As origens do time brasileiro de CS:GO mais famoso da história! Saiba tudo sobre MIBR: conquistas, atletas e todas as curiosidades

Quer saber como surgiu a Made in Brazil, a lendária equipe brasileira de Counter-Strike? Então você veio ao lugar certo! Produzimos um texto especial com tudo sobre MIBR.

A tag surgiu nos tempos do CS 1.6 e retomou as atividades em 2018. Abaixo você encontrará informações completas sobre as duas fases: origens, títulos, jogadores, curiosidades e muito mais! Venha conosco.

O que é MIBR?

tudo sobre mibr fallen kng
MIBR é a tag brasileira mais famosa da história

A Made in Brazil, também conhecida como MIBR, é uma organização brasileira de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO). O time foi fundado em 2003 pelo empresário Paulo Velloso e ficou ativo até 2012.

A equipe voltou aos trabalhos em 2018 através da Immortals, que adquiriu os direitos da tag diretamente com o proprietário original. Desde então, a MIBR está ativa no cenário competitivo, disputando os torneios mais importantes do mundo.

O quinteto atual é formado pelos jogadores Gabriel “FalleN”, Fernando “fer”, Epitácio “TACO”, Vito “kNg” e Ignacio “meyern”. Quem treina o elenco é Wilton “zews”.

Jogadores da MIBR

  • Gabriel “FalleN” (capitão)
  • Fernando “fer” (rifler)
  • Epitácio “TACO” (rifler)
  • Vito “kNg” (AWPer)
  • Ignacio “meyern” (rifler)

Títulos da MIBR

  • LatinCup (2003)
  • Inter Adrenalines (2003)
  • ESWC Brazil (2003)
  • World Cyber Games Brasil (2003)
  • ESWC Brazil (2004)
  • World Cyber Games Brasil (2004)
  • CPL Brazil (2005)
  • CPL Chile (2005)
  • digiLAB (2006)
  • ESWC (2006)
  • WSVG Brazil Invitational (2006)
  • World Cyber Games Brasil (2006)
  • WCG Pan-American Championship (2006)
  • shgOpen (2007)
  • ESWC Brazil (2007)
  • WCG Pan-American Championship (2007)
  • DreamHack Winter (2007)
  • ESWC Brazil (2008)
  • GameGune (2008)
  • World Cyber Games Brasil (2008)
  • IEM III American Championship Finals (2008)
  • Brazil Cup (2008)
  • MegaLan (2009)
  • FIRE (2010)

História da MIBR

mibr 1.6
MIBR nos tempos de CS 1.6

Continuando o nosso post especial “Tudo sobre MIBR”, é hora de contarmos a vocês as origens dessa histórica equipe. Tudo começou em 2002, nos primórdios do Counter-Strike.

No final daquele ano, o time do pro player Rafael “pred”, que se chamava ARENA, se classificou para o CPL Summer 2003 – um dos torneios mais relevantes da época.

Como o cenário competitivo da versão 1.6 estava engatinhando no Brasil, era extremamente difícil captar recursos e patrocinadores para viajar. Por isso, pred pediu ajuda ao seu pai – o empresário Paulo Velloso.

Velloso comprou a ideia, desde que o filho tirasse notas boas na escola. A promessa foi cumprida por ambas as partes e o empresário bancou os custos de todos os integrantes para Dallas, nos Estados Unidos.

Rafael “pred”, Eduardo “corassa”, Eduardo “eduzin”, Jonas “bsl” e Carlos “KIKOOOO”. Esse foi o quinteto que disputou a competição. Os brasileiros ficaram apenas em 12º lugar, mas o desempenho foi o suficiente para encantar Velloso. Nascia assim a MIBR!

Amplie seu conhecimento sobre esports:

Mundial da MIBR

tudo sobre mibr
MIBR conquistou o título da ESWC 2006

Após conquistar títulos importantes como CPL Brasil e CPL Chile, ambos em 2005, a MIBR carimbou vaga para a ESWC 2006, uma espécie de torneio mundial naquele período. Há quem compare a competição com o Major que conchemos atualmente.

A MIBR possuía três lines naquela época, divididas em São Paulo, Rio de Janeiro e “elenco principal”. Velloso decidiu organizar uma seletiva entre os times para escolher quem iria representar a tag no Mundial.

O quinteto da capital paulista formado por Bruno “ellllll”, Renato “nak”, Lincoln “fnx”, Raphael “cogu” e Carlos “KIKOOOO” foi o grande vencedor das eliminatórias e arrumou as malas para representar a MIBR em Paris, França.

Detalhe interessante: a Made in Brazil ainda realizou um bootcamp na Suécia antes de pousar em território francês. A equipe treinou um mês na famosa lan house “Inferno Online”, em Estocolmo, como forma de preparação para a ESWC.

O investimento extra valeu a pena e a MIBR simplesmente destruiu no campeonato. No mata-mata, os brasileiros derrotaram x6tence (Espanha), ALTERNATE aTTaX (Alemanha) e Fnatic (Suécia) na grande final por 16-6 na Inferno.

Cogu, o AWPer do esquadrão, foi o grande destaque do campeonato. O time levou para a casa US$ 52 mil em prêmios e o primeiro título mundial do Brasil na história.

Retorno da MIBR

tudo sobre mibr retorno csgo
MIBR retornou às atividades em 2018

Em 2012, Paulo Velloso decidiu encerrar as atividades da tag. A organização só voltaria à ativa alguns anos depois, em 2018, sob nova direção.

O empresário vendeu os direitos da marca à Immortals e a Made in Brazil ressurgiu com os craques da SK Gaming: Gabriel “FalleN”, Marcelo “coldzera”, Fernando “fer”, Ricardo “boltz” e Jake “Stewie2K”.

Desde então, o quinteto tem sofrido com diversas mudanças na line up. Tarik “tarik”, Janko “YNk”, João “felps” e Lucas “LUCAS1” passaram rapidamente pelo time, mas não vingaram. Em 2019, coldzera chocou o mundo anunciando sua saída para a FaZe Clan.

Atualmente, a Made in Brazil é formada por FalleN, fer, TACO, kNg e meyern. Ao contrário dos tempos de 1.6, a org ainda não conquistou resultados satisfatórios no competitivo.

Ex-jogadores da MIBR

  • Rafael “pred”
  • Eduardo “corassa”
  • Eduardo “eduzin”
  • Jonas “bsl”
  • Carlos “KIKOOOO”
  • Bruno “ellllll”
  • Renato “nak”
  • Lincoln “fnx”
  • Raphael “cogu”
  • Bruno “bit”
  • Wellington “ton”
  • Thiago “btt”
  • Olavo “cky”
  • Norberto “Lance”
  • Alexandre “gAuLeS”
  • Rodrigo “r0”
  • Bruno “bruno”
  • Rafael “pava”
  • Alan “adr”
  • Filipe “bt0”
  • Pedro “Maluk3”
  • Jean “mch”
  • Carlos “viol”
  • Frederico “RedFox”
  • Guilherme “spacca”
  • Brando “Jimmy”
  • Jorge “Jorginho”
  • Marcus “xed”
  • Johan “vesslan”
  • Ola “elemeNt”
  • Bruno “dread”
  • Lucas “BanZ”
  • Lucas “Luc4s”
  • Guilherme “skape”
  • Tarik “tarik”
  • Janko “YNk”
  • João “felps”
  • Lucas “LUCAS1”
  • Marcelo “coldzera”

Agora que você sabe tudo sobre MIBR, que tal dar uma conferida em outros conteúdos da Esportelândia? Falamos de tudo por aqui!

*Última atualização em 22 de março de 2020

Comentários

Salvar
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin