Conheça os equipamentos de badminton: de petecas a raquetes, entenda os materiais e saiba como escolher os melhores modelos

Os equipamentos do badminton são o que há de mais marcante no jogo. Pelo menos para quem não é acostumado com ele.

Chama a atenção, afinal, um esporte olímpico que é disputado com uma raquete diferenciada e que golpeia algo muito parecido com, ora, um simples brinquedo.

Mas acredite, os equipamentos do badminton são mais complexos do que se pode imaginar. No texto abaixo, vamos explicar seus detalhes, suas variedades e, para quem busca se iniciar na prática, até a fazer sua primeira compra.

Equipamentos do badminton

Ainda que dinâmico e repleto de ações técnicas, o badminton é bastante conhecido pelos seus equipamentos. Eles de fato não são muitos, sendo apenas quatro tipos:

  • Raquete
  • Peteca
  • Tênis
  • Materiais de segurança

Os materiais de segurança, como óculos, tornozeleiras e joelheiras são recomendados para a prática segura. Nesse sentido, é importante que os tênis tenham um amortecimento ao menos mediano, um cabedal leve e uma sola antiderrapante — e de preferência clara, para não manchar a quadra.

Já a raquete e a peteca, os dois principais equipamentos do badminton, contam com nuances e especificidades que podem alterar a maneira como o esporte é praticado. Esses detalhes, claro, você confere no decorrer neste texto.

A raquete do badminton

A raquete é um dos principais equipamentos do badminton
(Salman Hossain Saif/Unsplash)

Vá lá que a raquete parece mais um mata-moscas do que uma raquete de tênis, por exemplo. É mais fina, mais alongada e tem uma menor e mais arredondada área de impacto.

Mas não se engane. Dentre todos os equipamentos do badminton, é aquele ao qual você deve dar maior importância.

Afinal, um modelo de qualidade pode não só impactar na dinâmica do seu jogo como pode economizar uma grana lá na frente, que seria gasta com reparos ou mesmo com um modelo novo.

E como é uma raquete de badminton de qualidade? Mais importante, como ela pode impactar na performance de um jogador?

Para identificar um bom modelo, é preciso ficar atento a basicamente todos os seus componentes. Isso mesmo, não se trata de uma peça única. Ela é composta por:

  • Armação: a base arredondada onde se colocam as cordas. Pode ser de aço, alumínio ou grafite;
  • Corda ou linha: o encordoamento onde a peteca é rebatida. Tem uma pressão ideal de 5,9kg e suporta impactos de 7kg a 11kg;
  • Haste: a parte mais comprida da raquete. Pode ser de aço, alumínio, grafite ou mesmo de kevlar, o material dos coletes à prova de balas, em modelos mais recentes;
  • Empunhadura: a empunhadura é, como diz o nome, onde você segura a raquete. Tem entre 8,6cm e 9,2 cm;
  • T-Piece: peça específica para modelos de metal, que une a haste a armação. Raquetes de grafite, por exemplo, são montadas como uma peça única.

Sabendo suas especificações, é mais fácil identificar uma boa raquete. Além de ter medidas dentro do que citamos acima, é importante você pensar em dois aspectos: leveza e resistência.

Quanto melhor for o modelo nesse sentido, mais fáceis serão suas ações dentro de quadras e menor a dor de cabeça com a manutenção. Sobre este último assunto, aliás, é importante dizer que a prevenção é melhor que o conserto.

Evitar deixar a raquete molhada ou exposta ao sol é muito melhor, por exemplo, do que remendar uma corda estourada ou dar um jeito de acertar uma haste empenada.

No fim, recomendamos os modelos de grafite e alumínio, ou, se você puder, as novíssimas raquetes de kevlar. Deixe as de aço para quem está começando ou mesmo para ter no seu armário para brincar no quintal.

Vá além do Badminton! Confira outros conteúdos Esportelândia:

A peteca do badminton

A peteca é outro dos principais equiamentos do badminton
(Siora Photography/Unsplash)

Depois da raquete, você deve voltar às atenções a outro dos mais importantes equipamentos do badminton, a peteca.

Pesando entre 4,74g e 5,5g, os chamados volantes podem viajar a até 300km/h durante uma partida. Por isso mesmo, se desgastam bem rápido.

Para viajarem com essa velocidade e de maneira relativamente regular, a peteca é feita com bases de cortiça, que é o material usado para fabricar rolhas de garrafa, e tem ainda um pequeno peso de chumbo para manter a estabilidade do seu vôo.

Fora a composição da sua base, é importante que você saiba que existem dois tipos de peteca, que diferem na parte superior:

  • Tradicionais: feitas com 16 penas de ganso inseridas na base;
  • Sintéticas: feitas com uma “saia” de nylon que emula as penas.

É importante ter todas essas informações sobre a peteca de badminton. Mais importante ainda, porém, é entender que não é preciso se preocupar muito com isso. Afinal, tradicionais ou sintéticas, elas se desgastam muito rapidamente.

Para uma partida oficial, por exemplo, são usadas de 7 a 9 unidades. Pense nisso na hora de comprar seus tubos, especialmente se serão usadas para jogar ou para treinar.

Outro ponto para se atentar é a gradação de velocidade dos modelos. Eles normalmente tem uma diferenciação de cores para facilitar a identificação, mas vêm com as unidades de medida, os grains. Uma boa peteca tem entre 73 e 85 grains, sendo a peteca de 85 a mais veloz.

Como se chama a peteca do badminton?

A peteca do badminton se chama, bom, peteca. É o nome mais usado pelos envolvidos e entendidos. O que não quer dizer que seja o único. Por influência do espanhol e do português lusitano, o material é também chamado de volante e de pena.

Melhores petecas de badminton

Para quem tem interesse na prática do badminton, tão importante quanto conhecer as petecas é saber comprá-las. Para dar aquela força, selecionamos as melhores do mercado para você:

Peteca de badminton Winmax

https://m.media-amazon.com/images/I/3190IYtyxKL._SL250_.jpg

O tubo da Winmax conta com três petecas de nylon de alta qualidade e base de cortiça branca. E por um preço bastante camarada.

Para comprar as petecas da Winmax, clique aqui!

Peteca de badminton Vollo

https://m.media-amazon.com/images/I/31eXcbthbuL._SL250_.jpg

O tubo da Vollo é perfeito para quem busca economia para suas partidas. São seis petecas de nylon com base de cortiça natural, rápidas e resistentes, para todos os tipos de jogo.

Para garantir suas petecas da Vollo, basta clicar aqui!

Kits de Badminton

Um outra boa opção para quem busca se iniciar nesse mundo são os kits de badminton, que já vêm com raquetes, petecas e bolsas de transporte. Selecionamos, claro, os melhores modelos do mercado para você:

Kit de Badminton AX Esportes

https://m.media-amazon.com/images/I/41FkkIYsM8L._SL250_.jpg

O kit da AX é muito bem indicado para quem quer algumas horas de lazer com o badminton. O destaque fica para as duas raquetes de alumínio, leves e resistentes.

Clique aqui para comprar o seu kit de badminton da AX Esportes!

Kit de Badminton Vollo

https://m.media-amazon.com/images/I/41q2uHDWrxL._SL250_.jpg

Com duas raquetes de aço e três petecas de nylon, o este kit é perfeito para começar e principalmente continuar na prática do badminton.

Se interessou? Então clique aqui para garantir seu kit de badminton da Vollo!

Agora que você conhece os equipamentos do badminton, aproveite para conhecer mais a fundo outros esportes olímpicos alternativos:

*Última atualização em 12 de março de 2021

Salvar