Antes de mais nada, John Arthur Brabhamou simplesmente Jack Brabham, é um ex-piloto de automóveis australiano que atuou na Fórmula 1 sendo uma das estrelas da equipe da Cooper-Climax e Brabham. Acima de tudo, sua estreia aconteceu no ano de 1955, no GP da Grã-Bretanha, pela Cooper. Na ocasião, ele não terminou a corrida.

O COMEÇO DA CARREIRA DE JACK BRABHAM

A princípio, durante a Segunda Guerra Mundial, Brabham serviu na Royal Australian Air Force. Em 1946 abriu uma pequena oficina. Além disso, também corria de kart e na sua primeira temporada venceu o campeonato NSW e formou uma parceria com Ron Tauranac.

A EXPERIÊNCIA NA FÓRMULA 1

Contudo, em 1955 estreou no Grande Prêmio da Grã-Bretanha pilotando um Cooper. Como resultado, no campeonato de 1959, Brabham consagrou-se campeão. Um fato, nesse sentido, curioso é que para ser campeão, ele teve de empurrar seu carro na reta final do GP dos Estados Unidos.

Brabham liderava a última prova da temporada quando, a pouco mais de 300 metros da bandeira quadriculada, a gasolina acabou. Não vendo outra alternativa, saltou do cockpit e arrastou seu Cooper para um honroso 4º lugar.

O resultado lhe deu pontos suficientes para superar o inglês Tony Brooks na briga pelo título e, de quebra, garantiu o título de construtores para a sua equipe. Além disso, voltou a ser campeão em 1960, novamente com a equipe Cooper.

Por fim, em1966 a regra mudou para 3000 cilindradas e Jack com um Brabham-Repco venceu o campeonato pela terceira vez e a primeira ostentando como dono de equipe.

O LEGADO DE GRAHAM HILL

  • Oficial da Ordem do Império Britânico (OBE; 1966);
  • Australiano do Ano (1966);
  • Cavaleiro Bacharel (1979) ;
  • Inductee, Sport Austrália Hall of Fame (1985, elevado ao status de lenda em 2003);
  • Medalha de Esportes Australiana (2000);
  • Medalha do Centenário (2001);
  • Oficial da Ordem da Austrália (AO; 2008);
  • Inductee, Australian Speedway Hall of Fame (2011);
  • Nomeado Tesouro Vivo Nacional (2012).

Foto destaque: Reprodução / Razão Automóvel