Todos os anos, as melhores tenistas do mundo deixam as disputas individuais de lado para lutarem por um título para seus países: na Billie Jean King Cup ou BJK Cup. A saber, essa é a nova nomenclatura do torneio, antes era chamado de Fed Cup.

Criada em 1963, como Federations Cup, a versão feminina da Copa Davis coloca os principais nomes do tênis feminino em uma disputa coletiva. A competição recebeu esse nome até 1994. A partir daí foi nomeada com Fed Cup, até 2020. E atualmente é a Billie Jean King Cup (BJK)

É a hora de conhecermos as nações que têm as melhores equipes. Você sabe quem são os países que têm mais títulos da BJK Cup? E as tenistas que mais vezes foram campeãs?

Não perca tempo, venha com a gente e conheça todos os detalhes da história da BJK Cup. Saiba também como funciona a competição! Um novo formato de disputa será implementado a partir de 2020! 

O que é a BJK Cup?

França campeã da Fed Cup em 2019
A equipe da França foi a campeã da BJK Cup em 2019

A BJK Cup é a principal competição entre países do tênis feminino. Ela é disputada desde 1963, quando os Estados Unidos se tornaram campeões ao vencer a final contra a Austrália.

A primeira edição foi realizada no aniversário de 50 anos da ITF (Federação Internacional de Tênis) e contou com a participação de 16 países.

Ao longo da história, muitas nações passaram a disputar a BJK Cup e a competição passou a ser organizada com diferentes divisões. O Grupo Mundial I e o Grupo Mundial II contam com 8 países, cada um.

Há ainda três disputas regionalizadas, divididas entre: Américas, Europa/África e Ásia/Oceania.

Entenda, a seguir, como é o formato de disputa da BJK Cup. Uma nova fórmula de disputa será usada a partir de 2020!

Como funciona a BJK Cup?

A partir de 2020, a BJK Cup terá um novo formato de disputa. A tradicional fórmula com confrontos dentro e fora de casa até a final foi extinta, e uma nova fase decisiva será realizada com a participação de 12 países. 

A composição dos 12 finalistas no ano de 2023 está da seguinte forma:

  • A equipe campeã da última edição ( Suíça)
  • A a equipe vice-campeã da última edição (Austrália)
  • Uma equipe convidada por conta de resultados recentes ou anfitrião
  • Os nove vencedores das eliminatórias (qualificação)

Ronda de qualificação da Billie Jean King Cup

Está etapa da BJK Cup definem as últimas nove equipes que vão jogar a fase final do torneio. As 18 nações dessa fase foram definidas da seguinte forma:

  • Os 10 times classificados entre o 3º e 12º lugar na fase final da BJK Cup de 2022;
  • Os oito times vencedores dos play-offs da BJK Cup de 2022;

Play-offs da Billie Jean King Cup

Está etapa da BJK Cup é disputada por 16 seleções. Elas disputam oito vagas nas eliminatórias da BJK Cup 2024. As 16 nações dessa fase foram definidas da seguinte forma:

  • Os 9 times perdedores da fase de qualificação da BJK Cup 2023;
  • Os 7 times vencedores dos seus zonais do Grupo I da BJK Cup;
  • Os times derrotados nessa etapa do campeonato disputam novamente os zonais da próxima edição. 

Zonais

São divididos em: Américas, Europa/África e Ásia/Oceania. Além disso, os zonais são divididos em grupos, onde as equipes participantes disputam uma vaga no grupo superior. Sendo assim, os vencedores dos grupos I disputam os play-offs, onde buscarão uma vaga na fase de qualificação. Por outro lado, os vencedores do Grupo II se qualificam para o grupo I na próxima edição, e assim sucessivamente.

BJK Cup 2023

Agora que você já sabe como funciona o formato de disputa da Billie Jean King Cup. Vamos falar quais equipes disputam cada etapa e consequentemente as nove vagas restantes na fase final da BJK Cup.

Billie Jean King Cup Finals

A última etapa da Billie Jean King Cup 2023 vai ser disputada de 7 a 12 de novembro. Mas ainda não possui sede definida. Sendo assim, temos quase todas as equipes definidas: Suíça e Austrália, as duas seleções finalistas da edição de 2022. Já Espanha, República Tcheca, França, Canadá, Estados Unidos, Itália, Alemanha, Cazaquistão e Eslovênia se classificaram pela qualificatória.

As participantes vão ser divididas em quatro grupos de três equipes e se enfrentarão. As líderes de cada grupo mais a melhor segunda colocada jogarão as semifinais. Por fim, as vencedoras dos confrontos irão disputar o título da BJK Cup 2023.

Billie Jean King Cup Qualificação

Essa etapa ocorreu dia 14 e 15 de abril. Os mandantes dos confrontos foram definidos mediante o ranking das nações em 16 de novembro de 2022. A ronda é eliminatória, quem vencer joga a fase final. Já as perdedoras disputam os play-offs. Confira abaixo os confrontos da etapa, com o mandante sendo a seleção citada primeiro.

O placar dos confrontos está em parênteses e em negrito a equipe que venceu a eliminatória.

  • Espanha x México (3 x 1)
  • Ucrânia x República Tcheca (1 x 3)
  • Reino Unido x França (1 x 3)
  • Canadá x Bélgica (3 x 2)
  • Estados Unidos x Áustria (4 x 0)
  • Eslováquia x Itália (2 x 3)
  • Alemanha x Brasil (3 x 1)
  • Cazaquistão x Polônia (3 x 1)
  • Eslovênia x Romênia (3 x 2)

Na eliminatória, o Brasil enfrentou a Alemanha, na Porsche Arena, em Stuttgart. O piso escolhido foi o saibro. A equipe brasileira foi formada por Beatriz Haddad Maia, Laura Pigossi, Carolina Meligeni, Ingrid Martins e Luísa Stefani, além da capitã Roberta Burzagli. Por outro lado, o time alemão foi composto por: Tatjana Maria, Jule Niemeier, Anna-Lena Friedsam, Eva Lys e Laura Siegemund, e capitaneada por Rainer Schuettler. 

O primeiro dia de confrontos ficou empatado em 1 x 1. Beatriz Haddad Maia derrotou Anna-Lena Friedsam por 2 x 1, com parciais de 3/6, 6/4 e 6/3. Por outro lado, na segunda partida, Tatjana Maria repetiu o placar sobre Laura Pigossi, mas com parciais de 6/3, 3/6 e 7/5.

No segundo dia de competição as duas vitória foram da Alemanha: Jule Niemeier ganhou de Beatriz Haddad Maia por 2 x 1, com parciais de 7/6 (3), 3/6 e 6/2. Já Anna-Lena Friedsam fez 6/1 e 6/0 em Laura Pigossi. Desse modo, a eliminatória foi decidida em favor da equipe alemã. Assim, os selecionados optaram por não disputar a partida de duplas.

Play-offs

Como dito anteriormente, os play-offs é formado pelos vencedores do zonais mais os perdedores das eliminatórias. Os play-offs serão disputados dias 11 e 12 de novembro, ainda sem local definido.

As equipes que jogarão está fase são: México, Ucrânia, Reino Unido, Bélgica, Áustria, Eslováquia, Brasil, Polônia e Eslovênia, perdedoras da qualificação. Já Argentina, Colômbia, Japão, Coréia do Sul, Suécia, Holanda e Hungria se classificaram através dos zonais I.

Zonais

Esta etapa ainda não possui todas as data e locais para serem disputadas. Contudo, sabemos as seleções participantes. Confira com a gente! Em negrito as seleções classificadas para o zonal superior. No zonal I os promovidos disputam os play-offs.

Zonal Grupo Equipes Participantes
América I Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Guatemala e Peru
II Bahamas, Costa Rica, República Dominicana, Equador, Honduras, Paraguai, Uruguai e Venezuela
III Antígua e Barbuda, Aruba, Barbados, Bermudas, Cuba, El Salvador, Jamaica, Panamá, Porto Rico, Ilhas Virgens Americanas e Santa Lúcia
Ásia\Oceania I China, Índia, Japão, Coreia do Sul, Tailândia e Uzbequistão
II Taipei Chinês, Guam, Hong Kong, Indonésia, Malásia, Mongólia, Nova Zelândia, Pacífico Oceania, Paquistão, Cingapura, Sri Lanka e Turquemenistão
III Bahrein, Butão, Brunei, Irã, Iraque, Quirguistão, Laos, Macau, Maldivas, Mianmar, Nepal, Catar, Arábia Saudita, Tadjiquistão e Vietnã
Europa\África I Bulgária, Croácia, Dinamarca, Egito, Hungria, Letônia, Holanda, Noruega, Sérvia, Suécia e Turquia
II Bósnia e Herzegovina, Estônia, Geórgia, Grécia, Irlanda, Israel, Kosovo, Lituânia, Malta, Portugal e África do Sul
III Europa Albânia, Armênia, Azerbaijão, Chipre, Finlândia, Islândia, Luxemburgo, Montenegro, Macedônia do Norte, Moldávia e San Marino
III África Botsuana, Burundi, Gana, Quênia, Maurício, Marrocos, Namíbia, Nigéria, Seychelles, Tunísia, Uganda e Zimbábue
IV África Angola, Camarões, Congo, República Democrática do Congo, Etiópia, Lesoto, Madagáscar, Moçambique, Ruanda, Senegal e Tanzânia

Enquanto aguarda pela confirmação das novas campeãs, veja, a seguir, quem são os maiores vencedores da história da Billie Jean King Cup!

Qual país tem mais títulos da BJK Cup?

Estados Unidos campeões da Fed Cup em 2017
Em 2017, Estados Unidos foram campeões da BJK Cup pela décima oitava vez

Os Estados Unidos são os maiores campeões da história da BJK Cup, com 18 títulos. As tenistas norte-americanas conquistaram a competição em 1963, 1966, 1967, entre 1976 e 1982, 1986, 1989, 1990, 1996, 1999, 2000 e 2017.

Além dos 18 títulos, os Estados Unidos têm 12 vice-campeonatos da BJK Cup.

Na sequência de maiores campeões, a República Tcheca vem em segundo, com 11 títulos, incluindo aqueles conquistados como Tchecoslováquia.

Já a Austrália participou de 18 finais e conquistou 7 títulos, fechando o pódio de maiores vencedores da história da BJK Cup.

Confira, a seguir, os países com mais títulos da BJK Cup e todos os vencedores da história, ano a ano!

Maiores campeões da Fed Cup

  • Estados Unidos – 18 títulos
  • República Tcheca – 11 títulos
  • Austrália – 7 títulos
  • Espanha e Rússia – 5 títulos
  • Itália e França – 4 títulos
  • Alemanha – 2 títulos
  • África do Sul, Bélgica, Eslováquia e Suíça – 1 título

Todos os campeões da BJK Cup

  • 1963 – Estados Unidos (vice-campeã Austrália)
  • 1964 – Austrália (vice-campeões Estados Unidos)
  • 1965 – Austrália (vice-campeões Estados Unidos)
  • 1966 – Estados Unidos (vice-campeã Alemanha Ocidental)
  • 1967 – Estados Unidos (vice-campeã Grã-Bretanha)
  • 1968 – Austrália (vice-campeã Holanda)
  • 1969 – Estados Unidos (vice-campeã Austrália)
  • 1970 – Austrália (vice-campeã Alemanha Ocidental)
  • 1971 – Austrália (vice-campeão Grã-Bretanha)
  • 1972 – África do Sul (vice-campeã Grã-Bretanha)
  • 1973 – Austrália (vice-campeã África do Sul)
  • 1974 – Austrália (vice-campeões Estados Unidos)
  • 1975 – Tchecoslováquia (vice-campeã Austrália)
  • 1976 – Estados Unidos (vice-campeã Austrália)
  • 1977 – Estados Unidos (vice-campeã Austrália)
  • 1978 – Estados Unidos (vice-campeã Austrália)
  • 1979 – Estados Unidos (vice-campeã Austrália)
  • 1980 – Estados Unidos (vice-campeã Austrália)
  • 1981 – Estados Unidos (vice-campeã Grã-Bretanha)
  • 1982 – Estados Unidos (vice-campeã Alemanha Ocidental)
  • 1983 – Tchecoslováquia (vice-campeã Alemanha Ocidental)
  • 1984 – Tchecoslováquia (vice-campeã Austrália)
  • 1985 – Tchecoslováquia (vice-campeões Estados Unidos)
  • 1986 – Estados Unidos (vice-campeã Tchecoslováquia)
  • 1987 – Alemanha Ocidental (vice-campeões Estados Unidos)
  • 1988 – Tchecoslováquia (vice-campeã União Soviética)
  • 1989 – Estados Unidos (vice-campeã Espanha)
  • 1990 – Estados Unidos (vice-campeã União Soviética)
  • 1991 – Espanha (vice-campeões Estados Unidos)
  • 1992 – Alemanha (vice-campeã Espanha)
  • 1993 – Espanha (vice-campeã Austrália)
  • 1994 – Espanha (vice-campeões Estados Unidos)
  • 1995 – Espanha (vice-campeões Estados Unidos)
  • 1996 – Estados Unidos (vice-campeã Espanha)
  • 1997 – França (vice-campeã Holanda)
  • 1998 – Espanha (vice-campeã Suíça)
  • 1999 – Estados Unidos (vice-campeã Rússia)
  • 2000 – Estados Unidos (vice-campeã Espanha)
  • 2001 – Bélgica (vice-campeã Rússia)
  • 2002 – Eslováquia (vice-campeã Espanha)
  • 2003 – França (vice-campeões Estados Unidos)
  • 2004 – Rússia (vice-campeã França)
  • 2005 – Rússia (vice-campeã França)
  • 2006 – Itália (vice-campeã Bélgica)
  • 2007 – Rússia (vice-campeã Itália)
  • 2008 – Rússia (vice-campeã Espanha)
  • 2009 – Itália (vice-campeões Estados Unidos)
  • 2010 – Itália (vice-campeões Estados Unidos)
  • 2011 – República Tcheca (vice-campeã Rússia)
  • 2012 – República Tcheca (vice-campeã Sérvia)
  • 2013 – Itália (vice-campeã Rússia)
  • 2014 – República Tcheca (vice-campeã Alemanha)
  • 2015 – República Tcheca (vice-campeã Rússia)
  • 2016 – República Tcheca (vice-campeã França)
  • 2017 – Estados Unidos (vice-campeão Belarus)
  • 2018 – República Tcheca (vice-campeões Estados Unidos)
  • 2019 – França (vice-campeã Austrália)
  • 2020-21 – Rússia (vice-campeã Suíça)
  • 2022 – Suíça (vice-campeã Austrália)

Depois de conferir os países com mais títulos, veja também quem são as jogadoras com mais conquistas da BJK Cup!

Jogadoras com mais títulos da BJK Cup

Chris Evert maior campeã da Fed Cup
Chris Evert (quarta da esquerda para a direita) é a maior campeã da história da BJK Cup, com 8 títulos em 9 finais
  • Chris Evert (EUA) – 8 títulos
  • Billie Jean King (EUA) – 7 títulos
  • Rosie Casals (EUA) – 6 títulos
  • Petra Kvitova (CZE) – 6 títulos
  • Conchita Martinez (ESP) – 5 títulos
  • Arantxa Sanchez Vicario (ESP) – 5 títulos
  • Flavia Pennetta (ITA) – 4 títulos
  • Margaret Court (AUS) – 4 títulos
  • Zina Garrison (EUA) – 4 títulos
  • Martina Navratilova (TCH/EUA) – 4 títulos
  • Virginia Ruano Pascual (ESP) – 4 títulos
  • Lucie Safarova (CZE) – 4 títulos
  • Helena Sukova (TCH) – 4 títulos
  • Roberta Vinci (ITA) – 4 títulos

Vá além do mundo do Tênis! Confira também nossos outros conteúdos:

Recordes e curiosidades da BJK Cup

  • Maior sequência de confrontos vencidos por um país: 37, pelos Estados Unidos, entre 1976 e 1983
  • Maior série de vitórias de um país: 64 jogos, dos Estados Unidos, entre 1978 e 1983
  • Jogadora com mais vitórias na história da BJK Cup: Arantxa Sánchez Vicario, da Espanha, com 72 vitórias
  • Jogadora com mais vitórias em simples na história da BJK Cup: Arantxa Sánchez Vicario, da Espanha, com 50 vitórias
  • Jogadora com mais vitórias em duplas na história da BJK Cup: Larisa Savchenko, da Letônia, com 38 vitórias
  • Dupla com mais vitórias na história da BJK Cup: Arantxa Sánchez Vicario e Conchita Martínez, da Espanha, com 18 vitórias
  • Jogadora com mais confrontos disputados na história da BJK Cup: Anne Kremer, de Luxemburgo, com 74 confrontos
  • Jogadoras com maior invencibilidade em simples na BJK Cup: Margaret Court, da Austrália, e Martina Navratilova, da Tchecoslováquia e dos Estados Unidos, ambas com 20 vitórias e nenhuma derrota
  • Jogadora com maior invencibilidade em duplas na BJK Cup: Angelique Widjaja, da Indonésia, com 16 vitórias e nenhuma derrota
  • Jogadora com mais vitórias consecutivas em simples na história da BJK Cup: Chris Evert, dos Estados Unidos, com 29 vitórias
  • Jogadora com mais vitórias consecutivas em simples e duplas na história da BJK Cup: Martina Navratilova, da Tchecoslováquia e dos Estados Unidos, com 40 vitórias
  • Dupla com mais vitórias consecutivas na história da BJK Cup: Arantxa Sánchez Vicario e Conchita Martínez, da Espanha, com 16 vitórias
  • Tenista mais jovem a jogar na história da BJK Cup: Denise Panagopoulou, da Grécia, com 12 anos e 360 dias
  • Tenista mais velha a jogar da história da BJK Cup: Gill Butterfield, de Bermuda, com 52 anos e 162 dias

Agora que você sabe tudo sobre a BJK Cup, não perca tempo e fique expert em outras importantes competições de tênis:

*Última atualização em 18 de abril de 2023