Antes de mais nada, Didier Pironi é um ex-piloto de automóveis francês que atuou na Fórmula 1, sendo uma das estrelas da equipe da Ferrari. Sua estreia aconteceu no ano de 1978, no GP da Argentina, pela Tyreell-Ford. Na ocasião, ele terminou na 14ª colocação.

Relembre o trágico acidente de Didier Pironi

O COMEÇO DE CARREIRA DE DIDIER PIRONI

Em primeiro lugar, Didier Pironi nasceu em Villecresnes, na França. Assim, começou a estudar engenharia e se formou em ciências. Entretanto, ao entrar no negócio de construção da família caiu no esquecimento após sua matrícula na escola de direção Paul Ricard.

A princípio, o francês recebeu um patrocínio do Pilot Elf em 1972, um programa criado para promover jovens talentos do automobilismo francês, que também levou Alain Prost, René Arnoux, Patrick Tambay à Fórmula 1.

O jovem se tornou campeão da Fórmula Renault na França, em 1974, ganhou o título da Super Renault em 1976, e venceu a prestigiosa corrida de apoio do Grande Prêmio de Fórmula 3 de Mônaco, em 1977.

Você ama outros esportes além de automobilismo? Aqui no Esportelândia também falamos sobre:

A EXPERIÊNCIA NA FÓRMULA 1

Após conquistar diversos campeonatos, Pironi fez sua estreia na F1 no GP da Argentina, pela Ken – equipe de Tyrrell, em 15 de janeiro de 1978. No mesmo ano, fazia parte da Renaultes, encarregado de vencer as 24 Horas de Le Mans. Fazendo parceria com Jean-Pierre Jaussau, o segundo carro da equipe, o incomum “teto de bolha“, A442B, ele venceu a corrida com quatro voltas do rival Porsche 936s.

Duas temporadas com a equipe subfinanciada da Tyrrell demonstraram promessa suficiente para Guy Ligier contratar Didier Pironi para sua equipe francesa homônima em 1980, temporada na qual registrou sua primeira vitória, no Grande Prêmio da Bélgica em Zolder. Bem como vários pódios.

O Ligier JS11/15 era um carro excelente, mas não conseguiu atingir seu potencial máximo. Uma combinação da incompetência da equipe e do fato de Laffite estar no firme controle político significava que Didier Pironi não venceria o campeonato com Ligier. O seu desempenhou despertou o interesse de Enzo Ferrari.

Em sua carreira na Fórmula 1, Didier Pironi venceu três corridas, alcançou 13 pódios e marcou um total de 101 pontos no campeonato. Ele também garantiu quatro pole position.

CURIOSIDADES DE DIDIDER PIRONI

Por fim, em homenagem a sua carreira, algumas biografias foram escritas:

  • Lettre à Didier – Catherine Goux
  • Didier: sonhos e pesadelos – Lorie Coffey, Jan Moller
  • Didier Pironi: La flèche brisée (A flecha quebrada) – Martine Camus
  • Pironi: The Champion Who Never Was – David Sedgwick (e-book publicado em 31 de agosto de 2017, edição em brochura publicada em 1º de janeiro de 2018)

Aproveite para se aprofundar ainda mais no esporte com nossos outros conteúdos:

Última atualização em: 21/07/2023