Middlekoop, foram derrotados já na 1ª rodada, pela dupla de croatas, Mate Pavic e Nikola Mektic, por 2 x 0.
  • O mesmo aconteceu com Thiago Monteiro e o italiano Marco Cecchinato. A derrota foi para os australianos Rinky Hijikata e Jason Kubler.
  • Rafael Matos e o português Francisco Cabral avançaram até a 2ª rodada. Também perderam para Mate Pavic e Nikola Mektic.

Duplas femininas

  • A brasileira Bia Haddad Maia, juntamente com a bielorrussa Victoria Azarenka chegaram até a 2ª rodada, onde caíram para Vera Zvonareva e Laura Siegemund;
  • Ingrid Gamarra Martis e Lidziya Marozava avançaram até as oitavas de final. Mas não tiveram sucesso contra Iryna Shymanovich e Oksana Kalashnikova, perdendo por 2 x 0;
  • Luisa Stefani foi a brasileira que chegou mais longe. Ao lado de Caroline Garcia, chegou nas quartas de final, perdendo para Hsieh Su-wei e Barbora Strýcová, por 2 x 0.

As duplas mistas

  • A única dupla mista com brasileiros, Luisa Stefani e Rafael Matos, perderam já na 2ª rodada, por 2 x 1, para Andrea Vavassori e Liudmila Samsonova.