A ginástica artística nas Olimpíadas é um dos esportes disputados desde o começo dos Jogos na era moderna. Várias modalidades que estiveram presentes no passado, já não estão mais no programa olímpico.

Os homens começaram a disputa em Atenas 1896, mas primeira prova feminina foi apenas em Amsterdã 1928. Mas, naquele ano, só houve um evento, em equipes, além de voltar a não ter nenhuma modalidade em Los Angeles 1932.

Confira com a gente toda a história, modalidades e os países mais vitoriosos na modalidade.

História da ginástica artística nas Olimpíadas

Ginástica Artística nas Olimpíadas: história, modalidades e quadro de medalhas
O salto é uma das modalidades disputada por homens e mulheres. Iconsport

Três tipos de ginásticas são disputadas nos Jogos Olímpicos atuais, mas isso nem sempre aconteceu. A ginástica rítmica foi introduzida apenas em Los Angeles 1984, enquanto a de trampolim começou somente em Sydney 2000.

A ginástica artística, também conhecida como olímpica, é disputada desde Atenas 1896. Naquele ano, no entanto, apenas provas masculinas estiveram no programa dos Jogos.

Como uma forma de exercício físico, a ginástica existe desde da Pré-História, presente também na Grécia e no Egito Antigo. Mas, como um esporte competitivo, isso só aconteceu XIX. Naquela época, era um esporte exclusivamente masculino.

Hoje em dia, os homens continuam nas disputas, mas há uma popularidade maior da modalidade entre as mulheres. Suas primeiras provas nas Olimpíadas aconteceram em Amsterdã 1928.

Mas, nos Jogos Olímpicos seguinte, em Los Angeles 1932, voltou a ter apenas o evento masculino. Em Berlim 1936, a prova em equipes feminina voltou a ser disputada e, desde então, nunca mais foi retirada do programa.

Modalidades masculinas

Ginástica Artística nas Olimpíadas: história, modalidades e quadro de medalhas
Argolas é uma modalidade masculina. Iconsport

Ao longo dos anos, houve uma grande mudança nas ginástica artística. Isso também fez com que diversas modalidades saíssem do programa olímpico. Hoje em dia, as provas são:

  • Equipes
  • Individual geral
  • Solo
  • Barra fixa
  • Barras paralelas
  • Cavalo com alças
  • Argolas
  • Salto

Modalidades femininas

Ginástica Artística nas Olimpíadas: história, modalidades e quadro de medalhas
As barras assimétricas são disputas exclusivas das mulheres. Iconsport

Houve uma demora até que as mulheres pudessem disputar nas provas de ginástica artística. Até por isso, diferente do que aconteceu com os homens, apenas um evento foi retirado ao longo dos anos. As disputas femininas são:

  • Equipes
  • Individual geral
  • Salto
  • Barras assimétricas
  • Trave
  • Solo

Quadro de medalhas

Masculino

País Ouro Prata Bronze Total
União Soviética 39 38 17 94
Japão 33 34 34 101
China 22 14 10 46
Estados Unidos 21 21 21 63
Suíça 16 19 12 48
Itália 14 4 9 27
Alemanha 12 11 12 35
Finlândia 8 5 12 25
Hungria 8 5 4 17
Equipe Unificada 6 4 2 12
Grécia 5 3 3 11
Iugoslávia 5 2 4 11
Rússia 4 6 11 21
Suécia 4 1 0 5
Checoslováquia 3 7 9 19
Alemanha Oriental 3 3 10 16
Grã-Bretanha 3 3 6 12
Ucrânia 3 2 4 9
França 2 10 9 21
Coreia do Sul 2 4 4 10
Bulgária 2 2 5 9
Espanha 2 2 0 4
Coreia do Norte 2 0 0 2
Romênia 1 4 4 9
Brasil 1 2 1 4
Dinamarca 1 2 1 4
Noruega 1 2 1 4
Comitê Olímpico Russo 1 1 2 4
Polônia 1 1 1 3
Áustria 1 1 0 2
Letônia 1 1 0 2
Equipe Alemã Unida 1 0 1 2
Canadá 1 0 0 1
Israel 1 0 0 1
Time Misto* 1 0 0 1
Holanda 1 0 0 1
Croácia 0 2 0 2
Bélgica 0 1 1 2
Taipé Chinês 0 1 0 1
Bielorrússia 0 0 4 4
Armênia 0 0 1 1
Turquia 0 0 1 1
Uzbequistão 0 0 1 1
Alemanha Ocidental 0 0 1 1

*Nos primeiros anos de Olimpíadas, era permitido atletas de países diferente competirem juntos.

Feminino

País Ouro Prata Bronze Total
União Soviética 33 29 26 88
Romênia 24 16 22 62
Estados Unidos 16 22 16 54
Checoslováquia 9 6 1 16
China 7 7 9 23
Hungria 7 6 10 23
Rússia 6 9 8 23
Alemanha Oriental 3 10 7 20
Equipe Unificada 3 1 2 6
Ucrânia 2 1 0 3
Holanda 2 0 0 2
Comitê Olímpico Russo 1 1 2 4
Alemanha 1 1 1 3
Suécia 1 1 1 3
Brasil 1 1 0 2
Bélgica 1 0 0 1
França 1 0 0 1
Coreia do Norte 1 0 0 1
Itália 0 2 0 2
Equipe Alemã Unida 0 1 0 1
Grã-Bretanha 0 0 4 4
Japão 0 0 2 2
Bulgária 0 0 1 1
Polônia 0 0 1 1
Coreia do Sul 0 0 1 1
Espanha 0 0 1 1
Suíça 0 0 1 1

Brasileiros na ginástica artística nas Olimpíadas

Ginástica Artística nas Olimpíadas: história, modalidades e quadro de medalhas
Brasil já venceu dois ouros na ginástica artística. Iconsport

O Brasil tem duas medalhas de ouro na história da ginástica artística nas Olimpíadas. A primeira veio com Arthur Zanetti, em Londres 2012, o ginasta voltou ao pódio em Rio 2016, mas ficando com a prata. Ambas medalhas vieram nas argolas.

Já em Tóquio 2020, Rebeca Andrade foi a melhor no salto, conquistando a segunda medalha de ouro para o Brasil. A ginasta é a única brasileira a ter medalhas olímpicas, também tendo uma de prata, no individual geral, na mesma edição.

Os homens possuem mais duas medalhas, conquistadas em Rio 2016. Diego Hypólito ficou com a prata, enquanto Arthur Nory com o bronze. A dobradinha no pódio aconteceu no solo.

Nas outras competições, as melhores posições de brasileiros foram de:

  • Individual geral masculino: Sérgio Sasaki, 9º lugar, Rio 2016
  • Equipes masculino: 7º lugar, Rio 2016
  • Barra fixa: Francisco Barretto Júnior, 5º lugar, Rio 2016
  • Barras paralelas: Sérgio Sasaki, 17º lugar, Londres 2012
  • Cavalo com alças: Sérgio Sasaki, 17º lugar, Rio 2016
  • Salto: Caio Souza, 8º lugar, Tóquio 2020
  • Equipes feminino: 8º lugar, Pequim 2008 e Rio 2016
  • Trave: 5º lugar, Flávia Saraiva, Rio 2016
  • Solo: 5º lugar, Daiane dos Santos, Atenas 2004 e Pequim 2008; Rebeca Andrade, Tóquio 2020
  • Barras assimétricas: 11º lugar, Daniele Hypólito, Atenas 2004

Em 2024, há algumas chances de medalha, com Rebeca Andrade aparecendo como uma das favoritas.

Agora que já sabe mais sobre ginástica artística nas Olimpíadas, veja sobre os outros esportes olímpicos: