Carissa Kainani Moore, nascida em 27 de agosto de 1992, em Honolulu, Havaí, é uma verdadeira lenda do surfe feminino.

Desde muito jovem, Moore foi cativada pelo oceano, uma paixão transmitida por seu pai, Chris, um exímio nadador de águas abertas.

A surfista havaiana é uma das melhores de todos os tempos, com cinco títulos mundiais conquistados, (2011, 2013, 2015, 2019 e 2021).

Quem é Carissa Moore

palpite wsl sunset beach
Brent Bielmann/World Surf League

Aos cinco anos, Carissa Moore já deslizava pelas ondas nas praias de Waikiki, marcando o início de uma jornada vencedora no mundo do surfe.

Sua determinação e talento inquestionáveis logo se tornaram evidentes. Aos 11 anos, ela já conquistava vitórias em competições juniores da National Scholastic Surfing Association.

Ao longo dos anos, Moore acumulou um recorde impressionante de 11 títulos amadores da NSSA e, aos 16 anos, fez história ao se tornar a mais jovem campeã em um evento da Tríplice Coroa do Surfe, vencendo o Reef Hawaiian Pro.

Trajetória no circuito mundial e títulos mundiais

carissa moore
Tony Heff/WSL.

A partir de 2010 que Moore ascendeu ao cenário internacional, qualificando-se para o prestigiado ASP (atual World Surf League) Championship Tour.

Nesse mesmo ano, ela surpreendeu ao vencer duas importantes competições, terminando em terceiro lugar no geral e sendo nomeada Estreante do Ano.

Carissa não parou de brilhar nos anos seguintes. Em 2011, aos 18 anos, a havaiana fez história ao se tornar a pessoa mais jovem a conquistar um título mundial de surfe, desbancando a tetracampeã Stephanie Gilmore.

Em 2013, repetiu o feito e levou o título após conquistar quatro eventos na temporada (Margaret River, Bells Beach, US Open e Cascais Girls Pro).

O terceiro título mundial de Carissa chegou em 2015, em mais um ano com quatro etapas vencidas (Gold Coast, Bells Beach, Swatch Womem’s Pro e Target Maui Pro).

Depois de um hiato de quatro anos, Carissa Moore retornou ao topo do mundo para seu quarto título mundial em 2019, vencendo dois eventos cruciais na temporada, Jeffreys Bay e Roxy Pro France.

Confira outras biografias de surfistas

Medalha de ouro nas Olimpíadas

Carissa Moore: história, títulos, curiosidades no surf e pausa na carreira
Icon Sport

Nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020, adiados para 2021 devido à pandemia, Carissa fez história ao se tornar a primeira mulher a conquistar uma medalha de ouro olímpica no surfe.

Quinto título mundial e derrotas consecutivas no WSL Finals

Após a pandemia de 2020, o circuito mundial retornou em 2021 com um novo formato de disputas, dessa vez com a introdução do WSL Finals.

Dessa forma, os surfistas somam pontos durante toda a temporada para no fim decidirem o campeão mundial em um único evento.

Carissa Moore dominou a temporada de 2021 e chegou em Trestles (casa do Finals) como líder do ranking e grande favorita. Na ocasião, a havaiana superou a brasileira Tatiana Weston-Webb e levou seu quinto título mundial.

Nas duas temporadas seguintes, a história de dominância de Carissa durante o ano se repetiu e a havaiana chegou como primeira colocada do ranking. No entanto, em 2022 acabou superada por Stephanie Gilmore em uma campanha épica saindo do quinto lugar.

Já em 2023, outra derrota complicada, dessa vez diante de Caroline Marks. Após a perca de mais um título mundial, muitos questionaram a WSL sobre a justiça do novo formato.

Pausa na carreira em 2024

Com 31 anos, Carissa anunciou que não vai disputar o circuito mundial completo de 2024. A pentacampeã mundial deve competir apenas nos eventos de Pipeline e Teahupo’o.

Além disso, a havaiana vai participar das Olimpíadas, que também acontecem em Teahupo’o.

Características e estilo de surf de Carissa Moore

meo pro portugal
Damien Poullenot/World Surf League

Carissa Moore é extremamente versátil em várias condições de ondas e tipos de prancha. A havaiana se adapta bem a diferentes estilos de ondas, desde ondas pequenas até grandes, o que a torna uma competidora poderosa em praticamente qualquer cenário.

Moore também é reconhecida por suas manobras progressivas e inovadoras, incluindo aéreos, rasgadas e batidas, contribuindo para a evolução do surf feminino.

Por fim, Carissa Moore tem um estilo elegante e fluido, combinando graciosidade com agressividade. Sua abordagem é determinada e, ao mesmo tempo, elegante na forma como ataca as ondas.

Títulos de Carissa Moore

Carissa Moore: história, títulos, curiosidades no surf e pausa na carreira
Tony Heff/World Surf League
  • Reef Hawaiian Pro – Ali'i Beach Park, Haleʻiwa, Estados Unidos – WQS (2008)
  • Gidget Pro – Sunset Beach, Estados Unidos – WSL (2009)
  • US Open of Surfing – Huntington Beach, Califórnia, Estados Unidos – WQS (2009)
  • Rip Curl Pro Portugal – Peniche, Portugal – WSL (2010)
  • TSB Bank Women's Surf Festival – Taranaki, Nova Zelândia – WSL (2010)
  • Rip Curl Women's Pro Bells Beach – Bells Beach, Victoria, Austrália – WSL (2011)
  • Commonwealth Bank Beachley Classic – Dee Why, Nova Gales do Sul, Austrália – WSL (2011)
  • Billabong Pro Rio – Rio de Janeiro, Brasil – WSL (2011)
  • Campeã mundial, primeiro título – (2011)
  • US Open of Surfing – Huntington Beach, Califórnia, Estados Unidos – WQS (2013)
  • Cascais Women's Pro – Cascais, Portugal – WSL (2013)
  • Rip Curl Pro – Bells Beach, Victoria, Austrália – WSL (2013)
  • Campeã mundial, segundo título – (2013)
  • Rip Curl Women's Pro Bells Beach – Bells Beach, Victoria, Austrália – WSL (2014)
  • Target Maui Pro – Honolua, Havaí, Estados Unidos – WSL (2014)
  • Rip Curl Pro – Bells Beach, Victoria, Austrália – WSL (2014)
  • Swatch Women's Pro – San Clemente, Califórnia, Estados Unidos – WSL (2015)
  • Roxy Pro Gold Coast – Gold Coast, Queensland, Austrália – WSL (2015)
  • Rip Curl Women's Pro Bells Beach – Bells Beach, Victoria, Austrália – WSL (2015)
  • Target Maui Pro – Honolua, Havaí, Estados Unidos – WSL (2015)
  • Campeã mundial, terceiro título – (2015)
  • Corona Open J-Bay – J-Bay, África do Sul – WSL (2016)
  • Roxy Pro France – Hossegor, Landes, Nouvelle-Aquitaine, França – WSL (2016)
  • Beachwater Maui Pro – Honolua, Havaí, Estados Unidos – WSL (2016)
  • Beachwaver Maui Pro – Honolua, Havaí, Estados Unidos – WSL (2017)
  • Roxy Pro France – Hossegor, França – WSL (2017)
  • Beachwaver Maui Pro – Honolua, Havaí, Estados Unidos – WSL (2018)
  • Surf Ranch Pro – Lemoore, Califórnia, Estados Unidos – WSL (2018)
  • Beachwaver Maui Pro – Honolua, Havaí, Estados Unidos – WSL (2018)
  • Corona Open J-Bay – J-Bay, África do Sul – WSL (2019)
  • Roxy Pro France – Hossegor, Landes, Nouvelle-Aquitaine, França – WSL (2019)
  • Beachwater Maui Pro – Honolua, Havaí, Estados Unidos – WSL (2019)
  • Campeã mundial, quarto título – (2019)
  • Rip Curl Newcastle Cup – Newcastle, Australia –  WSL (2021)
  • Rip Curl WSL Finals – Lower Trestles, San Clemente, Califórnia, Estados Unidos – WSL (2021) Campeã mundial, quinto título
  • Oi Rio Pro – Rio de Janeiro, Brasil – WSL (2022)
  • Billabong Pro Pipeline – Banzai Pipeline, Oahu, Havaí – WSL (2023)
  • Margaret River Pro – Margaret River, Austrália Ocidental, Austrália – WSL (2023)
  • Surf Ranch Pro – Lemoore, Califórnia, Estados Unidos – WSL (2023)

Curiosidades sobre Carissa Moore

palpite wsl sunset beach 2023 carissa moore
Tony Heff/WSL.
  • Tradição Familiar no Surfe: Carissa Moore nasceu em uma família onde o surfe é uma tradição. Seu pai, Chris Moore, era um apaixonado nadador de águas abertas, e ele a introduziu no surfe quando ela tinha apenas quatro anos.
  • Jovem Prodigy: Moore mostrou seu talento excepcional desde cedo. Aos 11 anos, já estava ganhando competições juniores da National Scholastic Surfing Association, um sinal claro de sua futura grandeza no mundo do surfe.
  • Recordista da Tríplice Coroa: Em 2008, com apenas 16 anos, Moore se tornou a vencedora mais jovem de um evento da Tríplice Coroa do Surfe, ao ganhar o Reef Hawaiian Pro. Esse feito impressionante marcou o início de uma carreira brilhante.
  • Pioneira Olímpica: Carissa Moore fez história como a primeira mulher a conquistar uma medalha de ouro olímpica no surfe nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 (realizados em 2021). Ela é uma verdadeira pioneira, abrindo caminho para futuras gerações de surfistas.
  • Títulos em anos ímpares: Curiosamente, Carissa Moore venceu seus cinco títulos mundiais em anos ímpares, 2011, 2013, 2015, 2019 e 2021.
  • Ativista e Filantropa: Além de suas proezas esportivas, Carissa Moore é uma filantropa ativa. Em 2018, ela fundou a Moore Aloha Charitable Foundation, uma organização que utiliza o surfe como ferramenta de união para jovens mulheres, proporcionando oportunidades de desenvolvimento e empoderamento.
  • Homenagens e Reconhecimentos: Carissa Moore recebeu diversos prêmios e honrarias, incluindo ser nomeada Aventureira do Ano pela National Geographic e Mulher do Ano pela revista Glamour. Além disso, foi introduzida no Hall da Fama dos Surfistas e tem um dia dedicado a ela pelo estado do Havaí.
  • Paixão pelo Design de Pranchas: Carissa Moore tem uma afinidade particular com os designs de pranchas criados por Kelly Slater. Ela menciona que adora surfar com esses modelos por causa de suas diferentes formas e alta velocidade, considerando-os ideais para as ondas.

Confira outros textos sobre surf