Jack Robinson é uma das maiores promessas do Surf australiano, nascido no dia 27 de dezembro de 1997, o  jovem vem se consolidando cada vez mais na elite mundial.

Juntamente com Ethan Ewing, Jack é uma das grandes esperanças dos australianos voltarem a ter um campeão mundial no surf, feito que não acontece desde 2013, quando Mick Fanning ergueu seu último e terceiro troféu.

Quem é Jack Robinson?

Jack Robinson: biografia, títulos e curiosidades no surf
WSL/Beatriz Ryder.

Jack Robinson começou sua carreira como surfista muito jovem, local de Margaret River, Austrália. Jack cresceu em uma área conhecida por suas ondas desafiadoras e consistentes, o que naturalmente o levou a se interessar pelo surf desde cedo.

Desde criança, Robinson demonstrou um talento excepcional para surfar em ondas grandes e pesadas, já que tem como seu quintal de casa, Margaret River. Seu estilo e técnica impressionantes nas ondas o destacaram como um surfista promissor.

Aos 12 anos, Robinson já estava surfando ondas poderosas e sendo notado pela comunidade. Sua abordagem destemida e sua capacidade de executar manobras difíceis em condições desafiadoras rapidamente o colocaram no radar dos observadores do esporte.

Trajetória até o circuito mundial

jack robinson
WSL/Tony Heff.

Jack Robinson disputou sua primeira etapa do Qualifying Series em 2014, quando tinha apenas 16 anos anos, o evento ocorreu em Portugal.

Em 2015, correu a temporada toda do QS e ficou longe de uma classificação para o circuito mundial, no entanto, foi um dos convidados para o PipeMasters daquele ano e fez sua estreia na elite, perdendo na repescagem para Adriano de Souza.

Na temporada de 2016, Robinson participou de mais um evento da elite, dessa vez no quintal da sua casa em Margaret River. Já no Qualifying Series, ficou novamente longe de uma vaga no circuito mundial.

No ano de 2017 venceu seu primeiro evento no QS, ganhando o evento em Sunset. No entanto, o australiano deixou a desejar no restante da temporada e mais uma vez ficou de fora do circuito mundial.

Jack Robinson participou de dois eventos na elite do surf mundial em 2018, novamente em Margaret River e o PipeMasters. Nesse meio tempo, o australiano correu o QS e conseguiu mais uma vitória, dessa vez no Heroes de Mayo Iquique Pro.

No entanto, Robinson seguiu a sua sina das últimas temporada e decepcionou mais uma vez no restante do ano, perdendo a sua chance de chegar na elite mundial.

Na temporada de 2019, Jack Robinson garantiu uma vitória no Vans World Cup of Surfing, QS que valeu 10.000 pontos. Neste mesmo ano o australiano ainda venceu mais um evento, o Volcom Pipe Pro. Os resultados garantiram finalmente uma vaga para o jovem no circuito mundial.

Confira outras biografias de surfistas

Jack Robinson no circuito mundial

wsl
WSL/Tony Heff.

Em 2021, Jack Robinson finalmente correu sua primeira temporada no circuito mundial, o começo foi tímido, porém o australiano fechou seu ano de estreia com uma vitória no México, derrotando o brasileiro Deivid Silva na final.

O fim da temporada já mostrava que Robinson tinha muito potencial. Dessa forma, o australiano deu um passo a mais no ano de 2022 e venceu dois eventos consecutivos, o primeiro em Margaret River, sua casa e em seguida em G-Land.

Na mesma temporada ainda fez duas semifinais e uma final, perdida diante seu compatriota Ethan Ewing em J-Bay.

Os ótimos resultados garantiram Jack Robinson como segundo melhor surfista no ranking, chegando até o evento decisivo em Trestles. Nos Finals, acabou derrotado por Italo Ferreira, terminando como terceiro melhor surfista do mundo em 2022.

Temporada de 2023 de Jack Robinson

Jack Robinson: biografia, títulos e curiosidades no surf
WSL/Beatriz Ryder

Jack Robinson voltou com tudo para a nova temporada, o australiano venceu o primeiro evento de 2023, superando Leonardo Fioravanti na final em Pipeline.

Em seguida, deu sequência na ótima fase e perdeu nas semifinais em Sunset e na final em Portugal, conseguindo assim uma terceira e segunda colocação, assumindo a liderança do ranking da WSL.

Na quarta etapa em Bells Beach, Robinson se machucou e acabou eliminado na fase de repescagem. A lesão prejudicou Jack, que acabou ficando fora do evento de Margaret River, no quintal de sua casa.

O australiano retornou ao tour na sexta etapa, o Surf Ranch. Porém, em uma longa e cansativa onda, Jack não conseguiu desempenhar seu melhor surf e terminou com uma décima sétima colocação.

Os resultados ruins se repetiram em El Salvador e Saquarema, quando Robinson perdeu na fase de repescagem nos dois eventos. O desempenho negativo fez Jack desabar no ranking da WSL.

Até esse momento, parecia que Jack Robinson não tinha se recuperado de sua lesão em Bells Beach. O australiano voltou a conseguir um bom resultado em J-Bay, quando perdeu nas quartas de final.

Jack chegou em Teahupo’o precisando vencer o evento e torcer contra Yago Dora, Gabriel Medina e John John Florence. No seu caminho na competição, o australiano superou Dora nas quartas de final em um lado chave.

Do outro lado, Medina superou John John Florence e seguiu trilhando seu caminho até a decisão do evento. Na final, Jack venceu Gabriel e garantiu sua vaga na WSL Finals.

Jack Robinson chegou empolgado para o WSL Finals e também como favorito diante de João Chianca na primeira bateria do evento decisivo.

No entanto, Robinson não conseguiu executar seu melhor surf na bateria e foi superado por uma performance avassaladora de João Chianca. Dessa forma, Jack terminou a temporada de 2023 como quinto melhor surfista do mundo.

Temporada de 2024

Jack Robinson teve um início ruim na primeira etapa de 2024. Em Pipeline, Jack era o atual campeão do evento e terminou eliminado de forma precoce na terceiro round.

Já no segundo evento do ano em Sunset Beach, o australiano quebrou a banca. Robinson fez chover no dia das finais com um surf incrível e garantiu o título da etapa no Havaí derrotando Kanoa Igarashi.

Características do Surf de Jack Robinson

Jack Robinson: biografia, títulos e curiosidades no surf
WSL/Matt Dunbar.

De fato, Jack Robinson cresceu nas pesadas ondas de Margaret River. Assim, o australiano é um especialista em mares grandes e também tem um exímio talento para pegar tubo, em 2023, o Aussie venceu os dois eventos tubulares da temporada, em Pipe e Teahupo’o.

Além disso, Robinson também consegue executar aéreos e manobras fortes, sendo um surfista completo e uma grande ameaça ao domínio dos brasileiros no circuito mundial.

Relação com o Brasil

Jack Robinson: biografia, títulos e curiosidades no surf
Jack Robinson e Leandro Dora, seu treinador. WSL/Beatriz Ryder.

O australiano tem uma conexão muito forte com o Brasil. Primeiramente, seu treinador é brasileiro, se trata de Leandro Dora, ‘o Grilo‘, pai do surfista Yago Dora que também compete na WSL.

Jack Robinson também é casado com uma brasileira, trata-se da surfista e também modelo profissional, Júlia Muniz. O convívio com a esposa e com o treinador tem sido importante para que o surfista fale o português.

Após a disputa em Portugal em 2023, o surfista aproveitou o momento e brincou com a torcida presente na praia para treinar um pouco o português. Como resultado, a galera gostou bastante.

 Em 2023, a esposa brasileira de Jack Robinson anunciou que o casal espera seu primeiro filho.

Títulos de Jack Robinson

Jack Robinson: biografia, títulos e curiosidades no surf
WSL/Beatriz Ryder.

Jack Robinson venceu seu primeiro título no circuito mundial em 2021 diante do brasileiro Deivid Silva, confira as outras vitórias do Aussie.

  • 2017 – Sunset Open, QS;
  • 2018 – Heroes de Mayo Iquique Pro, QS;
  • 2019 – Vans World Cup of Surfing, QS;
  • 2019 – Volcom Pipe Pro, QS;
  • 2021 – Corona Open México;
  • 2022 – Margaret River;
  • 2022 – G-Land;
  • 2023 – Pipeline;
  • 2023 – Teahupo’o;
  • 2024 – Sunset Beach.

Confira outros textos sobre surf