Conheça a história de Lee “Faker” Sang-hyeok, o jogador de LoL mais vitorioso de todos os tempos: biografia, títulos e recordes

Três vezes campeão mundial. Nove vezes campeão nacional. Popstar. Milionário. Poderíamos estar falando de qualquer atleta bem-sucedido do universo esportivo. Sim, poderíamos! Porém, neste caso, trata-se de Faker, o Deus do League of Legends.

Poucos pro players focaram capazes de abalar estruturas nos esportes eletrônicos como Lee Sang-hyeok fez durante quase uma década de carreira – e que não há sinal de acabar! Se você quer conhecer mais a fundo esse ícone do LoL, te aconselho a ficar por aqui.

É hora de conhecer a história do Unkillable Demon King, um rapaz tímido que conquistou milhões de fãs no planeta e tudo o que era possível no cenário competitivo. Segue o fio!

Quem é Faker?

quem é faker
Faker é o melhor jogador de LoL da história

Lee Sang-hyeok, mais conhecido pelo apelido Faker, é um jogador sul-coreano de League of Legends que atua na posição de mid laner. Ele nasceu em Seul no dia 7 de maio de 1996.

O pro player defende a T1 (antiga SKT) desde 2013, seu primeiro e único time no LoL. Atualmente, é titular, capitão e sócio da organização. Quando aposentar, já lhe foi garantido um cargo executivo no quadro de dirigentes.

Faker é considerado, de forma unânime, o maior jogador da história do game – e também um dos melhores dos esportes eletrônicos em geral. Seu currículo é composto por inúmeros títulos regionais e mundiais, além de honrarias e recordes individuais.

O craque da Coreia ficou mundialmente conhecido pela inteligência dentro do Rift, frieza para decidir partidas, champion pool vasta e mecânicas incrivelmente afiadas, principalmente com os campeões LeBlanc, Zed, Ahri e Ryze.

História de Faker

história de faker
Lee levantou todos os títulos possíveis

O Lolzinho entrou na vida do até então desconhecido Lee Sang-hyeok em 2011. Suas performances na solo queue sul-coreana eram arrasadoras e o jovem prodígio sempre figurava entre os melhores do servidor.

Um fenômeno como esse cedo ou tarde seria notado. E isso se concretizou em 2013, quando a SK Telecom T1 o recrutou para compor a line up secundária da equipe. Entre treinos e adaptações à vida de pro player, Faker logo assumiu a titularidade do quinteto principal.

A estreia como profissional aconteceu no torneio Olympus Champions Spring, ainda naquele ano. A SKT perdeu nas semifinais e não faturou o título, mas mostrou ao mundo a genialidade do sul-coreano que viria a se tornar o Deus do LoL.

Em sete anos de carreira, Faker conduziu seu time a nove títulos de LCK, a liga sul-coreana de LoL, dois Mid-Season Invitationals, o segundo torneio internacional mais importante do calendário, e a cereja do bolo: três Mundiais. Isso sem contar troféus menos expressivos como Rift Rivals, Intel Extreme Masters e All-Star.

Lee também empilhou premiações individuais impressionantes, como MVP do Worlds (1x), MVP do MSI (1x) e MVP da LCK (3x). Esses prêmios são entregues ao melhor jogador da competição e provam que, além das taças erguidas, ele também brilhou como principal referência técnica da organização durante boa parte de sua trajetória.

como jogar lol

Leia mais textos sobre games e esports:

Qual é o time do Faker?

qual é o time de faker
T1 foi o time do craque durante toda a carreira

Faker só jogou na T1 (antiga SKT) em sua carreira, passagem que começou em fevereiro de 2013 e se estende até os dias atuais. O contrato vigente com a organização sul-coreana expira em novembro de 2021. Ainda não se sabe se ele vai aposentar ou renovar.

O Deus do LoL jogou ao lado de vários craques como Peanut, Bang, Benji, MaRin, Wolf e Clid. Hoje, divide o elenco com Canna, Cuzz, Ellim, Clozer, Teddy, Effort, Keria, Roach e Gumayusi. Passam-se os anos e ele ainda continua firme e forte na agremiação!

Além da T1, Lee chegou a representar a seleção da Coreia do Sul nos Jogos Asiáticos de 2018, sendo derrotado na grande final pela China.

Títulos do Faker

  • 9x LCK (2013, 2015, 2016, 2017, 2019, 2020)
  • 3x Mundial (2013, 2015, 2016)
  • 2x MSI (2016, 2017)
  • 1x All-Star (2014)
  • 1x Intel Extreme Masters (2016)
  • 1x Rift Rivals (2019)

Curiosidades do Faker

curiosidades do faker
Confira algumas curiosidades do jogador

Seus apelidos são “Unkillable Demon King” e “Faker Faker Playmaker”. Se tivesse que escolher outra posição para jogar, ele seria jungler. Ao contrário de vários pro players, ele usa o flash no “F” e não no “D”.

Faker acredita que é dever de todo mid laner saber jogar com Twisted Fate, para aprender a ter visão de mapa, e Ryze, para saber o tempo certo de usar as skills dos campeões. Na solo queue, costuma usar o famoso nick “Hide on bush”.

Seus picks mais famosos são LeBlanc, Zed, Ahri, Orianna, Azir e Ryze. Além disso, não costuma usar skins em torneios. Até hoje, ele usou skins em apenas quatro ocasiões.

Faker gosta de cães, gatos e pinguins, além do grupo de k-pop Red Velvet e do jogo MapleStory. Por outro lado, odeia chocolate com menta e pizza havaiana. O sul-coreano estudou na mesma escola do pro player Deft e medita para relaxar.

Popularizou o pick de Riven no mid, deseja estudar após se aposentar dos esports e corriqueiramente é homenageado pela Riot Games, seja com action figures ou participações em animações especiais, como os clipes do Mundial.

Em 2019, marcou presença na lista dos 30 asiáticos abaixo dos 30 anos mais influentes da revista Forbes. Por fim, foi indicado à categoria Melhor Pro Player do The Game Awards, o “Oscar dos Games”, em três anos – tendo faturado o prêmio em 2017.

Quanto ganhar Faker?

quanto ganha faker
Descubra quanto ganha o sul-coreano

O valor nunca foi divulgado oficialmente, mas, em 2018,  Hong “YellOw” Jin-hoo, ex-jogador de StarCraft, revelou em um programa de TV que Faker ganha algo em torno de 5 milhões de dólares por ano, cálculo que leva em consideração salário fixo, bônus, direitos de imagem, patrocínios e outras fontes de renda.

Em termos de premiações de campeonatos, Faker é o jogador que mais faturou dinheiro no League of Legends. As recompensas faturadas em seus sete anos de carreira giram em torno de 1,2 milhão de dólares. Os dados são do site Esports Earnings.

Recordes do Faker

  • Alcançou 1.000 abates na LCK em 2016
  • Alcançou 500 jogos na LCK em 2019
  • Alcançou 100 vitórias internacionais em 2019
  • Alcançou 2.000 abates na LCK em 2020
  • É o jogador com mais títulos da LCK (9)
  • É o jogador com mais títulos do Mundial (3)
  • É o jogador com mais títulos do MSI (2)

O legado de Faker vai além dos títulos. O jogador conectou milhões de fãs ao redor do mundo, fidelizou um público gigantesco e contribuiu para o crescimento de marcas, como sua própria equipe, patrocinadores e por que não o League of Legends como um todo.

Agora que você sabe tudo sobre o craque sul-coreano, que tal dar uma olhadinha em outros conteúdos aqui da Esportelândia? Falamos sobre diversos temas:

*Última atualização feita em 25 de novembro de 2020

Salvar