O Bahia é um dos representantes do futebol nordestino no cenário nacional do futebol. Entre as conquistas, dois Campeonatos Brasileiros. Saiba mais sobre a história do Esquadrão.

Início e história

O Esporte Clube Bahia foi fundado em 1º de janeiro de 1931, por ex-jogadores de duas agremiações que deixaram de existir, o Clube Bahiano de Tênis e a Associação Atlética da Bahia. Seu primeiro presidente foi o médico Waldemar Costa. Dois meses depois, veio o primeiro jogo oficial. A partida foi contra o Ypiranga, pelo Torneio Início, e que terminou com vitória do Esquadrão, por 2 x 0.

Já a estreia no Campeonato Baiano ocorreu no dia 22 do mesmo mês, com vitória, por 3 x 0. Aliás, o Bahia foi o campeão e de forma invicta. Nos anos 30, o clube ainda venceu mais quatro edições da competição. Em 2023, inclusive, chegou ao seu 50º título estadual.

 

O Bahia também disputou, e conquistou algumas competições regionais, como a Copa Norte-Nordeste, que o clube tem quatro títulos, sendo o primeiro em 1948. E a Copa do Nordeste, com o mesmo número de taças, sendo a última em 2021.

Bahia: história, títulos e ídolos
Felipe Oliveira/Bahia

Em 1959, o Bahia conquistou o primeiro título nacional, a Taça Brasil. Na grande final, o Esquadrão enfrentou o Santos e, na terceira partida, venceu por 3 x 1, ficando com a taça. O segundo veio quase 30 anos depois, em 1988, quando a equipe superou o Internacional.

Apesar de não ter títulos internacionais, os baianos chegaram a disputar algumas partidas pela Libertadores e pela Copa Sul-Americana. Na Libertadores, o Bahia esteve presente em três edições, sendo a última em 1989, quando foi eliminado pelo Internacional, na fase de quartas de final. Inclusive, foi sua melhor campanha na competição.

Por outro lado, o Bahia participou de oito edições da Copa Sul-Americana, sendo a primeira em 2012 e a última em 2021. As melhores participações foram em 2018 e 2021, quando conseguiu chegar às quartas de final, mas foi eliminado por Athletico-PR e Defensa y Justicia-ARG, respectivamente.

Principais ídolos

Carlito

Maior artilheiro do Bahia, Carlito jogou toda a sua carreira pelo clube. Conhecido como “Matador”, o centroavante atuou em 341 partidas e marcou 253 gols. Foi o artilheiro do Campeonato Baiano de 1951.

Nadinho

Um dos maiores goleiros do Bahia, Nadinho atuou entre 1958 e 1968, tendo conquistado a Taça Brasil de 1959, que, mais tarde, seria o Campeonato Brasileiro. No ano seguinte, disputou a Libertadores com a equipe baiana, que acabou caindo ainda na primeira fase.

Uéslei

É um dos artilheiros do Bahia e teve duas passagens pelo clube. A primeira foi de 1991 a 1994 e a segunda, 1998-1999. O meia conquistou o Campeonato Baiano cinco vezes, sendo o artilheiro em dois anos.

Bobô

Foi o principal nome na conquista do Campeonato Brasileiro de 1988, já que marcou os dois gols do Bahia na vitória, por 2 x 1, contra o Internacional, na decisão. Chegou ao clube em 1985 e ainda conquistou três Estaduais.

 

Nonato

Foi revelado pelo próprio Bahia, em 1998 e, no ano seguinte, já foi destaque na conquista do Campeonato Baiano. Em 2003, foi o artilheiro da Copa do Brasil, com nove gols marcados. Marcou 126 gols em 214 partidas pelo Esquadrão.

Títulos

  • Campeonato Brasileiro: 2 (1959 e 1988)
  • Campeonato Baiano: 50 (1931, 1933, 1934, 1936, 1938, 1940, 1944 e 1945, 1947, 1948, 1949, 1950, 1952, 1954, 1956, 1958, 1959, 1960, 1961, 1962, 1967, 1970, 1971, 1973, 1974, 1975, 1976, 1977, 1978, 1979, 1981, 1982, 1983, 1984, 1986, 1987, 1988, 1991, 1993, 1994, 1998, 1999, 2001, 2012, 2014, 2015, 2018, 2019, 2020 e 2023)
  • Copa Norte-Nordeste: 4 (1948, 1959, 1961 e 1963)
  • Copa do Nordeste: 4 (2001, 2002, 2017 e 2021)
  • Torneio Início do Estadual: 9 (1931, 1932, 1934, 1937, 1938, 1951, 1964, 1967 e 1979)
  • Taça Estado da Bahia: 3 (2000, 2002 e 2007)

Artilheiros

  • Carlito – 253 gols
  • Douglas – 211 gols
  • Hamilton – 154 gols
  • Uéslei – 140 gols
  • Osni – 138 gols

Estádio

O Bahia manda seus jogos na Arena Fonte Nova, que tem capacidade para 48 mil pessoas.