Antes de mais nada, Mario Gabrielle Andrettiou simplesmente Mario Andretti, é um ex-piloto de automóveis italiano que atuou na Fórmula 1 sendo uma das estrelas da equipe da Lotus. Acima de tudo, sua estreia aconteceu no ano de 1968, no GP dos Estados Unidos, pela Lotus. Na ocasião, ele não terminou a prova.

O COMEÇO DA CARREIRA

A princípio, na cidade de Ancona, o italiano teve seu primeiro contato com um carro de corridas: um Fórmula Júnior. A família viajou para os Estados Unidos em 1955.

Conforme informação presente no The Official Andretti Family Website, foi quando então começou sua carreira automobilística, em 1959, aos 19 anos.

Nesse sentido, Mario e seu irmão gêmeo Aldo prepararam um carro de Stock Car e começaram a disputar corridas em um circuito oval amador de terra batida que ficava quase no quintal de casa, na cidade de Nazareth.

Logo nas quatro primeiras provas, cada um dos gêmeos obteve duas vitórias. Nos anos seguintes, ainda correndo em pistas de terra, pilotou sprint cars midgets.

Em 1964, se naturalizou norte-americano, e no mesmo ano estreou no campeonato da USAC, uma categoria precursora da Fórmula Indy.

Como resultado, em 1965 obteve sua primeira vitória, no Hoosier Grand Prix, foi o 3º colocado nas 500 Milhas de Indianápolis e sagrou-se campeão da categoria. No ano seguinte foi campeão outra vez.

A primeira (e única) vitória na prova mais tradicional do automobilismo mundial veio em 1969, ano em que também conquistou o tricampeonato.

A EXPERIÊNCIA NA FÓRMULA 1

O primeiro contato de Andretti com a Fórmula 1 foi em 1965, quando conheceu Colin Chapman, dono da equipe Lotus, que estava disputando as 500 Milhas de Indianápolis com o piloto escocês Jim Clark.

O ítalo-americano revelou seu interesse em disputar a maior categoria do automobilismo mundial. Entretanto, ouviu de Chapman: “quando estiver pronto, me avise“. Em 1968, considerou que estava pronto.

Assim, estreou na categoria fazendo a pole position para o Grande Prêmio dos Estados Unidos em Watkins Glen.

Durante alguns anos, o piloto manteve sua carreira concentrada nos Estados Unidos e disputou corridas de Fórmula 1 apenas esporadicamente com as equipes MarchLotus Ferrari. Sua primeira vitória aconteceu na estreia com a equipe italiana, no Grande Prêmio da África do Sul de 1971.

Somente em 1975, disputou uma temporada inteira de Fórmula 1, pela equipe americana Parnelli. Ainda assim, faltou a duas corridas. Em 1976, após a desistência da equipe americana de disputar a F1, Andretti assinou contrato com a Lotus.

Dessa forma, participando do desenvolvimento dos Lotus 78 79,  os carros-asa, que lhe deram o título de 1978 com seis vitórias.

Nos anos seguintes, não teve mais vitórias na Fórmula 1. Depois de dois anos de pouco desenvolvimento na Lotus, partiu para a equipe da Alfa Romeo em 1981, onde não obteve sucesso. Em 1982, disputou uma prova para a Williams. No GP da Itália, fez a pole-position e terminou em 3º lugar.

Por fim, sem maiores esperanças na Fórmula 1, voltou suas atenções para o campeonato de Fórmula Indy a partir de 1982 e em 1984 foi campeão pela primeira e única vez na categoria.

CURIOSIDADES DE MARIO ANDRETTI

No momento, atua como um consultor eventual na equipe Andretti Autosport, atual campeã da IndyCar, propriedade de seu filho Michael Andretti, que tem entre seus pilotos o seu neto, Marco Andretti.

Além disso, também é vice-diretor de uma vinícola chamada “Andretti Winery” em Napa Valley, na Califórnia.

Foto destaque: Reprodução/ F1