Antes de mais nada, Rodger M. Wardou simplesmente Rodger Ward, é um ex-piloto de automóveis americano que atuou nas 500 milhas de Indianápolis. Além disso, fez algumas aparições na Fórmula 1, sendo uma das estrelas da equipe da Watson. Acima de tudo, sua estreia aconteceu no ano de 1951, nas 500 milhas de Indianápolis, pela Bromme. Na ocasião, ele na 27ª posição.

A EXPERIÊNCIA COMO PILOTO

A princípio, começou a correr carros anão em 1946, depois que foi dispensado do exército. Contudo, suas habilidades melhoraram em 1947 e, assim, em 1948 venceu o Grande Prêmio de San Diego. Além disso, competiu em um Offenhauser em 1949 e ganhou várias corridas.

Ward chocou o mundo das corridas de carros anão quando quebrou a longa série de vitórias do motor Offenhauser usando o motor “shakerFord 60 de Vic Edelbrock no Gilmore Stadium em 10 de agosto de 1950.

O motor foi um dos primeiros a apresentar nitrometano para combustível. Rodger e Edelbrock foram ao Orange Show Stadium na noite seguinte, e venceram novamente.

Os carros anão eram normalmente competitivos para pistas ovaissomente antes desse tempo. Mais tarde naquele ano, Ward entrou no GP dos Estados Unidos para carros de Fórmula 1 com o carro anão. Acabou se aposentando após vinte voltas com uma falha mecânica.

APÓS A APOSENTADORIA

Após anos competindo, no entanto, Ward se aposentou para ser comentarista do Wide World of Sports da ABC para NASCAR e Indycars. De 1980 a 1985, atuou como especialista em pilotos para a Indianapolis Motor Speedway Radio Network, antes de se aposentar em Tustin, Califórnia.

Com a ajuda da família Mattioli, projetou o Pocono Raceway em Long Pond, Pensilvânia. Um percurso único que, nesse sentido, resultou em uma forma de triângulo.

Ainda assim, projetou a pista depois de três curvas de pistas em que gostava de correr, Trenton, Indianápolis e Milwaukee.

Nos últimos anos, atuou como diretor do novo ‘Ontario Motor Speedway'. Por fim, mais tarde, gerenciou a equipe de hidroaviões do ‘Circus Circus‘.

O LEGADO DE RODGER WARD

  • Oficial da Ordem do Império Britânico (OBE; 1966);
  • Australiano do Ano (1966);
  • Cavaleiro Bacharel (1979) ;
  • Inductee, Sport Austrália Hall of Fame (1985, elevado ao status de lenda em 2003);
  • Medalha de Esportes Australiana (2000);
  • Medalha do Centenário (2001);
  • Oficial da Ordem da Austrália (AO; 2008);
  • Inductee, Australian Speedway Hall of Fame (2011).

Foto destaque: Reprodução / Razão Automóvel