Roger Federer compartilhou críticas sobre a falta de diversidade nos estilos de jogo dos tenistas na atualidade em uma entrevista à GQ. Veja a seguir.

Federer se frustra com o tênis moderno

Divulgação
Divulgação

Roger Federer criticou a falta de variedade nos estilos de jogo dos tenistas atualmente, destacando a predominância de um padrão de jogo muito semelhante. Ele expressou o desejo de ver mais variação nos estilos e mais idas e vindas à rede durante as partidas, em contraste com o jogo lateral predominante.

O que temos cada vez mais hoje em dia é que gostaria que às vezes tivéssemos um pouco mais de variedade, e também indo e voltando um pouco mais na rede, não apenas de um lado para o outro. Veremos onde o jogo irá.

Mas obviamente o problema é que quando você tem muitos jogadores parecidos jogando uns contra os outros, muitos pontos acabam sendo disputados de maneira semelhante. – disse Federer à GQ.

Você ama esportes? Confira alguns que o Esportelândia cobre:

  1. Surf
  2. Fisiculturismo
  3. Automobilismo
  4. Artes marciais
  5. Atletismo
  6. Basquete
  7. Tênis
  8. Vôlei

Federer pede mudanças no estilo de jogo atual: “Pode ser muito interessante”

Divulgação
Divulgação

Ele enfatizou que seu estilo sempre foi baseado na diversidade e na capacidade de surpreender os adversários, buscando evitar a previsibilidade durante as partidas. Federer expressou sua preferência por jogos mais dinâmicos e imprevisíveis, em contraposição a confrontos com muitas trocas de bolas semelhantes.

Meu objetivo no torneio sempre foi: jogar todos os pontos de maneira semelhante contra meu oponente é o que ele quer. O que ele não quer é que eu misture tudo e tenha variedade.

Então, para mim, ver dois caras jogando um contra o outro e tendo 20 pontos iguais consecutivos, vamos lá. Pode ser muito interessante. É como uma queda de braço. Mas gosto de dizer: ‘Não vamos entrar na queda de braço. Vamos entrar em outro jogo.'

Que tal se aprofundar no mundo esportivo e ir além? Confira aqui no Esportelândia: