Ayrton Senna, Alain Prost, Lewis Hamilton e mais: confira os 10 maiores pilotos da história da McLaren na Fórmula 1

Esqueça os resultados recentes. Basta uma rápida espiada na lista dos maiores pilotos da McLaren para entender o tamanho da equipe na história da Fórmula 1.

Com o prestígio de estrelas e o desempenho de campeões, esses corredores foram essenciais para posicionar a escuderia inglesa entre as grandes da categoria. No texto abaixo, mostramos exatamente quem são eles.

Nessa lista dos melhores pilotos da história da McLaren, nossa avaliação foi além dos títulos e conquistas. Levamos em conta o tamanho de cada um dentro da F1 e principalmente o seu desempenho na pistas enquanto representantes da equipe.

Então fique à vontade para concordar, discordar, mudar posições, enfim, dar sua opinião lá nos comentários. Só não vale ficar parado, até porque já foi dada a largada. Vamo nessa!

Maiores pilotos da McLaren de todos os tempos

  1. Ayrton Senna
  2. Alain Prost
  3. Mika Häkkinen
  4. Lewis Hamilton
  5. Niki Lauda
  6. Emerson Fittipaldi
  7. James Hunt
  8. David Coulthard
  9. Gerhard Berger
  10. Fernando Alonso

Fernando Alonso (10º)

Alonso na apresentação da McLaren
Alonso esteve na McLaren em 2007 e entre 2015 e 2018 (Divulgação)

Foram duas passagens e cinco temporadas de Fernando Alonso na McLaren. Quatro vitórias, oito pódios e um terceiro lugar no Campeonato, tudo isso na mesma (e boa) competição de 2007. Nenhum título.

Há até pilotos com melhores resultados ou com uma melhor pontuação (241 pontos no total) na história da equipe, mas pouquíssimos com o mesmo talento que o espanhol, que já era bicampeão antes de competir com a escuderia.

Gerhard Berger (9º)

Gerhard Berger comemorando vitória no pódio da F1
Berger fez parte da equipe entre 1990 e 1992 (Reprodução/F1)

Ao contrário de Alonso, Gerhard Berger não foi um piloto excepcional dentro da Fórmula 1. Mas teve um excelente desempenho na McLaren. Correu três anos pelos ingleses e não terminou uma única corrida abaixo da quinta colocação.

O mesmo vale para a posição no Mundial, em que terminou duas vezes em 4º e outra em 5º.

O austríaco venceu dois GPs e pegou mais 15 pódios como parceiro de Ayrton Senna, contribuindo tanto para os títulos do brasileiro como para os campeonatos de construtores da escuderia, ambos na dobradinha em 1990 e 1991.

David Coulthard (8º)

Apresentação de Coulthard na McLaren
(Divulgação)

Falando em dobradinha, taí um dos maiores no quesito. Como parceiro de Mika Häkkinen, David Coulthard chegou 12 vezes entre os dois primeiros lugares do pódio.

Na contagem independente, o escocês venceu 12 provas em nove anos de McLaren. Impressiona o número de pódios: 39. Não venceu um título mundial —ficando três vezes na terceira colocação e outra na segunda — mas contribuiu com 56 pontos para o Campeonato de Construtores em 1998.

James Hunt (7º)

James Hunt campeão da Fórmula 1 de 1976 pela McLaren
James Hunt fez parte da McLaren entre 1976 e 1978

Seguindo com os pilotos britânicos, o sétimo lugar é de James Hunt. Ele é a síntese do que escrevemos na introdução: prestígio de estrela, desempenho de campeão. Pelo menos na primeira das três temporadas em que correu pela McLaren.

Campeão do inesquecível campeonato de 1976 — naquele que foi seu primeiro ano na equipe — o “Superstar” venceu seis GPs, pegou outros dois pódios e ganhou a disputa ponto a ponto com Niki Lauda, que virou até filme. No restante do seu contrato, ganhou outras três provas e subiu em mais três pódios.

Emerson Fittipaldi (6º)

Emerson Fittipaldi na McLaren
Emerson Fittipaldi foi piloto da McLaren em 1974 e em 1975

Se somarmos todas as vitórias e pontos na McLaren, Hunt fez até mais que Emerson Fittipaldi. O brasileiro, no entanto, além de ser mais consistente, foi maior dentro da Fórmula 1. Chegou à equipe em 1974 já como campeão e levou o seu bicampeonato no mesmo ano.

Além do mais, a sua conquista foi a primeira da história da McLaren e foi essencial para o título dos construtores, também o primeiro dos ingleses na categoria. No total, foram 5 GPs conquistados e outros oito pódios, além do vice-campeonato de 1975.

Vá além do Automobilismo! Confira:

Niki Lauda (5º)

Niki Lauda e Alain Prost
Lauda (esq) foi parceiro de Prost(dir) e piloto da McLaren entre 1982 e 1985, quando aposentou-se

Se Fittipaldi já tinha um quando juntou-se à McLaren, Niki Lauda já tinha dois. E diferente do prestígio de estrela que ambos Hunt e o brasileiro tinham, o austríaco chegava à última escuderia de sua carreira respeitado pela sua competitividade e sua personalidade.

Mas não é por ser bonzinho que Lauda está nessa posição da lista. Em quatro temporadas correndo pelos ingleses, foi brilhante em uma, a que foi campeão — cinco vitórias, quatro segundos lugares — e sofreu com o carro nas outras, somando três vitórias e quatro pódios. Ainda contribuiu para dois títulos de construtores, em 1984 e em 1985.

Lewis Hamilton (4º)

Apresentação de carro de Hamilton na McLaren
Hamilton começou na F1 pela McLaren em 2007 e saiu em 2012 (Divulgação)

Na mesma lógica de Lauda, Fittipaldi e Hunt, Lewis Hamilton, que foi campeão com a McLaren em seu segundo ano (2008) no grid — e que por um ponto não levou o título também em seu primeiro ano —, sai na frente por, bom, ser o maior vencedor da história da Fórmula 1.

Mas não foi só isso que fez pela equipe inglesa. Na verdade, Hamilton é um dos mais prolíficos pilotos da McLaren, GP por GP. São 21 provas conquistadas e outros 28 pódios. Por mais que não tenha conquistado um título de construtores para a escuderia, nunca esteve abaixo da quinta colocação na classificação do mundial.

Mika Häkkinen (3º)

Mika Hakkinen melhor piloto de Fórmula 1
Mika foi da McLaren entre 1995 e 2001

No primeiro degrau do pódio dos maiores pilotos da McLaren, só marca presença quem teve mais de um título com a equipe. Mika Häkkinen conquistou dois, e seguidos, ainda por cima, em 1998 e 1999.

O finlandês somou 176 pontos nessa dobradinha, venceu 13 provas e subiu outras sete vezes ao pódio. Curiosamente, o seu desempenho só rendeu um título de construtores à equipe, em 1998.

Nas outras cinco temporadas na McLaren, Mika não fez feio: venceu sete provas no total e pegou mais 16 pódios.

Em 2000, teve um desempenho impressionante, ganhando quatro GPs e ficando em segundo em 7 oportunidades — todas elas para o fenômeno da F1 no século XXI: a parceria Ferrari e Michael Schumacher.

Alain Prost (2º)

Alain Prost melhor piloto de Fórmula 1
Alain Prost é o único piloto francês a já ter sido campeão da Fórmula 1

Na dobradinha da lista, a vontade era de declarar um empate, mas, assim como na Fórmula 1, alguém tem que ficar em segundo. Alain Prost é, para muita gente, o melhor piloto da história da McLaren.

São, afinal, três títulos mundiais — e quatro campeonatos de construtores — conquistados pelo francês na equipe inglesa, em 1985, 1986 e 1989, todos na sua segunda passagem, que durou seis temporadas. Nelas, venceu nada menos que 30 provas e subiu outras 33 vezes ao pódio.

Só a sua primeira temporada na McLaren, em 1980, quando estreou na categoria, que terminou na 16ª posição e somou apenas cinco pontos. Nas demais, não ficou em nenhuma posição abaixo da 4ª, que mesmo assim só foi uma vez. Entre 1983 e 1986 e em 1988 e em 1989, ficou ou em 1º ou em 2º.

Ayrton Senna (1º)

Ayrton Senna em carro da McLaren
Senna correu pela McLaren entre 1988 e 1993

O grande campeã dessa lista é ninguém menos que Ayrton Senna. O grande ídolo brasileiro do automobilismo foi também três vezes campeão da Fórmula 1 pela McLaren, mas nunca terminou uma temporada sequer abaixo da quarta posição na classificação.

Correndo pelos ingleses entre 1988 e 1993, Senna foi campeão em 88, 90 e 91. Venceu nada menos que 35 provas — o maior vencedor de GPs da história da construtora — e subiu ao pódio em outras 19 oportunidades.

O brasileiro também é quem mais largou em pole positions pela McLaren e ainda contribuiu para quatro títulos de construtores da equipe, em 1988, 1989, 1990 e 1991.

Depois de conferir a lista do maiores pilotos da história da McLaren, aproveite para ler mais conteúdos sobre a Fórmula 1:

*Última atualização em 19 de novembro de 2020

Comentários

Salvar
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin