Georginho, Franco Balbi, Helinho e mais: conheça os melhores armadores do NBB no passado e no presente! Dados, títulos e equipes

Chega mais, amante do basquete! Hoje é dia de listarmos os melhores armadores do NBB na história e na atualidade. Será que você vai concordar com as listas?

Reunimos cinco jogadores em atividade que estão se destacando na posição, levando em consideração atuações da temporada 2019-20. Também relembramos outros cinco craques do passado que marcaram época nos diversos contextos do Campeonato Brasileiro.

Vale lembrar que, na lista do passado, também levamos em consideração a era antiga do basquete nacional e não somente a era NBB. Recado final: os atletas não estão ranqueados do melhor para o pior. Apenas em ordem alfabética! Vamos nessa?

Melhores armadores do NBB na atualidade

  • Franco Balbi
  • Georginho
  • Nate Barnes
  • Ricardo Fischer
  • Yago

Franco Balbi

melhores armadores do nbb franco balbi
Balbi realizou ótima temporada de estreia pelo Flamengo

Franco Balbi é um dos melhores armadores do NBB na atualidade. O argentino foi contratado pelo Flamengo em 2018 e realizou uma temporada de estreia arrebatadora.

Foi eleito o melhor armador e o melhor estrangeiro da competição, além de ter conquistado o título do campeonato. Já na edição 2019-20, finalizou a campanha regular com médias de 8,3 pontos e 7,4 assistências por jogo – desempenho que o colocou no Jogos das Estrelas.

Camisas de Basquete

Georginho

melhores armadores do nbb georginho
Georginho é um dos melhores armadores do NBB em atividade

Outro atleta que vem se destacando na edição 2019-20 a ponto de ser convocado para o All-Star Game é Georginho, o titular do São Paulo. Com incríveis médias de 15,5 pontos, 8,7 rebotes e 7,5 assistências por partida, o jovem ganhou o apelido de “Mr. Triplo-Duplo”.

Suas performances consistentes chamaram a atenção de Aleksandar Petrović, atual treinador da seleção brasileira. Georginho esteve presente na última convocação e parece estar preparado para encarar mais uma temporada de playoffs do NBB.

Nate Barnes

melhores armadores do nbb nate barnes
Nate Barnes é o atual cestinha da Unifacisa

Nate Barnes também merece compor a lista de melhores armadores do NBB em atividade. Jogando pela Unifacisa, conduziu a equipe aos playoffs do campeonato logo em sua primeira aparição na elite. Digno de nota!

O norte-americano finalizou a temporada regular como cestinha do time paraibano. Ele anotou média de 16,6 pontos por compromisso, além de 4,1 assistências distribuídas.

Ricardo Fischer

melhores armadores do nbb ricardo fischer
Fischer voltou a atuar após nove meses parado

O próximo nome da lista de melhores armadores do NBB na atualidade é Ricardo Fischer, atual jogador do Corinthians. Entre idas e vindas por clubes europeus, foi contratado pelo Timão em 2018, mas já acumulou passagens por São José, Bauru e Flamengo.

Fischer voltou a atuar após nove meses parado por conta de uma lesão no joelho direito. Já acumula médias de 14,6 pontos e 4,6 assistências por confronto. Sua experiência adquirida na Europa ajudou a equipe paulista a se classificar paras os playoffs.

Yago

melhores armadores do nbb yago

Yago é uma das grandes promessas brasileiras dos últimos anos. Com habilidade e talento de sobra, merece estar na lista de melhores armadores do NBB em atividade. Inclusive, se inscreveu para o próximo draft da NBA.

O atleta foi um dos grandes destaques do Paulistano em 2016-17, quando o time sagrou-se vice-campeão brasileiro. Atualmente, mantém médias de 16 pontos e 5,4 assistências por compromisso. É uma das principais armas ofensivas do esquadrão.

Leia mais sobre basquete:

Melhores armadores do NBB na história

  • Cadum
  • Fausto Giannecchini
  • Hélio Rubens Garcia
  • Helinho
  • Mosquito

Cadum

cadum basquete
Cadum é filho de Cida e sobrinho de Maria Helena Cardoso

Filho de Cida e sobrinho de Maria Helena Cardoso, duas lendas do basquetebol feminino, Cadum nasceu com o DNA do esporte na veia. O jogador seguiu os passos da família e se tornou um dos melhores armadores brasileiros da história!

Com o Monte Líbano, venceu cinco vezes o campeonato nacional (1982, 1984, 1985, 1986 e 1987), além de três Paulistas (1982, 1984 e 1986). Já com a amarelinha, fez parte do elenco que faturou dois Sul-Americanos (1983 e 1989) e o histórico Pan-Americano de 1987.

Fausto Giannecchini

fausto basquete
Fausto é o maior vencedor do campeonato brasileiro

Fausto também foi um grande nome da posição em solo nacional. O armador atuou entre 1970 e 1992, fazendo história com as camisas de Franca, Sírio e Vila Nova. Ao todo, foram sete títulos brasileiros (1971, 1973, 1974, 1975, 1980, 1981 e 1983).

Empatado com Marcelinho Machado, é o atleta que mais empilhou títulos do campeonato. Fausto também brilhou com a seleção brasileira, faturando três edições do Sul-Americano (1973, 1977 e 1983), além do bronze no Mundial de 1978.

Hélio Rubens Garcia

helio rubens pai

Hora de dar continuidade a lista com uma família muito vitoriosa no basquetebol brasileiro. Primeiro, relembraremos a trajetória de Hélio Rubens Garcia (pai), armador que arrasou nas quadras nacionais até os 41 anos de idade.

Hélio conseguiu realizar a façanha de ter empilhado 14 títulos: cinco como jogador (Franca) e nove como técnico (Vasco, Unitri e, novamente, Franca). Já na seleção, fez parte da talentosa geração que conquistou dois bronzes e uma prata em Mundiais.

Helinho

helinho jogador basquete
Helinho é filho do também armador Hélio Rubens Garcia

Hélio Rubens Garcia é pai de… Helinho! O jogador se inspirou na família e também se transformou em um dos melhores armadores do NBB. Jogou profissionalmente entre as décadas de 90 e 2000. Inclusive, foi treinado pelo paizão!

O atleta levantou seis troféus do campeonato brasileiro (1997, 1998, 1999, 2001, 2002 e 2004), defendendo os uniformes de Vasco, Franca e Uberlândia. Hoje é treinador da equipe paulista que tanto marcou a história dos Garcia.

Mosquito

mosquito basquete
Mosquito faturou o Mundial de 63

Mosquito foi um lendário armador que esteve presente na geração mais vitoriosa do basquete brasileiro. Com a regata amarela, o atleta faturou o Mundial de 1963 no Rio de Janeiro. A seleção desbancou Estados Unidos, Iugoslávia e terminou em primeiro lugar. Por clubes, jogou por mais de dez anos no Sírio.

E aí? Faltou algum jogador importante do passado ou do presente? Deixe nos comentários! Lembrando que grandes nomes do basquete brasileiro como Raulzinho e Marcelinho Huertas não entraram na lista. Afinal, atuaram mais fora do que em nosso país.

Alguns atletas que não garantiram lugar na relação, mas precisam ser lembrados: Maury, Valtinho, Nezinho, Facundo Sucatzky e Fúlvio.

Aproveite para registrar também o seu ranking perfeito. Enquanto isso, que tal ampliar ainda mais o seu conhecimento sobre os esportes?

*Última atualização em 17 de abril de 2020

Comentários

Salvar
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin