A história de Tatiana Weston-Webb, surfista gaúcha que irá à Olimpíada de Tóquio. Veja como ela começou no surf e suas conquistas

Nos últimos anos, é provável que você tenha visto que os surfistas brasileiros Gabriel Medina, Adriano de Souza e Ítalo Ferreira foram campeões mundiais. Mas você sabe quem representará o Brasil no surf feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio?

Se sua resposta foi Tatiana Weston-Webb, acertou em cheio!

Porto-alegrense, filha de um inglês e uma brasileira, ela construiu praticamente toda a sua vida no Havaí. 

A história de Tatiana Weston-Webb virou até reality show. E, em 2020, terá um capítulo especial: a participação na primeira edição do surf em Olimpíadas.

Fique com a gente para saber como ela chegou até lá, conhecer todas as suas conquistas e os detalhes de sua trajetória!

Quem é Tatiana Weston-Webb?

Quem é Tatiana Weston-Webb?
Tatiana Weston-Webb foi a primeira brasileira a assegurar vagas do surf em Olimpíadas

Tatiana Weston-Webb é uma surfista profissional. Ela nasceu em Porto Alegre, em 9 de maio de 1996. Filha de mãe brasileira e pai inglês, mudou-se para o Havaí com a família com apenas duas semanas de vida.

Com dupla nacionalidade, Tatiana Weston-Webb decidiu, em 2018, que competiria pelo Brasil. Sexta colocada no WCT (Circuito Mundial de Surf) em 2019, ela conquistou o direito de representar o país na Olimpíada de Tóquio, em 2020.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Hoje estou animada em anunciar que, seguindo em frente, estarei representando o Brasil tanto no WSL Championship Tour quanto na preparação para os Jogos Olímpicos de 2020 em Tóquio. Esta é uma decisão importante para mim e sobre a qual estou muito empolgada. A maioria das pessoas não sabem que meu pai é da Inglaterra e minha mãe é do Brasil. Me sinto verdadeiramente abençoada por ter sido criada na linda ilha do Kauai – tanto a comunidade quanto as ondas tiveram um papel importante na formação de quem eu sou como surfista e como pessoa. Eu sou muito grato por isso, mas como todos vocês sabem. O Brasil é o país a onde nasci e sempre fez parte de quem eu sou e, recentemente, fui abordada pela Confederação Brasileira de Surf e pelo Comitê Olímpico Brasileiro, com a oportunidade de representar o Brasil. Sempre foi um sonho meu competir nas Olimpíadas e quando o surfe foi anunciado como um esporte olímpico oficial, eu sabia que meu sonho tinha uma chance de se tornar realidade. O Brasil possui grande parte do meu coração. Eu tenho família, amigos e uma quantidade incrível de apoio lá. É um lugar que sempre me fez sentir em casa. Estou muito orgulhosa de representar um país tão incrível com tanta paixão e dedicação pelo nosso esporte. Embora essa mudança me dê a oportunidade de representar o Brasil em 2020, todas as vagas têm que ser conquistadas e eu vou tentar o meu melhor para me qualificar como um dos poucos surfistas capazes de representar seus países nas Olimpíadas. Eu me considero muito feliz por ter o apoio dos fãs do Havaí, do Brasil e do mundo. Obrigada a todos por entender, respeitar e apoiar minha decisão. So today I’m excited to announce that, moving forward, I will be representing Brasil on both the WSL Championship Tour as well as in preparation for the 2020 Olympic Games in Tokyo. This is a major decision for me and one that I’m really excited about. Most folks aren’t aware that my Dad is originally from England and my Mom is originally from Brasil. Brasil is where I was born, but I feel truly blessed to have been raised on beautiful Kauai – both the community and (please read the rest below)

Uma publicação compartilhada por Tatiana Weston-Webb (@tatiwest) em

A surfista gaúcha faz parte da elite do surf mundial desde 2015, depois de ser bicampeã do Campeonato Mundial Júnior da International Surfing Association (ISA).

Na sua primeira temporada na World Surf League (WSL), ela recebeu o prêmio de Rookie of the Year, ou Novata do Ano. Desde então, Tatiana sempre se manteve no Top 10 da WSL.

Saiba, a seguir, como a história da “havaiana-gaúcha” começou!

Vá além do Surf! Confira também conteúdos de outros esportes:

Como Tatiana Weston-Webb começou no surf?

Família de Tatiana Weston-Webb
Tatiana é filha de uma bodyboarder e um surfista. O irmão mais velho também surfa

Tatiana Weston-Webb começou a surfar graças à influência de seus pais e de seu irmão. Ela é filha da bodyboarder gaúcha Tanira Guimarães e do surfista Doug Weston-Webb, inglês criado nos Estados Unidos.

No início, a mãe de Tatiana queria que ela seguisse seus passos no bodyboard, mas a influência do irmão Tony, três anos mais velho, foi um empurrão para o surf.  

Aos 8 anos, ela ganhou sua primeira prancha e começou a pegar ondas no Havaí. Cinco anos depois, tornou-se campeã nacional nos Estados Unidos pela primeira vez.

A família de Tatiana mora em Kauai, uma das ilhas do arquipélago havaiano. Quando ela começou no esporte, grandes surfistas locais serviam de inspiração para os iniciantes, especialmente o tricampeão mundial Andy Irons.

Seguindo os passos dos ídolos havaianos, Tati chegou à primeira divisão do surf feminino em 2015. Na sua temporada de estreia na WSL, conquistou um segundo lugar, dois terceiros e um quinto. Os bons resultados renderam a ela o prêmio de Novata do Ano.


Foi em 2016 que Tatiana Weston-Webb conquistou sua primeira etapa na WSL. Ela venceu o Vans US Open of Surfing. 

Relembre, a seguir, os títulos e melhores resultados da brasileira na elite do surf mundial!

Títulos e principais resultados de Tatiana Weston-Webb

Títulos de Tatiana Weston-Webb
Tatiana Weston-Webb e Filipe Toledo conquistaram o US Open of Surfing de 2016

2015 – 7º lugar na WSL

  • Terceiro lugar no Roxy Pro Gold Coast
  • Terceiro lugar no Cascais Women’s Pro
  • Segundo lugar no Roxy Pro France

2016 – 4º lugar na WSL

  • Terceiro lugar no Rip Curl Women’s Pro Bells Beach
  • Terceiro lugar no Drug Aware Margaret River Pro
  • Vencedora do US Open of Surfing
  • Terceiro lugar no Roxy Pro France

2017 – 10º lugar na WSL

  • Segundo lugar no Outerknown Fiji Women’s Pro
  • Segundo lugar no Vans US Open of Surfing – Women’s CT

2018 – 4º lugar na WSL

  • Segundo lugar no Rip Curl Women’s Pro Bells Beach
  • Terceiro lugar no Oi Rio Women’s Pro
  • Terceiro lugar no Corona Bali Protected – Women’s
  • Segundo lugar no Uluwatu CT – Women’s
  • Terceiro lugar no Corona Open J-Bay – Women’s

2019 – 6º lugar na WSL

  • Segundo lugar no Margaret River Pro
  • Terceiro lugar no MEO Rip Curl Pro Portugal
  • Terceiro lugar no lululemon Maui Pro

Para conferir todos os resultados da carreira de Tatiana Weston-Webb na WSL, consulte a página dela no site da liga.

Tem alguma dúvida sobre como funciona a elite do surf mundial? Confira o Guia da WSL!

Curiosidades sobre Tatiana Weston-Webb

Curiosidades sobre Tatiana Weston-Webb
Tatiana Weston-Webb namora o surfista brasileiro Jessé Mendes
  • Aos 11 anos, Tatiana Weston-Webb foi dublê no filme Soul Surfer. A produção conta a história de Bethany Hamilton, surfista que perdeu o braço esquerdo devido a um ataque de tubarão.
  • A série “Tatiana Weston-Webb” acompanha a rotina da surfista brasileira, seus treinamentos, viagens e competições. Em 2019, o canal Off exibiu a quarta temporada da série.
  • Tatiana é namorada do surfista brasileiro Jessé Mendes, que disputa a WSL. 
  • Por ter nascido em Porto Alegre e viver no Havaí desde suas primeiras semanas de vida, Tatiana recebeu o apelido de Havaiucha. 
  • A brasileira é goofy. Ou seja, surfa com o pé direito na frente.
  • Tatiana Weston-Webb tem 1,62m de altura e pesa 58kg, de acordo com os dados da WSL.
  • Desde pequena, ela mora em Kauai, uma das ilhas do arquipélago havaiano.
  • Tatiana tem os patrocínios da Oi, da TCL e das Havaianas.
  • O perfil oficial dela no Instagram, @tatiwest, conta com mais de 472 mil seguidores.

Tatiana Weston-Webb foi a primeira brasileira na história do surf para os Jogos Olímpicos. Em Tóquio 2020, ela representará o país como os campeões mundiais Gabriel Medina e Ítalo Ferreira — ao todo, o país tem direito a quatro vagas, duas no masculino e duas no feminino.

Enquanto aguardamos para ficar na torcida por ela e os outros brasileiros, aproveite para aumentar seu conhecimento sobre surf:

*Última atualização em 6 de fevereiro de 2020

Comentários

Salvar
19 Compart.
Compartilhar2
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin17