A marcha atlética teve sua estreia nas Olimpíadas de Londres 1908, onde a distância inicial foi de 3500 metros. No entanto, a modalidade só foi reconhecida oficialmente nos Jogos Olímpicos de 1912, sediados em Estocolmo, com uma distância inicial de 10 km.

Atualmente, há duas distâncias na modalidade: 20 km e 50 km para homens, enquanto as mulheres competem exclusivamente na distância de 20 km.

Além disso, é importante destacar que o evento de revezamento misto foi introduzido no cenário olímpico, fazendo sua estreia nas Olimpíadas de Paris. Agora, vamos explorar todas as regras da marcha atlética.

Objetivo básico da marcha atlética

Regras da Marcha Atlética: tudo o que você precisa saber
Atletas da marcha atlética nos Jogos Olímpicos Rio 2016 – Icon Sport

O principal objetivo da marcha atlética é percorrer uma determinada distância no menor tempo possível, respeitando rigorosamente as regras específicas que caracterizam a modalidade. Veja abaixo todas as distâncias percorridas pelos atletas dentro da modalidade.

  • 20 km – masculino e feminino: Essa é uma das distâncias mais tradicionais da modalidade, sendo disputada tanto por homens quanto por mulheres.
  • 50km – masculino: Disputada somente pelos homens, a prova chama a atenção pela distância percorrida.
  • Revezamento misto – masculino e feminino: Uma das novidades da marcha atlética para as Olimpíadas de Paris, o revezamento misto é uma variação da modalidade, na qual equipes competem em uma corrida , seguindo as regras específicas.

Regras da marcha atlética

As regras da marcha atlética são definidas pela World Athletics (anteriormente conhecida como IAAF). As principais regras incluem:

  • Contato contínuo com o solo: O atleta deve manter contato com o solo o tempo todo, de modo que nunca haja um momento em que ambos os pés estejam no ar simultaneamente. Isso é para garantir que o movimento é uma marcha e não uma corrida.
  • Perna estendida: Desde o momento em que o pé da perna que avança toca o solo até que a perna esteja na posição vertical, ela deve estar reta, sem dobrar o joelho. Essa regra é para evitar que os atletas usem uma técnica de corrida.
  • Durante a prova, os juízes monitoram os atletas para assegurar que as regras sejam seguidas. Eles podem emitir advertências (indicadas por cartões amarelos) caso um atleta esteja prestes a violar as regras.
  • Três advertências de juízes diferentes resultam em uma desclassificação, que é sinalizada com um cartão vermelho.
  • Algumas competições usam uma zona de penalidade onde os atletas cumprem um tempo de penalização antes de continuar a prova, em vez de serem desclassificados diretamente após a terceira advertência.

Trajetos da marcha atlética

Os trajetos da marcha atlética são projetados para serem planos , garantindo a segurança e visibilidade tanto para os atletas quanto para os juízes. Geralmente, os percursos são circuitos de ida e volta com distâncias entre 1 e 2 km, nos quais os competidores realizam algumas voltas.

Estratégia da marcha atlética

A marcha atlética requer uma combinação de resistência física, técnica e ritmo. Os competidores treinam diariamente para manter a forma correta de marcha enquanto sustentam uma alta velocidade. O equilíbrio entre velocidade e técnica é fundamental, pois infrações resultam em penalidades que podem prejudicar a competição.

Marcha atlética em Paris 2024

O revezamento misto da maratona de marcha atlética é uma das novas provas do atletismo para os Jogos Olímpicos de Paris 2024. A competição consiste em equipes compostas por um homem e uma mulher que devem percorrer a distância da maratona (42,195 km) em provas de 12,195 km (homem), 10 km (mulher), 10 km (homem) e 10 km (mulher).

Confira em vídeo as regras da marcha atlética

Agora que você sabe tudo sobre as regras da marcha atlética, aproveite para conhecer um pouco mais sobre outros esportes olímpicos.