Chegou o momento de detalharmos a fundo toda a história do GP da Bélgica, uma das provas mais charmosas e conhecidas de todo o calendário da Fórmula 1.

A tradicional prova já ocorreu em três circuitos diferentes dentro do país belga. Spa-Francorchamps, o mais conhecido e atual local, Nivelles em duas oportunidades na década de 70 e, por fim, Zolder, que foi sede do evento em 10 oportunidades.

Você está pronto para mergulhar em todos os detalhes e curiosidades do charmoso GP da Bélgica de Fórmula 1? Vamos ficar por dentro da história, dos vencedores e dos recordes? Então embarque nessa viagem até um dos eventos mais antigos do calendário da F1 com o Esportelândia.

Confira a introdução do GP da Bélgica em 2022

Quando surgiu o GP da Bélgica

De fato, o GP da Bélgica é bem antigo e vem de antes da criação da Fórmula 1, a prova foi disputada pela primeira vez no ano de 1925, com Antonio Ascari sendo o vencedor juntamente de sua Alfa Romeo.

Nos anos seguintes, o GP da Bélgica seguiu sendo realizado, sem nenhum piloto conseguir vencer a etapa por mais de uma vez.

Chegando na era da Fórmula 1, Spa-Francorchamps esteve na edição de estreia da categoria e marcou presença por décadas, até ser substituída por motivos de segurança, pois a pista tinha 14km de extensão, curvas perigosas e muitos acidentes, complicando a operação da F1.

Em seguida, o circuito de Nivelles foi o lar da categoria e do GP da Bélgica em dois anos, 1972 e 1974, contando com duas vitórias do brasileiro Emerson Fittipaldi. No entanto, o local que marcou a década de 70 da F1 no país belga foi Zolder, que recebeu a prova em 10 oportunidades.

Spa-Francorchamps retornou ao calendário da F1 em 1983, dessa vez com os 7km conhecidos dos tempos atuais. A prova segue como regular na temporada da categoria até o dias atuais.

Você ama outros esportes além de Fórmula 1? Aqui na Esportelândia também falamos sobre:

Quais autódromos já receberam o GP da Bélgica?

Como dito anteriormente, três autódromos já receberam o GP da Bélgica. O mais tradicional e utilizado circuito é o famoso Spa-Francorchamps, palco das corridas da fórmula 1 até os dias atuais.

Spa ficou longe das competições da categoria de 1971 até 1983. Nesse tempo, outros dois circuitos foram a casa da prova belga. Nivelles foi sede por dois anos e contou com duas vitórias do brasileiro Emerson Fittipaldi em suas únicas edições.

Em 1973, o circuito de Zolder recebeu o GP da Bélgica e foi a casa de 10 edições da corrida, tendo o austríaco Niki Lauda como seu maior campeão, o piloto da Ferrari venceu o evento em duas oportunidades em 1975 e 1976.

GP da Bélgica: ultrapassagens emocionantes e muitos acidentes

Emoção! Definitivamente essa é a palavra que descreve o GP da Bélgica para os fãs da Fórmula 1. Os pilotos são desafiados em um traçado longo, de longas retas e curvas traiçoeiras e fatais. Além disso, a prova ainda tem inúmeros pontos de ultrapassagens.

Todos os anos, o circuito de Spa-Francorchamps é um dos mais aguardados pelos adeptos da Fórmula 1, a prova tem 7km de extensão, sendo a mais longa do calendário da modalidade.

Não bastasse todo o desafio da pista, o circuito ainda tem a curva mais perigosa de todo o calendário da F1. A Eau Rouge, conhecida como a montanha russa dos pilotos, pois o ponto mais alto tem uma diferença de 40,8 metros em relação ao mais baixo. Muitos acidentes ocorrem nesta parte da prova, mesmo com todas as precauções da Fórmula 1.

Para exemplificar o que foi dito acima, podemos citar o GP da Bélgica de 1998, prova em que ocorreu o acidente envolvendo mais pilotos de toda a história da F1. Ao todo, 13 competidores participaram desta batida.

Na largada, David Coulthard perdeu a traseira da sua McLaren e bateu no muro em alta velocidade. O carro de Coulthard acabou voltando para a pista com o impacto e se chocou com a Ferrari de Eddie Irvine, gerando um acidente totalmente caótico.

Alexander Wurz, Rubens Barrichello, Johnny Herbert, Olivier Panis, Jarno Trulli, Mika Salo, Pedro Diniz, Toranosuke Takagi, Ricardo Rosset, Shinji Nakano e Jos Verstappen, também participaram desse momento anárquico da F1.

Dois pilotos já morreram em provas no circuito de Spa-Francorchamps, ambos no mesmo evento em 1960. Os britânicos Chris Bristow e Alan Stacey foram as vítimas. Recentemente, no ano de 2019, a Fórmula 2 foi o palco de mais uma tragédia na Bélgica. O jovem competidor francês Anthoine Hubert, de 22 anos, morreu após um grave acidente no circuito de Spa.

Vá além do mundo da fórmula 1! Confira também nossos outros conteúdos:

Michael Schumacher o rei do GP da Bélgica

GP da Bélgica de Fórmula 1: história, vencedores e recordes
Schumacher é o maior vencedor do GP da Bélgica. Foto: Icon Sport.

Michael Schumacher é um dos maiores pilotos de todos os tempos, no seu auge, o alemão era praticamente imparável, o heptacampeão mundial é o recordista de vitórias do GP da Bélgica.

A lenda do automobilismo mundial venceu essa corrida pela primeira vez em 1992, ainda na época de Benetton, repetindo a dose em 1995. Ao chegar na Ferrari, venceu em mais quatro oportunidades nas temporadas de 1996,1997,2001 e 2002

Dessa forma, Schumacher também ajudou a Ferrari em sua hegemonia no país, a escuderia italiana soma 18 vitórias durante toda a história do evento.

Ayrton Senna também brilhou na Bélgica

GP da Bélgica de Fórmula 1: história, vencedores e recordes
Senna venceu em Spa-Fracorchamps em cinco oportunidades. Foto: Icon Sport.

Considerado um dos maiores pilotos de todos os tempos, Ayrton Senna também deixou sua marca no GP da Bélgica, o brasileiro venceu pela primeira vez em Spa-Francorchamps em 1985 com sua Lotus.

Em seguida, após a transferência para a McLaren, Senna conquistou o evento mais quatro vezes, todas consecutivas em 1988,1989,1990 e 1991. Dessa forma, o brasileiro mantém até os dias atuais o recorde de mais vitórias interruptas juntamente com Jim Clark que venceu em 1962,1963,1964 e 1965.

Michael Schumacher, Kimi Räikönen e Max Verstappen aparecem logo em seguida com três vitórias consecutivas, o alemão nos anos de 1995,1996 e 1997, enquanto o finlandês repetiu o feito nas temporadas de 2004,2005 e 2007 (em 2006 o evento não ocorreu) e Max nos anos de 2021, 2022 e 2023.

Confira abaixo todos os vencedores do GP da Bélgica

Ano Piloto Equipe
1950 Juan Manuel Fangio Alfa Romeo
1951 Giuseppe Farini Alfa Romeo
1952 Alberto Ascari Ferrari
1953 Alberto Ascari Ferrari
1954 Juan Manuel Fangio Maserati
1955 Juan Manuel Fangio Mercedes
1956 Peter Collins Ferrari
1958 Tony Brooks Vanwall
1960 Jack Brabham Lotus
1961 Phil Hill Ferrari
1962 Jim Clark Lotus
1963 Jim Clark Lotus
1964 Jim Clark Lotus
1965 Jim Clark Lotus
1966 John Surtees Ferrari
1967 Dan Gurney Eagle
1968 Bruce McLaren McLaren
1970 Pedro Rodríguez BRM
1972 Emerson Fittipaldi Lotus
1973 Jackie Stewart Tyrrell
1974 Emerson Fittipaldi McLaren
1975 Niki Lauda Ferrari
1976 Niki Lauda Ferrari
1977 Gunnar Nilsson Lotus
1978 Mario Andretti Lotus
1979 Jody Scheckter Ferrari
1980 Didier Pironi Ligier
1981 Carlos Reutemann Williams
1982 John Watson McLaren
1983 Alain Prost Renault
1984 Michele Alboreto Ferrari
1985 Ayrton Senna Lotus
1986 Nigel Mansell Williams
1987 Alain Prost Williams
1988 Ayrton Senna McLaren
1989 Ayrton Senna McLaren
1990 Ayrton Senna McLaren
1991 Ayrton Senna McLaren
1992 Michael Schumacher Benetton
1993 Damon Hill Williams
1994 Damon Hill Williams
1995 Michael Schumacher Benetton
1996 Michael Schumacher Ferrari
1997 Michael Schumacher Ferrari
1998 Damon Hill Jordan
1999 David Coulthard McLaren
2000 Mika Häkkinen McLaren
2001 Michael Schumacher Ferrari
2002 Michael Schumacher Ferrari
2004 Kimi Räikkönen McLaren
2005 Kimi Räikkönen McLaren
2007 Kimi Räikkönen Ferrari
2008 Felipe Massa Ferrari
2009 Kimi Räikkönen Ferrari
2010 Lewis Hamilton McLaren
2011 Sebastian Vettel Red Bull Racing
2012 Jenson Button McLaren
2013 Sebastian Vettel Red Bull Racing
2014 Daniel Ricciardo Red Bull Racing
2015 Lewis Hamilton Mercedes
2016 Nico Rosberg Mercedes
2017 Lewis Hamilton Mercedes
2018 Sebastian Vettel Ferrari
2019 Charles Leclerc Ferrari
2020 Lewis Hamilton Mercedes
2021 Max Verstappen Red Bull Racing
2022 Max Verstappen Red Bull Racing
2023 Max Verstappen Red Bull Racing

Qual equipe tem mais vitórias no GP da Bélgica

  1. Ferrari – 18 vitórias
  2. McLaren – 14 vitórias
  3. Lotus – 8 vitórias
  4. Red Bull Racing – 6 vitórias
  5. Mercedes – 5 vitórias
  6. Williams – 4 vitórias
  7. Alfa Romeo e Benetton – 2 vitórias
  8. Maserati, Vanwall, Cooper, Eagle, BRM, Tyrrell, Ligier, Renault e Jordan – 1 vitória

Recordes e curiosidades do GP da Bélgica de Fórmula 1

Como citado anteriormente, o GP da Bélgica tem o recorde de acidente com mais carros envolvidos, na temporada de 1998, 13 pilotos participaram do incidente.

  • Primeiro GP: 1950
  • Extensão: 7.004 km
  • Número de voltas: 44
  • Recorde da pista: 1min 41s 252 Lewis Hamilton (2020)
  • Maior vencedor: Michael Schumacher, com 6 vitórias

GP da Bélgica 2023

GP da Bélgica de Fórmula 1: história, vencedores e recordes
Max Verstappen é o atual campeão da etapa belga. Foto: Icon Sport.

Por fim, o charmoso e traiçoeiro GP da Bélgica, segue como um dos eventos mais esperados do calendário da F1, nesta temporada de 2023 a prova aconteceu no dia 30 de julho. O atual campeão mundial Max Verstappen venceu pelo terceiro ano consecutivo e disparou ainda mais na liderança do campeonato.

Agora que você já viu tudo sobre o GP da Bélgica de Fórmula 1, aproveite para se aprofundar ainda mais no esporte com nossos outros conteúdos:

* Última atualização em: 30/07/2023