Antes de mais nada, José Carlos Paceou simplesmente Carlos Pace, é um ex-piloto de automóveis brasileiro que atuou na Fórmula 1 sendo uma das estrelas da equipe da Brabham. Acima de tudo, sua estreia aconteceu no ano de 1972, no GP da África do Sul, pela March. Na ocasião, ele terminou na 17ª colocação.

O COMEÇO DA CARREIRA

A princípio, Pace estreou no automobilismo em 1963, disputando provas de turismo pela equipe Willys. Em 1970, já na Europa, disputou o Campeonato Inglês de Fórmula 3, sagrando-se campeão. Um ano depois, venceu o GP de Imola de Fórmula 2. Com esta vitória, conseguiu um convite para integrar a equipe de Protótipos da Ferrari a partir da temporada de 1972, tendo como melhor resultado o 2º lugar nas 24 horas de Le Mans de 1973.

A EXPERIÊNCIA NA FÓRMULA 1

O ingresso na Fórmula 1 deu pela equipe Williams, que na época utilizava carros March da temporada anterior. Ainda assim, Carlos pontuou duas vezes, terminando o campeonato em 16º lugar, com três pontos.

No ano seguinte, paralelamente ao Campeonato de Protótipos, disputou a Fórmula 1 pela equipe Surtees. Como resultado, terminou o campeonato em 11º lugar, com 7 pontos, conseguindo como melhor resultado o 3º lugar na Áustria. Além disso, foi escolhido o 4º melhor piloto do mundo pelo anuário Autocourse, perdendo para Jackie Stewart, Ronnie Peterson Emerson Fittipaldi.

Em 1974, começou a temporada novamente na Surtees. Entretanto, na metade da temporada, mudou de equipe, passando a disputar o campeonato pela Brabham, onde conseguiu o 2º lugar em Watkins Glen, nos Estados Unidos. Terminou o campeonato em 12º lugar, com 11 pontos.

Em 1975, disputando a temporada pela Brabham, Pace fez sua melhor temporada no automobilismo. Além da Fórmula 1, participou do Campeonato Brasileiro de Turismo e sagrou-se campeão do Grupo 1.

Além disso, venceu também as 25 horas de Interlagos. Seu principal feito na temporada veio no segundo GP de 1975, no Brasil. O brasileiro venceu a corrida, fazendo dobradinha com Emerson Fittipaldi; a primeira na F1. Assim, terminou a temporada em 6º, com 24 pontos.

Todavia, o campeonato de 1976 não foi muito bom. Utilizando os motores Alfa Romeo, que eram pesados e gastavam muita gasolina, fez apenas 7 pontos, terminando em 14º lugar. Naquele ano, atuou como dublê de Al Pacino, no filme Bobby Deerfield, nas cenas de competição nos GPs do Brasil, África do Sul e Estados Unidos.

Em 1977, uma 2ª colocação no Grande Prêmio da Argentina foi o último pódio de José Carlos Pace. Por fim, participou de mais duas corridas, Brasil e África do Sul, sem pontuar.

CURIOSIDADES DE JOSÉ CARLOS PACE

Infelizmente, Pace veio a falecer em 1977, em uma queda de avião. Em 1985, o Autódromo de Interlagos foi batizado de Autódromo José Carlos Pace em sua homenagem.

Foto destaque: Reprodução/ Super Danilo F1 Page