Conheça os detalhes da carreira do piloto brasileiro tricampeão de Fórmula 1! Confira quais foram as equipes de Senna e quantas foram suas vitórias!

Até 1994, era comum que os brasileiros acordassem cedo aos domingos, correndo para a frente da TV. O motivo para isso ser um hábito atendia pelo nome de Ayrton Senna!

Um dos maiores ídolos da história do esporte brasileiro, Senna foi um dos grandes pilotos do automobilismo e tricampeão da Fórmula 1. Suas vitórias, carregando a bandeira do Brasil e ao som do clássico “pam, pam, pam” do Tema da Vitória poderiam ser comparadas a momentos de glória da Seleção Brasileira.

Infelizmente, um acidente na curva Tamburello no Grande Prêmio de San Marino, em 1º de maio de 1994, causou a morte de Senna. O Brasil perdeu um de seus grandes ídolos e o automobilismo, uma de suas principais referências.

Se você nasceu nos anos 90 e não pôde acompanhar a carreira de Senna ou, simplesmente, quer relembrar a trajetória de um grande ídolo, venha com a gente e conheça os detalhes da história de Ayrton Senna!

Infográfico: saiba tudo sobre Ayrton Senna

Saiba tudo sobre Ayrton Senna

Quer compartilhar essa imagem no seu site ou blog? Basta copiar o código abaixo:

Quem foi Ayrton Senna?

Ayrton Senna nasceu em 21 de março de 1960 e, logo aos 4 anos, já começava a se destacar no kart. Aos 13 anos, participou de suas primeiras competições oficiais. Na década de 1980, o piloto brasileiro partiu para a Europa, onde conquistou o Campeonato Inglês de Fórmula Ford 1600, com 12 vitórias em 20 corridas.

Três anos depois, venceu o Campeonato Inglês de Fórmula 3, ao somar 13 vitórias em 21 provas. A chegada de Senna à Fórmula 1 aconteceu em 1984. Em 11 temporadas na maior categoria do automobilismo, foi tricampeão mundial. Sua morte aconteceu depois de grave acidente no GP de San Marino, na Itália, em 1º de maio de 1994.

Como e quando Senna começou na Fórmula 1?

Os primeiros passos de Ayrton Senna na Fórmula 1 aconteceram na temporada de 1984, e a Toleman foi sua primeira equipe. Em sua terceira corrida, na África do Sul, o piloto brasileiro marcou seu primeiro ponto na categoria. Já no GP de Mônaco, ele esteve muito perto de conquistar sua primeira vitória na Fórmula 1.

Em Mônaco, Senna largou apenas em 13º, mas rapidamente chegou ao terceiro lugar. Depois de conseguir ultrapassar Niki Lauda, ele passou a ameaçar a liderança de Alain Prost.

Aproveitando-se da chuva, quando alcançava desempenho impressionante, o brasileiro, mesmo com carro inferior, ultrapassou o francês e assumiu a liderança. No entanto, a forte chuva levou à paralisação do GP de Mônaco e a vitória não foi computada, pois, segundo a regra da competição, deveria ser considerada a colocação na volta anterior à paralisação da prova, quando Senna ainda perseguia Prost.

Ainda em 1984, Senna conquistou mais dois pódios, na Grã-Bretanha e em Portugal. Ele terminou o campeonato na nona colocação. O campeão daquele ano foi o austríaco Niki Lauda, meio ponto à frente do francês Alain Prost.

Dica da Esportelândia: a história de Ayrton Senna pode ser vista em um sensacional documentário chamado Senna, dirigido por Asif Kapadia.

Quais foram as equipes de Ayrton Senna?

  • Toleman – 1.984
  • Lotus – 1.985 até 1.987
  • McLaren – 1.988 até 1.993
  • Williams – 1.994

Saiba, a seguir, como foi a trajetória de Ayrton Senna em cada uma das quatro equipes que defendeu, marcando seu nome na história da Fórmula 1.

Primeira vitória de Senna na Fórmula 1 foi na Lotus

Depois de iniciar sua trajetória na Toleman, equipe pela qual correu apenas em sua primeira temporada na Fórmula 1, Senna se transferiu para a Lotus em 1985.

Na primeira temporada em sua nova equipe, o brasileiro conquistou 7 pole positions, mas 7 também foi o número de vezes que precisou abandonar as corridas por conta de problemas mecânicos. Naquele ano, ele venceu duas provas.

A primeira vitória de Ayrton Senna na Fórmula 1 aconteceu no GP de Portugal. Aquela foi a segunda prova do calendário de 1985. No volante de um carro da Lotus, o brasileiro fez a pole position, alcançou a volta mais rápida e assegurou seu primeiro de 41 triunfos na categoria.

Ainda naquele ano, Senna venceu o GP da Europa. O brasileiro conseguiu mais quatro pódios e encerrou o campeonato na quarta colocação. Alain Prost, da McLaren, se sagrou campeão.

Em 1986, Senna foi novamente o quarto colocado do campeonato de pilotos da Fórmula 1. Naquela temporada, ele venceu os GPs da Espanha e dos Estados Unidos. No GP do Brasil, foi pole position, mas acabou em segundo, atrás de Nelson Piquet.

Ainda na Lotus, Ayrton Senna foi o terceiro colocado do mundial de 1987, quando venceu os GPs de Mônaco e dos Estados Unidos e conquistou outros seis pódios.

Títulos de Senna foram conquistados na McLaren

Em 1988, Ayrton Senna chegou à McLaren para ser companheiro de Alain Prost. Os dois pilotos venceram 15 das 16 corridas dessa temporada, mas o brasileiro levou a melhor da disputa interna da equipe e conquistou seu primeiro título na Fórmula 1.

No ano em que foi campeão mundial pela primeira vez, Senna venceu 8 corridas: San Marino, Canadá, Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, Hungria, Bélgica e Japão. Ele ainda ficou em segundo no México, na França e na Austrália.

Já em 1989, as posições se inverteram e Prost foi o campeão, à frente de Senna. O campeonato ficou marcado por um acidente no GP do Japão, penúltima prova da temporada, em que os dois pilotos da McLaren se chocaram, levando o francês a deixar a corrida.

O brasileiro, por sua vez, voltou à pista e venceu o grande prêmio, mas acabou desqualificado por ter recebido ajuda de fiscais da pista, que empurraram seu carro após o acidente com Prost.

Ayrton Senna em carro da McLaren
Senna conquistou todos seus três títulos na Fórmula 1 correndo pela McLaren Foto: Nigel Smuckatelli
Bicampeonato em 1990

O bicampeonato de Senna na Fórmula 1 veio em 1990. Naquele ano, Alain Prost havia se transferido para a Ferrari. O brasileiro venceu 6 corridas (Estados Unidos, Mônaco, Canadá, Alemanha, Bélgica e Itália), mas, novamente, um acidente no Japão foi o momento mais marcante.

Senna largou na pole position, mas foi ultrapassado por Prost na largada. Na disputa pela primeira posição, os dois pilotos se chocaram logo na primeira curva e deixaram a prova, em resultado que levou o brasileiro ao título mundial.

Tricampeonato em 1991

Ayrton Senna se sagrou tricampeão da Fórmula 1 em 1991, quando iniciou de maneira impressionante a temporada. Ele venceu todas as quatro primeiras corridas, inclusive o GP do Brasil, em Interlagos. O piloto brasileiro encerrou aquele ano com 7 vitórias e larga vantagem para o vice-campeão Nigel Mansell.

Já em 1992, Senna venceu três GPs (Mônaco, Hungria e Itália), mas terminou o campeonato apenas em quarto lugar. Com a ascensão da Williams, o campeão foi Mansell, que ganhou 9 das 16 corridas.

A trajetória de Senna na McLaren foi encerrada em 1993, quando ele foi vice-campeão. O brasileiro venceu os GPs do Brasil, da Europa, de Mônaco, do Japão e da Austrália, mas acabou a temporada atrás de Alain Prost.

Fim trágico na Williams

Em 1994, Ayrton Senna chegou a Williams, para ser companheiro de Damon Hill, enquanto Alain Prost se aposentou. O brasileiro foi pole position nas duas primeiras provas do calendário da Fórmula 1, no Brasil e no GP do Pacífico, mas abandonou ambas as provas.

Na terceira prova da temporada, no GP de San Marino, em Ímola, na Itália, Senna voltou a largar na primeira colocação. Porém, ao não conseguir fazer a curva Tamburello, ele se chocou com o muro em um grave acidente. O piloto brasileiro foi retirado da pista de helicóptero, mas não resistiu aos ferimentos e morreu aos 34 anos.

Naquela temporada, em 1994, Michael Schumacher conquistou o primeiro de seus 7 títulos na F1.

Quantas vezes Senna foi campeão?

Ayrton Senna foi tricampeão da Fórmula 1, com os títulos de 1988, 1990 e 1991, todos pela McLaren. Ele ainda foi vice-campeão em 1989 e 1993. Em sua trajetória na principal categoria do automobilismo mundial, o piloto brasileiro venceu 41 GPs.

Números de Senna na Fórmula 1

  • 161 GPs disputados
  • 65 pole positions
  • 41 vitórias
  • 2.982 voltas na liderança
  • 19 voltas mais rápidas
Ayrton Senna vencedor do GP de Interlagos
Senna fez alegria de seus compatriotas ao vencer corridas no GP do Brasil, em Interlagos

Quer ser fera também em outros esportes? Não perca tempo e confira também:

- Quem são os maiores artilheiros em Copas do Mundo?
- Conheça as diferenças entre rugby e futebol americano
- Regras do tênis: como funcionam o jogo e pontuação
- Tudo sobre NBA: história, equipes e o famoso draft

Quando Senna morreu?

Ayrton Senna morreu em 1º de maio de 1994, depois de não resistir aos ferimentos de um grave acidente no GP de San Marino, terceira corrida daquele ano no calendário da Fórmula 1.

O brasileiro perdeu o controle do carro da equipe Williams, que teve uma barra de direção quebrada, e se chocou com o muro violentamente na curva Tamburello. Naquele momento, ele havia reduzido a velocidade de 300 km/h para 200km/h. Senna foi atendido na pista do autódromo Enzo e Dino Ferrari, em Ímola, na Itália, e levado de helicóptero para o hospital, onde foi constatada sua morte cerebral.

Senna já havia se manifestado contrário à realização daquela corrida, uma vez que, nos treinos de classificação, o piloto austríaco Roland Ratzenberger morreu e o brasileiro Rubens Barrichello se feriu gravemente.

A morte de Senna gerou forte comoção no Brasil. Seu funeral aconteceu em São Paulo, com honras de chefe de estado. O caixão que levava o corpo do brasileiro foi carregado por outros pilotos da Fórmula 1, inclusive seu rival Alain Prost.

Após investigação conduzida pela procuradoria italiana, seis pessoas foram acusadas pela morte de Senna. O então diretor-técnico da Williams, Patrick Head, foi considerado culpado pela quebra da direção do carro do piloto brasileiro, o que gerou o acidente. Contudo, a pena de Head prescreveu, uma vez que o julgamento, com vários recursos, levou quase 13 anos para ser concluído.

Ayrton Senna era piloto da Williams quando morreu em maio de 1994
Ayrton Senna morreu em 1994, quando havia se transferido para a Williams

Legado de Ayrton Senna

Na Fórmula 1, muitas regras foram alteradas após a morte de Senna, com o intuito de melhorar a segurança. Nenhuma outra morte de pilotos na categoria aconteceu até 2015, quando o francês Jules Bianchi faleceu, aos 21 anos, em consequência dos ferimentos de um acidente sofrido no GP do Japão, realizado em outubro de 2014.

Maior piloto da história da Fórmula 1

Ainda que a morte tenha encerrado precocemente a carreira de Senna, ele é mundialmente reconhecido como um dos maiores nomes do automobilismo mundial.

Em 2009, em pesquisa realizada pela revista inglesa Autosport com a participação de 217 atletas que passaram pela categoria, o brasileiro foi escolhido o melhor piloto de Fórmula 1 de todos os tempos, à frente de Michael Schumacher e Juan Manuel Fangio.

Já em 2012, Senna voltou a receber o título de maior piloto da história, em eleição feita pela rede britânica BBC.

Instituto Ayrton Senna

Grande parte da herança de Senna foi destinada à criação do Instituto Ayrton Senna, cujo intuito é promover ações para ajudar crianças e adolescentes em situação de pobreza. A fundação é administrada por sua irmã, Viviane Senna.

Frases de Ayrton Senna

Senna deixou ainda várias frases marcantes, não apenas sobre automobilismo, mas a respeito de como construir uma carreira vitoriosa.

  • “Na adversidade, alguns desistem, enquanto outros batem recordes”
  • “No que diz respeito ao empenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe meio termo. Ou você faz uma coisa bem feita ou não faz”
  • “Eu sou parte de uma equipe. Então quando venço, não sou eu apenas quem vence. De certa forma, termino o trabalho de um grupo enorme de pessoas”
  • “Vencer é o que importa, o resto é consequência”
  • “O fato de ser brasileiro me enche de orgulho”
  • “Eu não tenho ídolos. Tenho admiração por trabalho, dedicação e competência”
  • “Se cheguei onde cheguei e consegui fazer tudo o que fiz, foi porque tive a oportunidade de crescer bem, num bom ambiente familiar, sem problemas econômicos e de ser orientado no caminho certo nos momentos decisivos de minha vida”
  • “Somos insignificantes. Por mais que você programe sua vida, a qualquer momento tudo pode mudar”
  • “Quando penso que cheguei ao meu limite, descubro que tenho forças para ir além”
  • “A gente muda, envelhece, sofre e passa por momentos felizes. Mas uma coisa não mudou nestes anos todos: os meus princípios”
  • “Seja você quem for, seja qual for a posição social que você tenha na vida, a mais alta ou a mais baixa, tenha sempre como meta muita força, muita determinação e sempre faça tudo com muito amor e com muita fé em Deus, que um dia você chega lá. De alguma maneira você chega lá”

Vitorioso, inspirador, ídolo… São vários os adjetivos que podemos dar a Ayrton Senna. O piloto brasileiro foi além de ser tricampeão mundial de Fórmula 1 e marcou seu nome na história do esporte.

Reverenciado em todo o mundo, o piloto brasileiro é o grande ídolo de Lewis Hamilton, que, em 2018, chegou ao seu quinto título na Fórmula 1! 

Quer conhecer a história de outros ídolos do esporte brasileiro? Confira então:

* Última atualização feita em 27/01/2019.

Ficha Técnica
Título
Saiba tudo sobre Ayrton Senna: os títulos, a história e o legado
Resumo
Ayrton Senna nasceu em 21 de março de 1960 e, logo aos 4 anos, já começava a se destacar no kart. A chegada de Senna à Fórmula 1 aconteceu em 1984. Em 11 temporadas na maior categoria do automobilismo, foi tricampeão mundial. Sua morte aconteceu depois de grave acidente no GP de San Marino, na Itália, em 1º de maio de 1994.
Autor

Comentários

Salvar