Decerto, quem acompanhava o basquete do Flamengo em meados de 2013 e 2014 veria quase todos os jogos com um excelente público e casa cheia. Mas, não é isso que vem acontecendo nas últimas temporadas. Porém, o que afastou o torcedor rubro-negro dos ginásios?

Baixo público

Primeiramente, existem várias causas e é um debate amplo sobre o baixo público na temporada regular. Onde, o Maracanãzinho recebe poucos torcedores. Entretanto, falaremos do Maracanãzinho mais tarde.

Ao passo que, alguns utilizam como argumento os maus resultados da equipe no início da década no futebol. Em contrapartida, o basquete do Flamengo estava com ótimos resultados. Onde, ganhou o apelido de Orgulho da Nação. Assim, levando mais público. Agora, que o futebol vem dando resultado e a equipe conquiste títulos o torcedor voltou para o futebol. No entanto, será que isso faz realmente sentido?

Novidade no Flamengo

Inegavelmente, o basquete teve um crescimento nos últimos anos. Com isso, o esporte foi uma novidade. Juntamente com, o sucesso do NBB. Nesse ínterim, levando torcedores para acompanhar a modalidade. Dessa forma, o Flamengo contou com uma boa presença de público nos seus primeiros jogos na Arena Carioca 1 e Arena Carioca 2, na Barra da Tijuca.  Mas logo depois que a novidade perdeu o seu efeito, o público teve uma queda considerável nos jogos da equipe. Pois, as arenas olímpicas tem acesso ruim no Rio de Janeiro e poucos transportes públicos levando as arenas.

Vale ressaltar que, em algumas dessas temporadas que o clube mandou boa parte dos jogos na Arena Carioca 1, o time contava com o pivô Anderson Varejão, campeão pela NBA, e nem mesmo com ele em quadra na sua primeira temporada pelo Flamengo não elevou o público presente nos playoffs da temporada 2017/2018.

Tijuca Tênis Clube

Agora, nos jogos dos playoffs do NBB em que foi nos TTC e recebeu bom público. Igualmente, o Sesc-Flamengo no vôlei que tiveram ótimo público no Tijuca. Ao passo que, os jogos realizados no ginásio tem maior conexão com o torcedor.