Yasmin Neves, de 17 anos de idade, sonha em se tornar uma competidora da elite mundial no surf e, para isso, talento e comprometimento não vão faltar. Além disso, a surfista conta que começou a surfar dentro da barriga de sua mãe. Confira a entrevista exclusiva para o Esportelândia.

Surfo desde quando estava na barriga da minha mãe, mas acredito que minhas primeiras ondas de verdade (remando e subindo na prancha sozinha) foram aos 4 ou 5 anos, não me recordo”, diz Yasmin.

Foto: Arquivo pessoal/Yasmin Neves

Com problemas de saúde, o pai de Yasmin, quando pequeno, se mudou para o litoral para ter uma melhor qualidade de vida. Além disso, ele se apaixonou pelo lugar ao decorrer dos anos e se profissionalizou. Além disso, foi duas vezes vice-campeão brasileiro pelo profissional, fazendo sua carreira no surf. Hoje em dia, está como Presidente da Federação de Surf do Estado de São Paulo.

Já para sua mãe, o mar entrou em sua vida porque sua família sempre ia para a praia. No entanto, não tinha contato com o surf. Ela se apaixonou pelo prazer de deslizar pelas ondas e mudou de vida indo de São Paulo para a praia definitivamente. Sendo assim, com seus pais tendo um estilo de vida que prioriza o surf, ficou mais fácil seu ingresso no esporte.

Mas só me apaixonei de fato pela modalidade aos 12 anos. Assim, desde então não parei mais. Talvez seja a influência da genética, já que foi algo que sempre senti, mas que foi despertando com o tempo e pelas minhas vontades”, disse Neves.

O interesse de Yasmin pelo surf aumentou

Com o passar dos dias, a procura do surf vem aumentando. Isso, segundo a Yasmin, foi após o primeiro título mundial de Gabriel Medina, em 2014. Após este momento, o surf passa a ganhar mais visibilidade e notoriedade. Além disso, a surfista conta que o surf feminino vem se destacando ano após ano.

Um grande avanço que tivemos nesta modalidade foi quando a WSL (World Surf League) igualou os prêmios das categorias feminina e masculina. Ainda temos muito o que evoluir, mas sinto que essa nova geração vem muito forte e para ficar, além do mercado, que eu acredito ser tão forte quanto o masculino”.

Objetivo pessoal de Yasmin no surf

Conforme foram se passando os anos, meu objetivo não é somente ganhar um título mundial. Assim como de todo o surfista, é entrar para a elite do surf mundial e conquistar o maior título. Meu grande propósito é de levar mensagem para o mundo que é a paixão verdadeira que o surf desperta na vida. Além disso, sua verdadeira essência que é a diversão e contato com a natureza, valorização e respeito do histórico de surfistas antigos, pegar altas ondas e tubos, conhecer vários lugares e culturas, onde, ao mesmo tempo que irei aprender, irei levar novos conhecimentos, e viver do que eu amo fazer, que é surfar”.

Treinamentos para as etapas

Você precisa ter o máximo de condicionamento físico. Do mesmo modo, nas atividades dentro d’água, procuro surfar todos os dias. Principalmente em diversas condições e procurando acertar a leitura das ondas aliado e com realização de manobras fortes, além de simulações de competição (baterias).

Enquanto isso, nos treinamento fora d’água, procuro potencializar ao máximo meus treinos com força e movimentos que são usados para o surf, com minha preparadora física Stael (@stael_fit). Além disso, também trabalho minha parte mental com exercícios de meditação”, Yasmin relata que os treinamento para competições constituem com atividades dentro e fora d’água.

Maiores referências de Yasmin no esporte

Tenho como minhas maiores referências do surf são Layne Beachley e Andy IronsA primeira tem uma trajetória brilhante, pois sua história é de muita superação, quando o surf ainda era um esporte muito machista. Neste ambiente, ela teve que enfrentar o preconceito de ser uma mulher surfista e, por conta de todo esse esforço, foi sete vezes campeã mundialJá Andy Irons é minha referência por seu surf muito forte, moderno e, sem dúvidas, único. Desde pequena assisto seus vídeos para inspirar minhas sessões de surf”.

Foto Destaque: Arquivo Pessoal/Yasmin Neves