Saiba os salários de todos os pilotos da Fórmula 1, quem são os mais bem pagos atualmente e os que mais ganharam em toda a história

Quanto ganha um piloto da Fórmula 1? Diante de uma categoria que envolve tanto dinheiro, essa é uma das perguntas mais frequentes no mundo do automobilismo.

Em levantamentos feitos sobre os salários dos pilotos em 2019, como era de se esperar, o britânico Lewis Hamilton aparece no topo da lista.

Dono de uma hegemonia na Fórmula 1 nos últimos anos, Hamilton é seguido pelo tetracampeão mundial Sebastian Vettel na lista dos mais bem pagos.

Quer saber o salário de Hamilton, Vettel e todos os outros pilotos da Fórmula 1? 

Fique com a gente para conhecer esses valores e saber também quem mais acumulou dinheiro na história da categoria! 

Salários dos pilotos da Fórmula 1 em 2019

  1. Lewis Hamilton (Mercedes) – US$ 57 milhões
  2. Sebastian Vettel (Ferrari) –  US$ 45 milhões
  3. Daniel Ricciardo (Renault) – US$ 17 milhões
  4. Max Verstappen (Red Bull) – US$ 13,5 milhões
  5. Valtteri Bottas (Mercedes) – US$ 8,5 milhões
  6. Kimi Raikkonen (Alfa Romeo) – US$ 4,5 milhões
  7. Nico Hulkenberg (Renault) – US$ 4,5 milhões
  8. Carlos Sainz (McLaren) – US$ 4 milhões
  9. Charles Leclerc (Ferrari) – US$ 3,5 milhões
  10. Sergio Perez (Racing Point) – US$ 3,5 milhões
  11. Romain Grosjean (Haas) – US$ 1,8 milhão
  12. Pierre Gasly (Toro Rosso) – US$ 1,4 milhão
  13. Lance Stroll (Racing Point) – US$ 1,2 milhão
  14. Kevin Magnussen (Haas) – US$ 1,2 milhão
  15. Robert Kubica (Williams) – US$ 570 mil
  16. Daniil Kvyat (Toro Rosso) – US$ 300 mil
  17. Lando Norris (McLaren) – US$ 260 mil
  18. Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo) – US$ 230 mil
  19. George Russell (Williams) – US$ 180 mil
  20. Alexander Albon (Red Bull) – US$ 170 mil

Piloto mais bem pago da Fórmula 1

Lewis Hamilton campeão da Fórmula 1
Lewis Hamilton lidera a lista de pilotos mais bem pagos na Fórmula 1

Na Fórmula 1, quem vence mais corridas é também quem ganha mais dinheiro. Pelo menos é isso que mostram os levantamentos feitos sobre os salários dos pilotos. Em 2019, Lewis Hamilton, da Mercedes, lidera este ranking recebendo US$ 57 milhões.

Na lista dos mais bem pagos da Fórmula 1, o piloto alemão Sebastian Vettel aparece em segundo lugar, com US$ 45 milhões pagos pela Ferrari, 12 milhões a menos que a Mercedes paga a Hamilton para ter o britânico como seu principal piloto.

O pódio dos maiores salários da Fórmula 1 tem ainda o australiano Daniel Ricciardo. Para assinar contrato com a Renault, ele passou a receber US$ 17 milhões.

A lista dos cinco maiores salários da Fórmula 1 em 2019 é completada por Max Verstappen, da Red Bull, e Valtteri Bottas, companheiro de Lewis Hamilton na Mercedes.

Curiosamente, Lewis Hamilton e Sebastian Vettel ganham juntos quase US$ 36 milhões a mais que a soma de todos os outros 18 pilotos da Fórmula 1.

Conforme a lista de salários da F1 divulgada por diversos veículos internacionais, o último dessa relação é o tailandês Alexander Albon, que iniciou a temporada como piloto da Toro Rosso. 

Entretanto, no meio da temporada, Albon trocou de lugar com Pierre Gasly e assumiu uma vaga na Red Bull, para ser companheiro de Max Verstappen.

Salário dos pilotos da Fórmula 1 por corrida

Considerando que o calendário da Fórmula 1 em 2019 tem 21 GPs, Lewis Hamilton ganha mais de US$ 2,7 milhões por corrida. Já Sebastian Vettel embolsa US$ 945 mil a cada prova disputada pela Ferrari.

Salário dos pilotos da Fórmula 1 por mês

Quer saber quanto um piloto de Fórmula 1 ganha por mês? Os salários divulgados se referem a valores anuais. Numa conta de quanto representariam os ganhos mensais de Lewis Hamilton, podemos indicar que o britânico ganha US$ 4,75 milhões da Mercedes a cada mês — desconsiderando a possibilidade de receber um 13º salário, como os trabalhadores brasileiros em regime de CLT.

Por dia, o salário de Hamilton é equivalente a US$ 156 mil, apenas 14 mil a menos do que previa o contrato anual de Alexander Albon quando assinou seu vínculo  com a Toro Rosso no início da temporada.

Você ama outros esportes além da Fórmula 1? Aqui na Esportelândia também falamos sobre:

Pilotos que mais ganharam dinheiro na história da Fórmula 1

  1. Lewis Hamilton – US$ 489 milhões
  2. Michael Schumacher – US$ 464 milhões
  3. Fernando Alonso – US$ 458 milhões 
  4. Sebastian Vettel – US$ 358 milhões
  5. Kimi Raikkonen – US$ 331 milhões
  6. Jenson Button – US$ 147 milhões
  7. Ralf Schumacher – US$ 121 milhões
  8. Jacques Villeneuve – US$ 115 milhões
  9. Felipe Massa – US$ 110 milhões
  10. Rubens Barrichello – US$ 110 milhões

Piloto mais bem pago da história da F1

Michael Schumacher maior campeão da história da Fórmula 1
Maior campeão da história, Schumacher foi superado por Hamilton entre os que mais acumularam dinheiro na F1

Em 2019, Lewis Hamilton se tornou o piloto mais bem pago na história da Fórmula 1. De acordo com levantamento divulgado pela revista Forbes, o britânico já acumulou aproximadamente US$ 489 milhões ao longo de sua carreira na categoria.

Hamilton superou Michael Schumacher, que se aposentou em 2012 depois de ter somado US$ 464 milhões ao longo de sua trajetória na principal categoria do automobilismo mundial.

Schumacher havia assumido o posto de piloto que mais ganhou dinheiro na Fórmula 1 em 1999, quando assinou um contrato com a Ferrari para receber US$ 38 milhões por ano. 

Esse valor representaria atualmente o terceiro maior salário da Fórmula 1, já que Lewis Hamilton recebe US$ 57 milhões da Mercedes e Sebastian Vettel ganha US$ 45 milhões na Ferrari.

A lista dos 10 pilotos que ganharam mais dinheiro na história da Fórmula 1 tem os brasileiros Felipe Massa e Rubens Barrichello. Os ex-pilotos da Ferrari aparecem juntos no levantamento divulgado pela Forbes, com US$ 110 milhões para cada.

Vale destacar que os valores divulgados pela Forbes incluem apenas salários e bônus pagos pelas equipes. Não são considerados os valores recebidos pelos pilotos com patrocínios pessoais e campanhas publicitárias.

Vá além do mundo da Fórmula 1! Confira também nossos outros conteúdos:

Pilotos da Fórmula 1 entre os atletas mais bem pagos do mundo

Lewis Hamilton e Neymar
Lewis Hamilton é o 13º esportista mais bem pago mundo, 10 posições atrás de Neymar

Nenhum piloto da Fórmula 1 está entre os 10 atletas mais bem pagos do mundo em 2019, de acordo com lista da Forbes. Dono do maior salário da Fórmula 1, Lewis Hamilton é apenas o 13° dessa relação. Os três líderes são os jogadores de futebol Lionel Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar, nessa ordem.

Ao contrário de muitos outros atletas, os pilotos da F1 recebem a grande maioria de sua renda com o salário, e não com patrocínios pessoais. Isso afeta drasticamente suas posições entre os mais bem pagos quando são considerados todos os esportes.

Entre os 100 atletas mais bem pagos do mundo, segundo o levantamento da Forbes, há apenas dois do automobilismo: Lewis Hamilton, em 13º, e Sebastian Vettel, em 30º. 

Atletas mais bem pagos do mundo em 2019 (considerando salários e patrocínios)

  1. Lionel Messi (futebol) – US$ 127 milhões
  2. Cristiano Ronaldo (futebol) – US$ 109 milhões
  3. Neymar (futebol) – US$ 105 milhões
  4. Canelo Alvarez (boxe) – US$ 94 milhões
  5. Roger Federer (tênis) – US$ 93,4 milhões
  6. Russell Wilson (futebol americano) – US$ 89,5 milhões
  7. Aaron Rodgers (futebol americano) – US$ 89,3 milhões
  8. LeBron James (basquete) – US$ 89 milhões
  9. Stephen Curry (basquete) – US$ 79,8 milhões
  10. Kevin Durant (basquete) – US$ 65,4 milhões
  11. Tiger Woods (golfe) – US$ 63,9 milhões
  12. Ben Roethlisberger (futebol americano) – US$ 55,5 milhões 
  13. Lewis Hamilton (automobilismo) – US$ 55 milhões
  14. Anthony Joshua (boxe) – US$ 55 milhões
  15. Khalil Mack (futebol americano) – US$ 55 milhões
  16. Russell Westbrook (basquete) – US$ 53,7 milhões
  17. Novak Djokovic (tênis) – US$ 50,6 milhões
  18. Mike Trout (beisebol) – US$ 50,6 milhões
  19. Phil Mickelson (golfe) – US$ 48,4 milhões
  20. James Harden (basquete) – US$ 47,7 milhões

O ranking dos atletas mais bem pagos e os valores acima foram levantados pela revista Forbes, considerando os ganhos combinados de prêmios em dinheiro, salários e endossos entre junho de 2018 e junho de 2019.

A cada ano, novos acordos serão assinados e essas relações tendem a sofrer várias mudanças. Para aparecer entre os 100 mais bem pagos de 2019, foi necessário receber ao menos US$ 25 milhões. Há cinco anos, esse valor era de “apenas” US$ 17,3 milhões.

Agora que você já sabe quanto ganha um piloto de Fórmula 1, aproveite para alimentar sua paixão pela principal categoria do automobilismo com outros conteúdos:

*Última atualização em 24 de outubro de 2019

Comentários

Salvar
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin