O piloto da Red Bull, Max Verstappen, está ganhando terreno rapidamente na lista dos maiores vencedores da Fórmula 1. Ao conquistar a vitória neste fim de semana no Canadá, ele igualou o ícone brasileiro Ayrton Senna com 41 vitórias, e tudo indica que em breve conquistará a 42ª vitória, superando definitivamente o campeão brasileiro.

Verstappen iguala Senna; quem é o próximo da lista?
Icon sport

Os próximos na lista a ficarem em alerta são Alain Prost e Sebastian Vettel.

Alain Prost, atualmente em quarto lugar na lista de pilotos com mais vitórias, tem motivos para se preocupar. O francês, com 51 vitórias, pode ser ultrapassado por Verstappen já em 2023, dado que ainda restam 14 corridas nesta temporada e o RB19 tem se mostrado extremamente dominante. No entanto, no que diz respeito a títulos mundiais, Verstappen ainda precisa de tempo para igualar Prost, que foi campeão mundial quatro vezes, enquanto o holandês está em processo de conquistar seu terceiro título.

Verstappen iguala Senna; quem é o próximo da lista?
Icon sport

O terceiro colocado na lista é a lenda da Red Bull, Sebastian Vettel. Verstappen também pode superá-lo este ano, embora para isso precisasse vencer 12 das 14 corridas restantes. Vettel, que anunciou no ano passado que encerraria sua carreira na Fórmula 1 no final de 2022, tem 53 vitórias, e é muito provável que Verstappen o ultrapasse em algum momento de sua carreira.

A distância para o próximo na lista, Michael Schumacher, é consideravelmente maior. O alemão, muitas vezes considerado o melhor piloto de todos os tempos, possui 91 vitórias e sete títulos mundiais, um marco ainda distante para Verstappen. No entanto, nada está fora de alcance, pois, se o holandês mantiver sua forma atual, parece que poucas coisas poderão detê-lo.

Em primeiro lugar na lista de vitórias está Lewis Hamilton. Com 103 vitórias, o britânico é o único piloto de todos os tempos a ter vencido mais de 100 vezes. Ele poderá até alcançar mais vitórias no futuro, já que atualmente está negociando a renovação de seu contrato com a Mercedes. No entanto, para Verstappen ultrapassar seu rival de 2021, ainda há um longo caminho a percorrer.