Você já viu atletas desafiarem a gravidade e executarem acrobacias de tirar o fôlego em um trampolim gigante? Bem-vindo ao mundo da ginástica de trampolim nas Olimpíadas!

Desde sua estreia em Sydney 2000, a ginástica de trampolim tem chamado a atenção com provas emocionantes, disputadas em altíssimo nível técnico.

A ginástica de trampolim está em ascensão no Brasil, com atletas dedicados e uma comunidade esportiva empenhada no avanço da modalidade.

Com investimentos contínuos e apoio, nosso país tem potencial para brilhar ainda mais no cenário mundial, sabe podendo conquistar uma medalha olímpica inédita.

História da ginástica de trampolim nas Olimpíadas

Ginástica de Trampolim nas Olimpíadas: história e todos os pódios
Ivan Litvinovich disputando a final da ginástica de trampolim nas Olimpíadas de Tóquio – Icon Sport

A ginástica de trampolim, uma categoria da ginástica, é uma modalidade onde os atletas realizam saltos e acrobacias em um trampolim, exibindo habilidade, flexibilidade e controle.

A história da ginástica de trampolim nas Olimpíadas é relativamente recente. Em Sydney 200, a modalidade foi introduzida com competições individuais para homens e mulheres. Na estreia, Alexander Moskalenko e Irina Karavaeva representaram a Rússia de forma espetacular, conquistando as primeiras medalhas de ouro olímpicas.

Desde sua estreia, a ginástica de trampolim tem progredido em cada ciclo olímpico. Os atletas têm elevado consistentemente o padrão técnico e a complexidade das performances.

A competição está ficando cada vez mais acirrada e disputada, com ginastas de todo o mundo se empenhando para aprimorar suas habilidades, buscando assegurar um lugar no pódio olímpico.

Nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que foram realizados em 2021 devido à pandemia de COVID-19, a ginástica de trampolim manteve sua popularidade e o alto padrão técnico dos competidores. Xueying Zhu, representando a China, se destacou ao conquistar a medalha de ouro na competição feminina, reafirmando o domínio chinês no esporte.

Na competição masculina, Ivan Litvinovich, representando a Bielorrússia, superou Dong Dong para assegurar a medalha de ouro. Em um feito inédito, Litvinovich impediu o bicampeonato olímpico do renomado atleta chinês.

Você ama outros esportes além ginástica? Aqui na Esportelândia também falamos sobre:

Os maiores campeões

Ginástica de Trampolim nas Olimpíadas: história e todos os pódios
Xueying Zhu posa com a medalha de ouro após vencer Lingling Liu e Bryony Page em Tóquio 2020 – Icon Sport

A China se destaca como uma potência mundial na ginástica de trampolim, consolidando sua posição com performances impressionantes em Jogos Olímpicos. A ascensão do país nesta modalidade reflete um investimento contínuo em treinamento, infraestrutura e desenvolvimento de talentos desde a infância.

Um dos maiores nomes da ginástica de trampolim, Dong Dong conquistou uma medalha de ouro nas Olimpíadas de Londres 2012, uma de prata na Rio 2016 e uma de bronze em Pequim 2008. Além de suas conquistas olímpicas, o atleta acumula diversas conquistas em campeonatos mundiais, solidificando sua posição como um dos melhores da história.

Pódios do masculino

Olimpíadas Ouro Prata Bronze
Sydney 2000 Alexander Moskalenko (RUS) Ji Wallace
(AUS)
Mathieu Turgeon
(CAN)
Atenas 2004 Yuri Nikitin
(UKR)
Alexander Moskalenko (RUS) Henrik Stehlik
(GER)
Pequim 2008 Lu Chunlong
(CHN)
Jason Burnett
(CAN)
Dong Dong
(CHN)
Londres 2012 Dong Dong
(CHN)
Dmitry Ushakov
(RUS)
Lu Chunlong
(CHN)
Rio 2016 Uladzislau Hancharou
(BLR)
Dong Dong
(CHN)
Gao Lei
(CHN)
Tóquio 2020 Ivan Litvinovich
(BLR)
Dong Dong
(CHN)
Dylan Schmidt
(NZL)

Pódios do feminino

Olimpíadas Ouro Prata Bronze
Sydney 2000 Irina Karavayeva
(RUS)
Oxana Tsyhuleva
(UKR)
Karen Cockburn
(CAN)
Atenas 2004 Anna Dogonadze (GER) Karen Cockburn
(CAN)
Huang Shanshan (CHN)
Pequim 2008 He Wenna (CHN) Karen Cockburn
(CAN)
Ekaterina Khilko (UZB)
Londres 2012 Rosannagh MacLennan (CAN) Huang Shanshan (CHN) He Wenna (CHN)
Rio 2016 Rosannagh MacLennan (CAN) Bryony Page
(GBR)
Li Dan
(CHN)
Tóquio 2020 Zhu Xueying
(CHN)
Liu Lingling
(CHN)
Bryony Page
(GBR)

Quadro de medalhas geral da ginástica de trampolim nas Olimpíadas

País Ouro Prata Bronze Total
China 4 4 6 14
Canadá 2 3 2 7
Rússia 2 1 3
Bielorrússia 2 2
Ucrânia 1 1 2
Alemanha 1 1 2
Grã-Bretanha 1 1 2
Austrália 1 1
Uzbequistão 1 1
Nova Zelândia 1 1

Brasileiros na ginástica de trampolim nas Olimpíadas

Ginástica de Trampolim nas Olimpíadas: história e todos os pódios
Camilla Gomes irá disputar as Olimpíadas de Paris 2024 – Divulgação: Ricardo Bufolin/CBG

A ginástica de trampolim foi introduzida no Brasil nos anos 90, ganhando popularidade com a inclusão da modalidade nos Jogos Olímpicos de Sydney 2000. Desde então, a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) tem trabalhado para promover e desenvolver o esporte no país.

Os atletas brasileiros têm participado regularmente de campeonatos mundiais e copas do mundo, mostrando evolução técnica e competitividade. A participação nos eventos é crucial para ganhar experiência e exposição internacional.

Um dos nomes de destaque na ginástica de trampolim brasileira, Rafael Andrade tem se destacado em competições nacionais e internacionais, representando o Brasil em diversos torneios mundiais.

Com vaga garantida em Paris 2024, Camilla Gomes tem mostrado talento e consistência em suas performances, conquistando medalhas em competições pan-americanas e sul-americanas.


Agora que sabe tudo sobre ginástica de trampolim nas Olimpíadas, veja mais sobre os Jogos Olímpicos: