O terceiro dia do Mundial Pro Junior da WSL foi recheado de grandes atuações dos surfistas brasileiros. Os três representantes caíram na água e tiveram ótimos resultados.

Heitor Mueller, Ryan Kainalo e Léo Casal representaram o Brasil e mostraram um surf poderoso da nova geração da Brazilian Storm.

Surfistas brasileiros quebram na Califórnia

O terceiro dia do Mundial Pro Junior da WSL marcou a fase de oitavas de final entre os homens. Os brasileiros Heitor Mueller, Ryan Kainalo e Léo Casal mostraram muito talento para avançar no torneio.

Heitor Mueller faz chover

Heitor Mueller
Kenny Morris/World Surf League

Em ótimas condições na Califórnia, Heitor Mueller foi o primeiro dos brasileiros a cair na água. O surfista já começou forte com uma note 6.00 para colocar pressão no adversário Shion Crawford.

O havaiano retrucou e chegou a virar a bateria diante de Heitor. No entanto, o brasileiro mostrou recurso e fez uma poderosa onda para arrancar uma nota 9.00 dos juízes.

O resultado garantiu o triunfo de Mueller e sua vaga para às quartas de final. No próximo round, o desafiante será Levi Slawson dos Estados Unidos.

Ryan Kainalo mantém alto nível entre os brasileiros

Ruan Kainalo
Kenny Morris/World Surf League

Em seguida, foi a vez de Ryan Kainalo mostrar todo seu arsenal no confronto diante do sul-africano Luke Thompson.

Kainalo começou abrindo forte com uma nota na casa dos seis pontos. O brasileiro ainda trocou mais duas vezes sua pontuação e fez um 7.50 e 8.33.

Enquanto isso, Thompson fez uma atuação na média e conseguiu duas notas na casa dos seis pontos, insuficientes para garantir uma virada.

O triunfo de Ryan garantiu o segundo brasileiro nas quartas de final, o surfista agora enfrenta o norte-americano Jett Schilling.

Léo Casal fecha com chave de ouro entre os brasileiros

Léo Casal
Kenny Morris/World Surf League

Em uma atuação segura, Léo Casal também iniciou com uma nota na casa dos seis pontos. O brasileiro ainda colocou outra a onda com pontuação semelhante em seu placar.

Enquanto isso, Taj Lindblad não conseguiu mostrar força para virar diante de Casal, o americano terminou com uma onda fraca de 4.33 somada com outra de 6.47, insuficientes para vencer.

Com a vitória, Léo Casal também chega na fase de quartas de final e garante o time masculino do Brasil 100% vivo no Mundial Pro Junior da WSL. O próximo adversário de Casal será Jarvis Earle da Austrália.

Continue no mundo do surf! Confira também nossos outros conteúdos: