Engana-se quem pensa que a Copa Davis é a única competição entre países no tênis. A ATP Cup surgiu em 2020 para ser mais uma espécie de Copa do Mundo entre tenistas. 

A competição teve três edições, 2020, 2021 e 2022. Após isso ela foi cancelada e substituída pela United Cup, um torneio de equipes mistas.

Aqui, contaremos todos os detalhes do regulamento ATP Cup e destacar seus vencedores. Vamos lá!

O que é a ATP Cup?

Sérvia campeã da ATP Cup em 2020
Sérvia é a primeira campeã da história da ATP Cup

A ATP Cup surgiu em 2020 para ser mais uma competição entre países no tênis. Ela foi um torneio anual, com a participação de 24 nações, na primeira edição. Nas duas últimas foram 12 e 16 equipes. Em 2020  a premiação foi de US$ 15 milhões, e os vencedores podem somar até 750 pontos no ranking de simples da ATP e 250 pontos no ranking de duplas. Em 2021 e 2022 o prêmio foi de US$ 7,5 milhões e US$ 10 milhões, respectivamente.

A competição é organizada em conjunto pela ATP e a Tennis Australia. 

A ATP Cup abre a temporada do tênis, começando na sexta-feira anterior à semana 1 do calendário. São 10 dias de duração, com a final sendo disputada no domingo seguinte.

A primeira fase é disputada em grupos distribuídos por três cidades australianas: Perth, Brisbane e Sydney.

São seis dias de disputas dentro dos grupos, até a classificação de oito finalistas que avançam para confrontos eliminatórios, todos disputados apenas em Sydney. Em 2021 e 2022 foram quatro equipes na fase eliminatória.

Quer entender melhor como funciona a ATP Cup? A seguir, explicamos como é o regulamento do torneio. Confira!

Como funciona a ATP Cup?

Alemanha de Alexander Zverev e Boris Becker na ATP Cup
Alemanha de Alexander Zverev foi capitaneada por Boris Becker na ATP Cup de 2020

Inicialmente, os 24 países participantes da ATP Cup são divididos em seis grupos de quatro. Mas, nas duas últimas edições foram 12 e 16 países divididos em três e quatro grupos, respectivamente. 

Todos os países se enfrentam dentro dos grupos em confrontos de três jogos: dois duelos de simples e um de duplas.

As partidas de simples são disputadas em três sets e com tie-breaks, enquanto os jogos de duplas acontecem no formato sem vantagem e com um match-tiebreak no terceiro set.

Em todos os duelos do torneio, há uma ordem definida de jogos:

  • O primeiro jogo de simples será entre os segundos melhores tenistas dos dois países;
  • A segunda partida de simples envolve os dois tenistas que são o número 1 de seus países;
  • A partida de duplas encerra o confronto e é disputada mesmo se um país já tiver vencido os dois jogos de simples.

As colocações no ranking de simples da ATP devem ser respeitadas. O jogador número 1 de um país não pode enfrentar o número 2 de outro.

A definição dos duplistas é responsabilidade do capitão da equipe. Assim, um tenista que disputa uma partida de simples pode jogar também o jogo de duplas.

Os três jogos que compõem um confronto são disputados todos no mesmo dia. O país que vencer ao menos duas partidas será o vencedor.

Dessa forma, os seis vencedores de cada grupo, além dos dois melhores segundos colocados, avançam para as quartas de final. A saber, em 2021, os três vencedores de grupo mais o melhor segundo avançaram para a semifinal. Já em 2022 os quatro vencedores de grupos avançaram para a semifinal.

Os confrontos eliminatórios seguem nas semifinais e na final, em que será decidido o grande campeão da ATP Cup.

Afinal, quem se classifica para a disputa da ATP Cup? A resposta para essa pergunta vem logo abaixo!

Como funciona a classificação para a ATP Cup?

Equipe da Austrália na ATP Cup
Como anfitriã, equipe da Austrália recebeu convite para a ATP Cup

Para participar da ATP Cup, um país precisa ter ao menos três tenistas ranqueados na ATP, sendo que dois deles precisam ter pontos no ranking de simples.

Um país pode ter uma equipe de até cinco tenistas. Se esse for o caso, pelo menos três dos cinco tenistas devem estar ranqueados na ATP. Caso o time tenha menos de cinco jogadores, segue a regra de pelo menos dois com pontuações no ranking de simples.

Para a definição dos participantes da ATP, o ranking de simples é usado como referência. 

Na data do prazo final de inscrição (na 52ª semana da temporada), são selecionados os 18 países mais bem representados na lista de melhores tenistas do mundo. 

Ou seja, a partir do ranking da ATP na data de inscrição, são selecionadas 18 nações levando em consideração a colocação dos melhores atletas de cada país em simples. Automaticamente, o segundo melhor tenista de cada país também se classifica para compor a equipe de sua nação.

Em 2020, a Austrália não estava na lista de 18 melhores e, por ser país-sede, recebeu um convite para a competição.

Os outros cinco participantes são definidos de acordo com as mesmas regras no segundo prazo de inscrição. 

Se um jogador número 1 de um país desistir após o primeiro prazo de inscrição, a equipe é retirada dos 18 primeiros, a menos que o ranking do jogador nº 2 ainda a qualifique no corte original. Caso isso não aconteça, o país será substituído em seu grupo específico pelo país mais bem colocado na lista da ATP Cup.

Mesmo que um tenista perca posições no ranking da ATP e esteja fora das melhores colocações no segundo prazo de inscrição, ele seguirá elegível para a disputa do torneio.

A organização da ATP Cup ressalta que um atleta poderá disputar a competição somente por um país ao longo de toda a sua carreira, mesmo se trocar de nacionalidade.

Lista de participantes da primeira edição da ATP Cup

  • África do Sul
  • Alemanha
  • Argentina
  • Austrália
  • Áustria
  • Bélgica
  • Bulgária
  • Canadá
  • Chile
  • Croácia
  • Espanha
  • Estados Unidos
  • França
  • Geórgia
  • Grã-Bretanha
  • Grécia
  • Itália
  • Japão
  • Moldávia
  • Noruega
  • Polônia
  • Rússia
  • Sérvia
  • Uruguai

Lista de participantes da segunda edição da ATP Cup

  • Alemanha
  • Argentina
  • Austrália
  • Áustria
  • Canadá
  • Espanha
  • França
  • Grécia
  • Itália
  • Japão
  • Rússia
  • Sérvia

Lista de participantes da terceira edição da ATP Cup

  • Alemanha
  • Argentina
  • Austrália
  • Canadá
  • Chile
  • Espanha
  • Estados Unidos
  • França
  • Geórgia
  • Grã-Bretanha
  • Grécia
  • Itália
  • Noruega
  • Polônia
  • Rússia
  • Sérvia

Vá além do Tênis! Confira também:

Quais são as premiações e as pontuações da ATP Cup?

Pontuação na ATP Cup
Jogadores recebem pontos a cada vitória na ATP Cup, mas triunfos sobre tenistas bem colocados valem mais

Um tenista que for campeão da ATP Cup de forma invicta pode somar até 750 pontos para o ranking de simples da ATP. Já em duplas, um campeão invicto leva 250 pontos.

Todos os jogos da ATP Cup valem pontos para o ranking. Contudo, as pontuações levam em consideração a colocação do tenista adversário. Vitórias sobre tenistas mais bem colocados valem mais.

Essa regra é válida para simples. Em duplas, todas as vitórias rendem a mesma pontuação para os duplistas.

A ATP considerará a ATP Cup como um torneio adicional na pontuação dos tenistas em seu ranking.

A premiação da ATP Cup foi de US$ 15 milhões, US$ 7,5 milhões e US$ 10 milhões, nos três anos disputados respectivamente. Ela é dividida entre um valor por participação, uma parte para vitórias individuais e outra para vitórias nos confrontos entre países.

Vencedores da ATP Cup

  • 2020: Sérvia
Equipe da Sérvia primeira campeã da ATP Cup
Equipe da Sérvia foi a primeira campeã da ATP Cup ao vencer a Espanha

A Sérvia foi a campeã da primeira edição da ATP Cup. Na final, a equipe liderada por Novak Djokovic venceu a Espanha, de Rafael Nadal, por 2 a 1.

Nos jogos de simples, Roberto Bautista-Agut venceu Dusan Lajovic, 7\5 e 6\1, e  enquanto Djokovic derrotou Nadal, 6\2 e 7\6 (4) .

Na partida decisiva de duplas, Novak Djokovic e Victor Troicki garantiram o título para a Sérvia ao vencerem Feliciano Lopez e Pablo Carreno-Busta, 6\3 e 6\4.

  • 2021: Rússia

A Rússia foi a campeã da segunda edição da ATP Cup. Na final, a equipe liderada por Daniil Medvedev venceu a Itália, de Matteo Berrettini, por 2 a 0.

Nos jogos de simples, Andrey Rublev venceu Fabio Fognini, 6\1 e 6\2. Por sua vez Medvedev derrotou Berrettini, por 6\4 e 6\2. A partida de duplas não foi disputada. 

  • 2022: Canadá

A equipe canadense foi a campeã da última edição da ATP Cup. Na final, a equipe liderada por Félix Auger-Aliassime venceu a Espanha, de Roberto Bautista-Agut, por 2 a 0.

Nos jogos de simples, Auger-Aliassime venceu Bautista-Agut, 7\6 (3) e 6\3. Enquanto Denis Shapovalov derrotou Pablo Carreño-Busta, por 6\4 e 6\3. A partida de duplas não foi disputada.

Aproveite para alimentar seu conhecimento sobre tênis com outros conteúdos:

*Última atualização em 27 de março de 2023