Confira tudo sobre o Chicago White Sox: história, os títulos, a World Series de 1919, os maiores jogadores e melhores técnicos

Fale o que quiser do Chicago White Sox, menos que não é uma franquia memorável.

Seja batendo o maior rival em sua primeira World Series ou protagonizando um dos maiores escândalos da história do beisebol, o Sox deixou, sim, sua marca na MLB.

No texto a seguir, reunimos tudo o que você precisa saber sobre o Chicago White Sox: sua história, seus títulos (e suas secas), seus maiores jogadores e melhores treinadores e o que mais for importante sobre a franquia, seja bom ou ruim.

História do Chicago White Sox

Registro da história do Chicago White Sox

A história do Chicago White Sox começa no final do século XIX com o modesto Sioux City Cornhuskers, time das Minor Leagues de Iowa. Comprado em 1894, foi levado para Minnesota e depois em 1900 para Chicago.

Lá, encontrou um cenário favorável para se consolidar como uma franquia de elite. Primeiro, um rival estabelecido, o Chicago Cubs. Depois, um nome consolidado disponível: Chicago White Stockings, abandonado pelo próprio Cubs naquele mesmo ano.

Tamanha benevolência do destino não foi mal usufruída. Em 1901, o White Stockings venceu a primeiríssima edição da Liga Americana. Em 1906, já como White Sox, conquistou sua primeira World Series, justamente sobre o Cubs.

Respondendo à conquista do Sox, o Cubs faturou as WS de 1907 e 1908. O time do sul de Chicago só foi empatar esse placar em 1917, quando venceu sua segunda série final, desta vez sobre o Giants.

A chance para o desempate apareceria em 1919. Mas veja bem…

O escândalo Black Sox e a seca

A temporada de 1919 ficaria marcada na história do Chicago White Sox e de todo o beisebol.

A derrota do time para o Cincinnati Reds deflagrou uma enorme suspeita: o time de Illinois era bem mais forte, mas era o time de Ohio que tinha a maioria das apostas, inclusive num volume bastante suspeito.

No ano seguinte, em 1920, as investigações da liga apontavam para enormes chances de game-fixing, a tradicional “entregada”. Oito jogadores do Sox foram banidos no escândalo que ficou conhecido como “Black Sox”.

Mais do que atletas, a franquia de Chicago perdeu prestígio e principalmente o bom momento. Depois daquilo, só venceria um título mais de 40 anos depois. Uma World Series então, só após quase nove décadas.

Foi uma seca parecida, mas menor, que a enfrentada pelo rival Cubs, que ficou 108 anos sem vencer a série final. Em compensação, foram quatro décadas do Sox sem nem chegar numa decisão de conferência — e vinte anos sem sequer alcançar a parte de cima da tabela.

A era Al Lopez e a gestão Reinsdorf

Nesses quase noventa anos entre as vitórias na World Series, foram dois os períodos mais marcantes para o Chicago White Sox.

Primeiro, os anos 1950 e 1960, que contaram com uma combinação entre os esforços publicitários do novo dono, Bill Veek, e a liderança carismática de Al Lopez que resultou em título da Liga Americana e uma valiosa reconstrução de sua imagem perante à MLB.

Passadas estas transformadoras décadas, a franquia só voltaria a ter maior protagonismo na liga após sua aquisição por parte de Jerry Reinsdorf, em 1981.

Na linha do tempo da gestão Reinsdorf (que em 1985 virou dono também do Chicago Bulls) houve um título de divisão em 1983, um novo estádio em 1990, uma renovação capitaneada pelo craque Frank Thomas e, finalmente, em 2005, o terceiro título da World Series.

O fim da seca de quase nove décadas, no entanto, não significou tempos mais fáceis para o Chicago White Sox, que só teve um título divisional em 2008 e uma vaga nos playoffs em 2020. Ao menos deixou o futuro da franquia mais, digamos, leve.

Quantos títulos da World Series tem o Chicago White Sox?

O Chicago White Sox tem três títulos da World Series. Dois deles foram conquistados no início da disputa da série final, enquanto o terceiro só foi ser vencido no começo do século XXI. É o mesmo número (e uma seca parecida) com a do Chicago Cubs, seu grande rival.

Abaixo, todas as World Series disputadas pelo White Sox. Em negrito, as vencidas:

  • 1906
  • 1917
  • 1919
  • 1959
  • 2005

Quantos títulos da Liga Americana tem o Chicago White Sox?

O Chicago White Sox tem seis títulos da Liga Americana. Quatro deles foram conquistados nas duas primeiras décadas do século XX e apenas um no século XXI — no começo dele também.

Quantos títulos de divisão tem o Chicago White Sox?

O Chicago White Sox tem cinco títulos de divisão, distribuídos entre as porções Oeste e Central da Liga Americana. Foram dois na primeira e três na segunda, todos estes últimos já depois dos anos 2000.

Títulos da Divisão Oeste:

  • 1983
  • 1993

Títulos da Divisão Central:

  • 2000
  • 2005
  • 2008

Qual é o estádio do Chicago White Sox?

Guarantee Rate Field, o estádio do Chicago White Sox

O estádio do Chicago White Sox é o Guaranteed Rate Field. Construído entre 1989 e 1990, foi inaugurado no dia 18 de abril de 1991, tem capacidade para mais de 40 mil pessoas. É a quarta casa da franquia.

Com uma estrutura similar ao estádio do rival Cubs, o Wrigley Field, o GR Field já foi cenário de alguns dos mais clássicos filmes de beisebol, como “Um Time Muito Louco” e até longas que não tem muito a ver com o esporte, como “O Casamento do Meu Melhor Amigo”.

Vá além do beisebol! Confira:

Quem é o dono do Chicago White Sox?

Jerry Reinsdorf, dono do Chicago White Sox

O dono do Chicago White Sox é Jerry Reinsdorf, um advogado tornado empresário do ramo imobiliário. Seu primeiro caso, inclusive, foi do na época dono da franquia, em 1960. Depois de fazer a sua fortuna, adquiriu o time em 1981.

Se você está reconhecendo o nome e a figura, está certo. Reinsdorf é também o dono do Chicago Bulls, da NBA, e um dos principais personagens do documentário “The Last Dance”, da Netflix, um das melhores séries de basquete já lançadas.

Quem são os maiores jogadores do Chicago White Sox?

Frank Thomas, um dos maiores jogadores do Chicago White Sox
(Al Bello/Reprodução)

Entre os maiores jogadores do Chicago White Sox, nenhum outro levou a torcida ao delírio como Frank Thomas. O designated hitter foi simplesmente o maior rebatedor da história da franquia.

Apelidado de “The Big Hurt” (“A Grande Ferida”, em tradução livre), Thomas fazia bolas e rebatedores sangrarem e temerem seu swing. Foi duas vezes eleito MVP da Liga Americana (1992 e 1993, dois de seus três primeiros anos de carreira) e entrou cinco vezes para o All-Star.

Frank só não venceu uma World Series com a franquia — curiosamente, saiu um ano antes da última série final conquistada pelo Sox, em 2005 — mas recebeu reconhecimento do time, ao ter sua camisa nº 35 aposentada em 2010, e da MLB, ao entrar no Hall da Fama em 2014.

Assim como Thomas, outros craques do Sox fizeram história pela equipe e foram eternizados:

  • Ted Lyons: pitcher do White Sox por toda a carreira, entre 1923 e 1946. Teve sua camisa 16 aposentada em 1987
  • Luke Appling: shortstop que também passou a carreira toda em Chicago, de 1930 a 1950. Seu número 4 foi aposentado em 1975
  • Minnie Miñoso: left fielder do White Sox por 12 temporadas (em três passagens). O número 9 de sua camisa foi aposentado em 1983
  • Carlton Fisk: catcher em Chicago entre 1981 e 1993. Teve seu número 72 aposentado em 1997.

Quem são os maiores técnicos do Chicago White Sox?

Al Lopez, um dos melhores treinadores do Chicago White Sox

Na lista dos maiores técnicos do Chicago White Sox, nenhum representou tão bem a torcida quanto Al Lopez. Foi um dos mais vitoriosos treinadores da franquia, que comandou por 11 anos (em duas passagens, 1957-1965 e 1968-1969).

Apelidado de “El Señor”, Lopez esteve no banco de reservas 1495 vezes. Destas, saiu vencedor em 840 oportunidades. Seu aproveitamento de 56,2% é um dos maiores da história da equipe.

Al liderou o time à conquista da Liga Americana em 1959. Só não conseguiu conduzir seus comandados ao título da World Series. A série foi vencida pelo Los Angeles Dodgers.

Al Lopez é o preferido da torcida, mas não foi o único a demonstrar excelência no comando do Sox:

  • Jimmy Dykes: treinador do Sox de 1935 a 1946, foi quem mais comandou a franquia, em 1850 partidas.
  • Fielder Jones: comandante do time entre 1904 e 1908, foi campeão da World Series de 1906 e teve aproveitamento de 57% em mais de 700 jogos.
  • Clarence Rowland: técnico do White Sox de 19015 a 1918, levou o título da WS de 1916, terminando sua passagem com quase 600 partidas e 58% de aproveitamento.
  • Ozzie Guillén: treinador da franquia de 2004 a 2011, esteve presente na conquista da World Series de 2005. Esteve no banco por mais de 1200 jogos.

Bonés do Chicago White Sox

Os bonés são um clássico das franquias da MLB. O Chicago White Sox, claro, tem uma grande e diversa oferta para seus torcedores e simpatizantes. Abaixo, selecionamos os melhores modelos:

Boné 9forty do Chicago White Sox

https://caphunters.pt/13680-swiper_default/bone-curvo-preto-ajustavel-9forty-the-league-da-chicago-white-sox-mlb-da-new-era.jpg

 

O modelo 9forty da New Era combina perfeitamente com o preto e branco elegante do Sox fazendo do boné uma peça bonita e versátil.

Para ter o seu boné 9forty do Chicago White Sox, basta clicar aqui!

Boné 39thirty do Chicago White Sox

https://static.netshoes.com.br/produtos/bone-new-era-39thirty-chicago-white-sox-mlb/06/IJX-6311-006/IJX-6311-006_zoom1.jpg?ims=544x

O boné 39thirty da New Era  vem com o tradicional logo do Sox em preto, dando uma nova roupagem e um tom elegante ao modelo.

Gostou do visual? Clique aqui para garantir seu boné 39thirty do Chicago White Sox!

Boné 59fifty Chicago White Sox

https://static.netshoes.com.br/produtos/bone-59fifty-aba-reta-fechado-chicago-white-sox-mlb-aba-reta-preto-new-era/06/IJX-1712-006/IJX-1712-006_zoom1.jpg?ts=1612472271&ims=544x

O modelo 59fifty faz combinar o logo clássico do White Sox se tornar um elemento arrojado de um boné moderno. Daqueles para ser usado com estilo nas mais diferentes ocasiões.

Para ter a boné 59fifty do Chicago White Sox, use este link!

Depois de conhecer melhor o Chicago White Sox, aproveite para acessar outros conteúdos sobre beisebol e a MLB:

* Última atualização em 22 de fevereiro de 2021

Salvar